Pergunte aos Mestres – 66 – Abril / 2017

Pergunte aos Mestres – 66 – Abril / 2017

Congregação de Paz e Transformação

Purificação e Transmutação

Paz, Luz e Amor.

* Para enviar uma pergunta aos Mestres, acesse o site: http://www.pazetransformacao.com.br/. O formulário permanece disponível somente às segundas-feiras.

DIFÍCIL RELACIONAMENTO COM MÃE E IRMÃS

Pergunta:

Bom dia Mestres. Agradeço pela atenção. O meu desabafo é a dor que sinto por não me sentir aceita nem amada dentro da minha própria família. Tenho 53 anos, não me casei, não tive filhos, sempre trabalhei para me sustentar, sou independente, adoro viajar, e desde muito cedo sou espiritualista e conheci todas as crenças que pude. Fui bem criada pela minha mãe (que foi abandonada pelo meu pai), junto com outras 2 irmãs. Uma mãe muito católica, moralista e dura. Muitas brigas e desentendimentos durante a vida. Ela me deu o que pôde dar, me deu o que sabia dar. Eu acredito que aos olhos dela eu não me tornei nada do que ela gostaria. Sempre senti que minha mãe não me aceita como sou e não me respeita. Tenho uma sobrinha de 19 anos que tem sérios problemas de relacionamento com a mãe, minha irmã. Minha sobrinha compartilha comigo a espiritualidade, apenas eu e ela, e nos damos muito bem. Minha dúvida, minha dor: Sempre fui muito criticada e muito julgada pela minha mãe, mas de um tempo pra cá minhas irmãs compartilham isso com minha mãe. De certa maneira, minha mãe se fortaleceu. Antes meu problema era só com minha mãe. Agora, porque as 3 me desprezam? Porque minha mãe e minhas irmãs demonstram tanto desamor por mim? Demonstram tanta raiva de mim? Porque não sou aceita como sou? Porque minhas irmãs estão fazendo isso também? No momento, me sinto totalmente à parte de minha família. Só tenho um bom relacionamento com minha sobrinha, que entende totalmente o que eu passo e de certa maneira, ela passa por isso também, num grau menor. Gostaria de entender porque minhas irmãs estão sentindo isso por mim. Isso doe muito no meu coração. Gratidão por me ouvir.

Resposta:

Filha. Compreenda sua resposta a partir de sua pergunta. Porque necessita ser aceita em seu meio familiar? Porque necessita que a compreendam? Porque simplesmente não segue seu caminho deixando que cada um siga o seu. As pessoas, filha, têm medo de nos perder para algo que elas não compreendem, e com isso apertam o cerco para nos manter juntos através da energia do julgamento. Mas quando você aceita em sua consciência o julgamento você se vincula energeticamente à situação. Se desejar realmente se ver livre, siga seu caminho com liberdade, abandonando interiormente aqueles que não te compreendem. E assim deixe o rastro de luz para que elas a sigam quando quiserem, quando estiverem prontos. Você não é obrigada a carregar nem a ser carregada. Você é livre a seguir seu caminho, mas para isso precisa ter coragem de se abandonar interiormente, livrando-se da necessidade de ser aceita, deixando de aceitar o julgamento que colocam em ti e apenas seguir seu caminho com a leveza daquele que segue o coração. Quando estiver pronta você verá sua vida se modificar e estará livre para seguir seu caminho. Esteja em paz.

Sou Serapis Bey

COMO RESISTIR ÀS INCLINAÇÕES AO EROTISMO

Pergunta:

Mestres, eu me separei há quase vinte anos e passei basicamente por duas coisas. De um lado vi-me resgatar questões como quem eu sou? Como posso ser melhor? O que posso fazer para melhorar? E acabei fazendo terapia, conheci práticas como terapias complementares e energéticas que me ajudaram muito. Em contrapartida também me autosaboto muito, e experimento muita solidão, muita leitura erótica, masturbação e visita a blogs eróticos. Vivo uma dualidade em me autoamar e querer ser outra pessoa, por não querer seu mais eu mesma. Entre querer levantar e afundar. E muitas vezes me sinto sem rumo, sem prumo e sem merecimento. Dividida entre ajudar, fazer o bem e viver a alegria desta prática e desacreditar de mim mesma e me achar indigna. Como posso vencer a mim mesma? Sinto muita falta de estar com alguém em que eu confie e que me acolha. Mas às vezes sinto que sou uma manipuladora e não mereço. Desde já obrigada por suas palavras.

Resposta:

O amor por si mesmo, quando elevado ao nível de consciência Eu Sou, gradativamente fará se libertar dessas amarras que ainda a prendem na dualidade. Esses sentimentos são apenas a manifestação da falta de auto-amor. Não basta apenas buscares quem és em si mesma sem cultivar o amor próprio. Pois dessa forma não descobrirá quem és nessa busca. Ficará sempre vivendo na dualidade. O julgamento e a falta de amor por você mesma faz com que permaneça inserida em um círculo vicioso de autopunição e busca pelo prazer. Que somente será encontrado se for firme em seu propósito. Perceba filha, que por muito tempo viveu uma realidade diferente da que busca viver agora, mas não será de imediato que alcançará o resultado almejado sem buscar arduamente em afirmar repetidas vezes o seu novo propósito a si mesma, superando até as suas inclinações mais inferiores. A sexualidade é algo sagrado, mas que foi corrompido por muito tempo e ainda é hoje, fazendo com que você e tantas outras mulheres sintam-se perdidas na busca de vocês mesmas, levando a pensar que ainda são movidas pela sensualidade de forma a buscar prazer em ligações inferiores, onde não há o cultivo do amor próprio, você se vê como um objeto e assim vê os que buscam com o seu olhar para alimentar o seu prazer. Apenas está colocando no externo o que sente por você mesma, pois apenas conseguirá atingir o estado de olhar aos outros de forma amável e sem os transformar em objetos de prazer, quando olhares a si mesma dessa forma. Para isso precisa ser firme, se estiveres disposta à mudança, pois necessita identificar o primeiro impulso, aquele que gera a primeira sensação física de necessidade, e que se transforma em combustível a movimentar você para as próximas ações. Impulso identificado, então trabalhe em meditação pedindo pela energia do sagrado feminino que a envolva em amor. Trazendo a energia poderosa da mulher, do amor feminino. Vá irradiando essa luz desde o ponto onde partiu a necessidade da sensação física, vá expandido e observando o irradiar desse amor e do poder do sagrado pelo fio energético que observa se formar, a partir do ponto ligado ao seu corpo físico, e que vai levá-la ao ponto de partida de onde ficou registradas as lembranças que a fazem pensar ser um objeto de prazer. Ilumine todo esse lugar, sendo mostrado ou não a ti, mas comande que a energia do sagrado feminino ilumine todos esses registros, envolvendo em perdão e amor. Permita que sejam banhados pela minha luz, comande e chame pela minha presença e do amado Mestre Jesus, levaremos até esse ponto o fechamento do trabalho, que deve ser repetido todas as vezes que sentires o primeiro impulso. Abandone o julgamento minha criança, ame a si mesma, e em pouco tempo estará livre desses impulsos quando se tornará uma nova mulher livre e amada por si mesma. Amo-te filha.

Mestra Maria Madalena

PEÇO ORIENTAÇÃO E LUZ, EM COMO LIDAR COM UMA RELAÇÃO EXTRACONJUGAL

Pergunta:

Estou envolvida em um relacionamento extraconjugal, e me enchendo de culpa. Já tentamos nos separar, sabemos que não é certo, e sofremos muito, não conseguimos nos separar. Gostaria de uma orientação e uma luz em como lidar com essa situação com sabedoria e amor. Gratidão eterna!

Resposta:

Filha. Vivencia um relacionamento material, ligado por prazeres humanos, mas que não te completa em termos sentimentais. Apenas funciona como uma válvula de escape para preencher seus dias, sem um envolvimento onde tenha alguém a dividir uma vida. Esse relacionamento é baseado numa ligação carnal, na ligação entre os chacras inferiores que causam uma confusão sentimental, onde pensam estar conectados a algo mais. Mas veja filha, que ambos se utilizam dessa relação como uma válvula a escapar do real sentimento que camuflam. Para ambos, isso é uma fuga para não se verem na carência sentimental de ambos. Não dizemos ser certo ou errado, pois não há culpa aqui, mas se olhar a fundo verá que não há um envolvimento de divisão, de compreensão, mas apenas algo passageiro para que tenham seus dias mais suaves ao se verem momentaneamente preenchidos. Medite sobre essas palavras e faça aquilo que seu coração disser que te faz bem. Esteja em Paz.

Sou Rowena

PEDIDO DE ORIENTAÇÃO SOBRE MINHA JORNADA

Pergunta:

Olá queridos irmãos da luz. Primeiramente quero agradecer pelas orientações e ajuda que vem até mim de várias formas. Estou cada vez mais atenta a mim mesmo. Sempre me senti um peixe fora d’água. Muitas vezes sinto que não me enquadro na sociedade. Muitas vezes estou triste e me sinto sozinha, até mesmo com inveja da facilidade das pessoas se relacionarem. Sinto que tenho uma sensibilidade energética. Ás vezes me sinto esgotada e com dores. Principalmente do lado esquerdo do ombro. Tenho um filho lindo e sinto que ele tem a mesma sensibilidade. Mas às vezes acho que pode ser influência minha. Gostaria de orientações sobre minha jornada. Sobre o porquê sinto isso. Será que estou influenciando de alguma forma meu filho. Amo vocês. Tenho uma grande afinidade com Arcanjo Miguel. Sinto que já fui guerreira na sua legião. Gratidão eterna meus amados. Namastê!

Resposta:

Saudações minha irmã. É um lindo anjo a ocupar um corpo físico. Não tenha dúvida sobre isso. Esse sentimento que carrega em seu coração, de não fazer parte da sociedade é porque ainda olha a tudo como se não fosse una ao planeta e as pessoas. Você ainda olha para as experiências e não as compreende em seu coração. Todas essas são formas de pensamento, entretanto, mais cedo ou mais tarde, levarão a todos a essa compreensão mais leve que carrega em sua aura. Precisa compreender que não deve se sentir mal por esses sentimentos que traz dentro de ti, de olhar ao mundo e de certa forma sentir vontade de se isolar. Isso é uma fase energética que vivencia e aos poucos se integrará naturalmente e começará a sentir mais à vontade ao observar as experiências. Ao se isolar, minha irmã, apenas busca uma forma de se manter em sua energia interior, mas aos poucos fará isso ainda que em meio a uma multidão. Será capaz de se manter protegida e isolada à medida que seu campo áurico ganhar proteção. Peça por minha presença às manhãs e ao dormir, e quantas vezes precisar ao dia. Eu estarei te irradiando e essa ajuda formará uma capa de proteção que permitirá que se sinta integrada a tudo, mas mantendo-se fechada em sua essência. Agora pode compreender a sensibilidade que possui, pois a vontade de se isolar é nada mais que o contato com as energias de dimensões menos elevadas que lhe causam danos em seu campo áurico. Veja isso como uma fase. Aos poucos sentirá mais confiança em ti, fechará seu campo em proteção através da chama azul e será capaz de manter sua verdade sem essa conexão densa em seu chakra umeral. Esse chakra manifesta justamente o contato com as energias que não ressoa, e então vem à vontade de se isolar. Tudo está conectado, inclusive você e seu filho por laços de amor. Ao se proteger estará o protegendo também. Aplique diariamente a minha armadura, envolvendo seu filho em um campo de proteção, que progressivamente essa sensação diminuirá até o ponto de estar em locais com muitas pessoas e simplesmente não mais sentir a diferença energética. Esteja em Paz.

Sou Arcanjo Miguel

O QUE FAZER PARA SEGUIR O CAMINHO CORRETO PROFISSIONALMENTE?

Pergunta:

Gratidão imensa pelas palavras que consola nossos corações. Sinto-me, no campo profissional, numa encruzilhada, desde sempre. Hoje melhorou porque aos trancos e barrancos consigo me sustentar. Isso corre em paralelo com o resgate da minha autoestima. Acredito que tenha relação. Mas não sei. Tive problemas em um dos trabalhos que eu tenho, pensei em desistir, enfrentei a situação e sinto que isto fortaleceu algo em mim. Sou grata pela experiência. No entanto tenho sentido muita vontade de fazer algo que seja bom para mim, em que eu me sinta mais valorizada do que nesse trabalho em que estou na parte da noite. Fiz uma ótima universidade, amo estudar, ensinar, amo o trabalho no meu consultório, mas ainda tenho necessidade de uma renda extra para me manter. Fazer trabalhos que não exigissem esforço intelectual nunca pareceu ser um problema para mim, mas agora eu sinto que está na hora de buscar outra coisa. Queria muito que fosse meu consultório, mas compreendo que a caminhada é gradual, que ainda tenho muito aprendizado para fazer. Dou aula de inglês também, é algo que gosto bastante. Pensei em enviar projetos para grandes empresas oferecendo pacotes de atendimento e coisas assim. Mas não sei amados. Sempre que penso no campo profissional me sinto de mãos atadas. Preciso de dinheiro para me mover na matéria, fazer cursos, aprender mais coisas para que meu trabalho cresça. Por favor, amados, se puderem, e se for de meu merecimento, me deem uma luz? E se isso tudo for apenas movimento do meu ego, que vocês possam também me sinalizar isso. Gratidão, amo vocês!

Resposta:

Filha. Todas as estradas que trilhamos nessa vida, fazem parte da construção de algo maior. A cada dia, a cada nova experiência aprendida em diferentes atuações, faz com que agregue um pouco mais de sabedoria na sua bagagem, e que, quando chegado o momento, será necessária para que siga com algo mais alinhado com o seu coração. Todas as experiências são necessárias, mas desde que levadas com equilíbrio e paz no coração. Agregue amor em todas as suas atividades, aguardando apenas que seja mostrado no momento certo, qual o aprendizado que teve ali, que será levado adiante para novas oportunidades. Mas perceba que a fase transitória é a que você tem mais oportunidade de agregar sabedoria, desde que levada com equilíbrio e vivendo com o pensamento no presente, sem alimentar ilusões ou fuga dos aprendizados. Toda mudança é feita de forma suave e amorosa, desde que permita que seja assim. O agregar de diversas atividades e de cargas a mais na sua caminhada ou mesmo o abandono das experiências de forma prematura, fará com que sofra no processo. Mas lembre-se, o processo natural se dá sempre sem sofrimento, desde que aceite viver no presente e aceitando as experiências que se apresentam de forma a construir a sua bagagem de sabedoria, que será necessária para experiências futuras. Fique em paz filha.

Mestra Pórtia

SONHOS

Pergunta:

Queridos Mestres, tenho sonhado o mesmo tipo de sonho já quase há dois anos. Sou solteira e não tenho relacionamento. Porém tenho sonhado bastante com maternidade, gravidez, bebês e gêmeos. No último sonho, em janeiro deste ano, eu me via grávida, com uma imensa barriga, e depois eu via o momento que eu dava a luz aos gêmeos. Eu apreciava seus rostinhos de bebê. Ao mesmo tempo, também tenho sonhado com o mesmo rapaz, que sempre é o pai dos meus filhos e com quem vivo um relacionamento, como namorado e/ou marido. Também vejo com frequência sinais, tais como, horas repetidas e números, que de certa forma se relacionam com a data de nascimento deste rapaz. Gostaria de saber o que isso significa. Estou vivendo apenas uma fantasia romântica fruto da minha imaginação ou tenho realmente algum tipo de conexão com este cara, de vidas passadas? Tem momentos que sinto como se eu me comunicasse com ele através dos sonhos e sinais que vejo com frequência. Costumo ter muitos sonhos com ele, como se nos conhecêssemos e vivêssemos um relacionamento e nos sentimos muito felizes. Gratidão, Mestres! Amo vocês!

Resposta:

Filha. Traz nessas experiências, oportunidades de cura interior, cristalizações de sentimentos mal compreendidos e que fazem parte da sua história. Está passando por um processo de cura interior que faz com que tenha visões onde mistura passado com futuro, da forma que compreende como encarnada nesse planeta. Mas o que é mostrado a ti são apenas possibilidades, linhas de tempo paralelas que existem sim, de fato, mas que não necessariamente se manifestarão na matéria. O que precisa minha filha é apenas centrar a sua energia no momento presente. Ancorar com a sua divina presença Eu Sou no seu coração, para que equilibre essas lembranças dispersas de realidades paralelas e centralize tudo na conexão com o Eu Sou. Dessa forma, permitirá que o fluxo da vida ocorra de forma natural. Pois essas visões se dão apenas devido ao desequilíbrio que, atrelado aos seus maiores medos e traumas emocionais, traz algumas formas paralelas para sua visão no agora, de forma desequilibrada e desalinhada. Quando mantém o equilíbrio, focando apenas no presente, permite que as manifestações ocorram apenas de forma a trazer paz e realização, sem o sofrimento de sentir-se infeliz com a vida presente e com as atuais experiências. Apenas busque equilíbrio, filha. Siga em paz irradiada no meu amor.

Sou Maria Madalena

Canais: Thiago Strapasson e Michele Martini – Abril de 2017.

Colaboração: Ilza Barreto.

Fonte: www.pazetransformacao.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s