Mestre Serapis Bey – Não desistam dos seus pais – 04.05.2017

Mestre Serapis Bey – Não desistam dos seus pais – 04.05.2017

Por tantas vezes as mágoas tomaram conta dos seus corações, por tantas vezes sentiram doer no corpo físico as consequências de uma relação não compreendida. A dor das relações biológicas, dos registros das constelações familiares que recebem em seus registros akashicos.

Aquele ponto de conexão, que une cada uma de vocês as suas raízes biológicas enquanto seres encarnados nesse plano, está justamente ali para um propósito. Esse propósito, meus irmãos, é ressaltar algo que já traziam dentro de si mesmos.

Enquanto seres multidimensionais, vocês seguem pelas próprias estradas de aprendizado, desconectados desses pontos de conexão com as raízes biológicas. Mas enquanto seres encarnados têm que lidar com todas energias acumuladas em seus registros e uma delas é a camada que os conecta à constelação familiar, à família que os recebeu nesse plano material.

Esse é um dos planos contidos em seus registros enquanto seres encarnados. E existe justamente para que demonstrem a maestria da superação de vocês mesmos. Pois ao virem à determinada constelação familiar, escolheram com muito cuidado, aquela que os auxiliaria a acentuar justamente o medo que necessitavam transcender, a purificação que precisavam enfrentar.

Mas é chegado um momento em que já adquiriram maturidade e consciência para enfrentar essas relações, e dessa vez será de forma leve e doce. A curar todas as feridas que ficaram ali, registradas como resultado de uma batalha que criaram dentro da mente de cada um de vocês, e que repercutiu sim nos seus corpos físicos.

Tantos de vocês manifestam essas feridas na forma de doenças, de traumas, e até de certos tipos de câncer, tumores… mas todos vem daquelas feridas, onde não houve o bálsamo do amor e da doçura, com a sabedoria para que fosse curado. Vocês reagiam a essas situações, as essas emoções que sua família gerava em vocês porque era uma forma de desviarem daquilo que não gostariam de observar em seu próprio interior.

Vocês percorreram por diversos caminhos para então obterem a sabedoria necessária para o enfrentamento desses obstáculos, que geram consequências físicas em suas vidas. Pois é chegado um momento em que a sabedoria necessária para transcender a situação está aglutinada no nono chakra e vocês são capazes de promover não apenas a própria purificação, mas de toda a constelação a través de seu exemplo de libertação. Vocês ensinam o caminho aqueles que estão presos dentro dessas energias e já não enxergam a forma de se desvencilhar desse processo que restringe o acesso aos seus registros de luz.

Tantos manifestam no corpo físico o resultado de relações não compreendidas entre os pais, quando por algum momento se sentiram abandonados, retaliados, mal amados, mas que na verdade é apenas uma relação sendo trabalhada, assim como todas as outras, mas que deixou marcas profundas nos seus corações. Relações essas que estão presentes em suas vidas apenas para mostrar aquilo que precisam trabalhar para a purificação de seus registros, para que se tornem o exemplo de sabedoria a mostrar a outros o caminho da própria libertação.

O coração duro, o escudo fechado do ego e da personalidade cravada em um planeta que é apenas a manifestação de uma experiência, bloqueia por muitas vezes o fluir natural dessas relações. Onde cada um de vocês chegam com um pacote básico de informações de alma, e representam aqui a manifestação dos seus registros em forma de comportamentos, manias, onde constroem uma personalidade. A constelação familiar ressalta justamente esses pontos. E essa é a oportunidade que pediram para transcender a vocês mesmos.

Na medida em que vão limpando as restrições contidas em seus registros Akashicos, que vão sutilizando e iluminando, essas manias e comportamentos que manifestam uma personalidade, vão deixando de existir, e vocês passam a se tornarem vazios. Esse vazio é preenchido, pedacinho a pedacinho, pelo seu Eu Sou, pelo Eu Superior. E deixa de conectar com o Eu Inferior, que está a todo momento relembrando as experiências dolorosas que criaram as feridas, mas que na verdade eram apenas formas de cura.

Na medida que vão se limpando, filhos, vão limpando também aquelas relações esquecidas do passado, aquelas que não mais faziam parte de seus cotidianos, mas que representavam em vocês dores profundas e por vezes doenças no corpo físico. A raiva se manifesta pelo perdão, a dúvida pela gratidão e o olhar compassivo se manifesta nas relações.

Todos sabemos as causas reais das doenças, e sabemos que todo desequilíbrio no corpo físico é consequência de uma relação não trabalhada no campo emocional. Quando se libertam e permitem que sejam iluminados os registros que armazenaram lembranças traumáticas dessas relações, vão gradativamente curando também os seus corpos físicos, e são surpreendidos com a cura das suas doenças.

Percebam, amados, que as relações familiares, entre os pais biológicos, são o berço da experiência na Terra. É onde vocês em algum momento deverão retornar para trabalhar a limpeza dos pontos que permaneceram conectados e que causaram consequências que acompanharam vocês durante toda a sua vida.

Experimentem novamente estabelecer as relações deixadas no passado, aquelas mal compreendidas, que tocavam o coração a causar dor e sofrimento, mas que agora, com os registros limpos e iluminados, vocês já podem se permitir vivenciar, para iluminar também a vida daquele que o proporcionou a vida biológica e essa experiência terrena. A que sempre prevalecer o amor, mas não o amor que seja julga responsável, que se culpa por não poder auxiliar ou por não saber como ajudar.

O caminho, primeiro, é da libertação interior através do exemplo, através da própria purificação, para que então possam retornar a essas relações já livres, suaves e compassivos, sem qualquer compromisso, apenas com sua própria paz interior.

Percebam que vocês estão juntos porque tem pontos que se complementam no aprendizado, mesmo que despertando em forma de sofrimento as feridas que causam doenças e traumas, ainda assim são justamente essas feridas que abrem a possibilidade de vocês olharem para um ponto de desequilíbrio que precisa ser olhado, e assim tratar algo ainda mais profundo, que se encontra em seu registro de alma.

Os pais biológicos vêm os mostrar, através dos pontos onde despertam os desconfortos e sofrimento, aqueles aspectos que vocês devem olhar em seus registros akashicos, e que devem ser tratados e iluminados. A olhar para essas relações e não fugir delas, vocês passam a perceber onde estão os gatilhos emocionais e a identificar em seus registros o que deve ser iluminado. Isso contribuirá para uma caminhada livre rumo à ascensão.

Vocês saberão quais são os momentos em que devem retomar as ligações. Precisam estar suficientemente maduros e acessar a sabedoria adquirida durante uma vida de experiências, para que possam definitivamente concluir esse processo e libertar a vocês mesmos e àqueles que dependem dessa relação mutua para a própria purificação.

E assim é

Sou Serapis Bey

Canais: Michele Martini e Thiago Strapasson – 04 de maio de 2017.

Fonte: www.pazetransformacao.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s