Lord Melquisedeque – Transcendendo o negativo dentro de nós – 05.03.2017

Lord Melquisedeque – Transcendendo o negativo dentro de nós – 05.03.2017 

Meus amados irmãos, sou Lord Melquisedeque e os recebo nos braços do amor.

Eu os irradio nesse momento com a chama do perdão, do ancoramento no amor crístico, que ama incondicionalmente não somente a todos, mas ao planeta, ao cosmo, a todas as dimensões. Pois esse é um amor que os coloca em unidade, em integração com tudo o que é e que, portanto, aceita e flui nas asas da confiança.

MelquisedequeMas quero lhes falar sobre os sentimentos inferiores ancorados na malha planetária, os sentimentos de menosprezo, de inveja, de soberba, da vaidade, da avareza e tudo aquilo que os prende à vida material, que os coloca a lutar pela sobrevivência quando bastaria tão pouco para que pudessem ser realmente felizes.

Por isso, meus amados, venho lhes falar justamente sobre o fato de entenderem que tais sentimentos são inferiores, ruins, não corretos e que, portanto, devem ser negados. Mas, filhos, eles estão ancorados em sua consciência para que o recebam e compreendam porque ainda os carregam com vocês, porque os levam em seus dias. São sentimentos humanos que demonstram justamente a necessidade de desconectar de malha que os arrasta à falta, à dificuldade, à dúvida, ao sofrimento.

Mas quando compreendem o motivo porque ainda carregam tais sentimentos inferiores são capazes de transcende-los, transformando-os em algo mais elevado. Mas vejam, não que haja qualquer problema, inferioridade moral, em carregar essas restrições em seus corações, mas são justamente elas que podem os conduzir a algo mais elevado, a uma outra visão, a um sentimento de amor com tudo e todos, à transcendência da matéria.

A maior dificuldade que possuem é justamente compreenderem que há um núcleo comum em cada um desses sentimentos, há uma esfera de igualdade, que pode os conduzir para dentro de vocês mesmos, para que possam se olhar, ver aquilo que ainda gera tais sentimentos em vocês. Se sentem inveja, busquem a origem dessa competição que carregam dentro de vocês, se a preguiça os toma percebam porque não sentem a vontade de ancorar esse propósito.

Tudo isso, meus filhos, são benção que os mostra aquilo que guardam em seus registros que necessita ser transcendido e jamais negado, bloqueado. A cada gota de sofrimento ganham um riacho de luz. Não que o sofrimento seja necessário ao crescimento, mas ele é uma benção na vida a iluminar suas restrições e assim precisa ser vivido.

Vocês sofrem porque se vinculam a esses aspectos inferiores, negando-os dentro de vocês mesmo como se fossem impurezas que carregam. E é isso que lhes causa dor. Mas quando liberam esses sentimentos confiando que vivem uma experiência material e que tudo é transitório e que nada será capaz de lhes tirar o sustento, aquilo que Deus reserva ao seu crescimento, vocês começam a compreender do que o mundo material é feito, de desafios, de provas, que acarretam esses sentimentos inferiores justamente para que possam demonstrar a capacidade de transcender esse algo, mas não externamente, e, sim, em seu interior. Isso deve ser feito com amor, com aceitação, sem culpa, apenas com recebimento.

Portanto, filhos, a sabedoria divina vem nascida a partir das suas próprias experiências em situações às quais hoje podem observar como sofrimento, como tristeza, ou manifestações de ódio, rancor, inveja, e todas as características que estão ligadas à malha planetária, mas que podem ser vistos como bálsamos a os mostrar algo a mais.

A partir do instante em que vocês direcionam o pensamento de gratidão em direção a essas sensações, que hoje vocês tratam com repulsa e negação, vocês iniciarão o processo de transformação disso em sabedoria.

O berço da sabedoria na experiência como encarnados na Terra está nesses aspectos negados e tratados com repulsa. Vocês não aceitam que esses aspectos existem, pois sabem que eles geram sofrimento, e então, manifestam o medo ao tratar desses assuntos. O medo nasce como um escudo de defesa que supostamente os protegeria da manifestação desses aspectos nas suas próprias vidas e personalidades.

Mas vocês precisam retirar o véu da ilusão e perceber que todos vocês, filhos, enquanto encarnados no planeta, manifestam todos os sete aspectos que conhecem como sete pecados capitais. Vocês estão aqui inseridos nessa experiência justamente para que absorvam esse aprendizado e transformem em sabedoria.

E somente poderão aprender, vivendo esse aspecto, aceitando que ele existe dentro de vocês e permitindo que se manifeste em suas consciências. Ao permitir que se manifestem para si mesmos, deixando de lado o medo e o julgamento por vocês mesmos, que chamamos de culpa, vocês passam a incorporar a sabedoria. Pois a vivência de transcender os aspectos quando eles se apresentam, é o que trará a sabedoria, e não na negação desses sentimentos.

Todas as experiências que vivem enquanto encarnados, vão apresentar a vocês a manifestação de algum desses aspectos, para que vocês possam vivê-lo e transcendê-lo.

Assim vão se desconectando do ciclo de encarnações, justamente porque o objetivo das encarnações na Terra é o transcender desses aspectos, para adquirir a sabedoria a qual vieram aqui buscar. Não seria possível desconectarem-se da malha energética e da necessidade de reencarnações se negarem esses sentimentos dentro de vocês mesmos.

Vocês, filhos, podem, a partir de agora, observarem a si mesmos nessa ótica, que é a de um Ser de Luz, que é nascido da Fonte de Tudo o Que É, que manifesta aqui nesse planeta um fractal que representará para o seu Eu Sou a experiência de vida terrena. Por isso, filhos, vocês são desdobrados em muitos fractais, pois sabem que, para transcender os aspectos da malha energética, são necessárias várias encarnações, e muitas vezes essa sabedoria pode ser elevada ao Eu Sou através de várias de suas ramificações que são os fractais.

Cada um de vocês, filhos, a partir do momento em que passam a perceber o que são verdadeiramente, começam a observar a tratar todos os assuntos durante as experiências de encarnação, da forma que devem ser tratados, de forma leve, e com atenção aos aspectos que se manifestam em suas personalidades, para que possam atuar e transcendê-los, e não mais negá-los.

A negação, somente fará com que vocês passem inúmeras encarnações negando as suas próprias verdades e repetindo experiências incessantemente até que aceitem quem são vocês, e aceitem os seus aspectos negativos relacionados à malha energética.

Vocês estão em processo de transmutação desses aspectos em luz, pois assim vocês são. Vocês são luz e precisam perceber que estão aqui simplesmente para viver essas experiências que somente poderão ser vividas aqui na Terra, e então retornarem para os seus verdadeiros lares.

Tanto os que estão em missão, quanto os que permanecerão na Terra para viver a manifestação da Nova Era, estão trabalhando os aspectos ligados a malha energética.

Aqueles que estão inseridos aqui para trazer a transformação à humanidade, mas que vivem também o sofrimento gerado pela manifestação dos sete aspectos, precisam perceber que também vieram para aprendizado, que é o seu primeiro propósito antes mesmo da missão. Afinal, sem a transmutação dos sete aspectos, não se concretizarão as missões que vieram desempenhar.

E àqueles que permanecerão no planeta, que transcendem os seus próprios aspectos inferiores ligados à malha para que possam viver em paz e livres nesse planeta, conseguirão manifestar a Nova Era somente quando se libertarem desses aspectos, que hoje tentam negar, mas que precisam ser aceitos e acolhidos para que sejam tratados.

Ao perceberem a manifestação de um dos aspectos, relacionados aos sete pecados capitais, nas suas personalidades, silenciem, escutem o seu EU Sou, que os orientarão do que deve ser feito. Procurem desconectar-se do impulso inferior gerado pelo pecado capital, e permitam que o seu Eu Sou direcione as suas ações. Isso somente poderá ser obtido através da meditação, da concentração, e do encontro consigo mesmos. Pois vocês somente poderão encontrar as respostas para as suas dores e os seus problemas, dentro de si mesmos.

Cada um de vocês, filhos, percebe os aspectos inferiores de forma diferente, e cada um de vocês tem uma história de alma, das vivências em encarnações anteriores. Portanto, filhos, liberem-se do julgamento, tanto do julgamento a outros que vocês observam passar pelas vivências dos aspectos inferiores, quanto do julgamento a vocês mesmos, que é a culpa, e que bloqueia vocês através da negação da manifestação do aspecto do pecado capital em vocês. Percebam o quanto estão agindo de forma a julgar os outros e a vocês mesmos, e permitam que a limpeza ocorra a partir do momento em que aceitam que têm algo a transcender, buscando a resposta para como agir, com o seu Eu Sou. E também passem a respeitar os processos que os demais estão passando, a trilhar as suas próprias estradas em busca das suas próprias liberações.

Percebam que vocês não são diferentes daqueles que vocês consideram que agem errado, pois vocês também agem errado. Todos vocês estão em busca do mesmo objetivo, mas trilham estradas diferentes para atingir o mesmo fim.

Portanto, filhos, aceitem os seus aspectos inferiores, trabalhem eles através das respostas recebidas do seu Eu Sou, e percebam que só há uma verdade para você, que é a recebida do seu Eu Sou. A sua verdade não é a verdade do outro, pois cada um deve buscar por si mesmo.

Sou Lord Melquisedeque

Canal: Thiago Strapasson e Michelinha OM – 05 de março de 2017

Fonte: Coração Avatar e Verdade Transmutadora

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s