As influências da dieta e da nutrição sobre o câncer – 24.04.2017

As influências da dieta e da nutrição sobre o câncer – 24.04.2017

Após sua luta contra o câncer, o Dr. Gary Fettke percebeu a influência da nutrição sobre o câncer e a importância da dieta rica em gorduras saudáveis e pobre em net carbs (carboidrato total menos fibra, por exemplo carboidratos sem fibra).

Nota do Monicavoxblog: Acione a legenda em inglês no rodapé do vídeo.

Neste vídeo, Fettke explica o modelo metabólico do câncer e como você pode usar este conhecimento para prevenir crescimentos anormais e ajudar a tratar aqueles que já ocorreram. Simplesmente mencionando, os cientistas pensavam que defeitos genéticos eram tipicamente os responsáveis pelo desenvolvimento do câncer. No entanto, estas mudanças, na verdade, acontecem após a ocorrência de um dano mitocondrial. Esta disfunção está no âmago de todas as doenças, colocando a mitocôndria no centro de qualquer estratégia de bem-estar ou prevenção de doenças.

mitocôndria produz energia de forma aeróbica na célula. Na presença do oxigênio, as células cancerosas produzem ácido lático em excesso, normalmente produzido na atividade anaeróbica. Chamada de Efeito Warburg em homenagem ao Dr. Otto Warburg, esta atividade indica que as células cancerosas são alimentadas pelo açúcar e não são capazes de usar gordura como combustível. Células normais possuem flexibilidade para usar tanto o açúcar como as gorduras, porém as células cancerosas são limitadas principalmente ao açúcar.

Uma vez que o câncer pode ser classificado, de forma precisa, como uma doença metabólica mitocondrial, a boa notícia é que você pode aprimorar a função mitocondrial através de escolhas de estilo de vida, reduzindo, assim, o potencial de desenvolvimento de câncer ou, ainda, para aumentar a possibilidade de sucesso do tratamento.

O processo inflamatório é o principal condutor da doença e vários dos principais culpados para o aumento desta resposta são as gorduras poli-insaturadas (PUFAs), as gorduras trans, os ingredientes artificiais e o açúcar em todas as formas, incluindo grãos refinados e xarope de milho com alta frutose. Com a redução no consumo de net carbs, você reduz os processos inflamatórios e quando a inflamação desaparece, seu organismo pode ser curado.

O câncer necessita da glicose como combustível e da matéria-prima das células adjacentes para continuar a crescer. O processo que o câncer usa para invadir o tecido adjacente é conhecido como Efeito Warburg Reverso, dependente da geração de peróxido de hidrogênio disparada pelos radicais livres do oxigênio e pela água.

Fettke explica estes processos no vídeo apresentado. A compreensão destes conceitos apresenta um novo protocolo de prevenção do câncer e estratégias de tratamento.

— Estratégias que Podem Prevenir o Câncer

• Consuma Alimentos Frescos

Evite alimentos processados e açúcar para evitar alimentar as células cancerosas. Limite ou elimine óleos PUFA e gorduras trans. Limite a quantidade de proteína para 1 grama por quilo de massa magra, aumente o consumo de vegetais orgânicos frescos (consumo de antioxidantes) para combater os danos causados por radicais livres e aumente as fontes de gordura orgânica de alta qualidade como abacate, manteiga natural, sementes, castanhas e casca de cacau.

• Pare de comer, pelo menos, três horas antes de ir para a cama

Há evidências claras que demonstram que alimentar suas mitocôndrias no momento em que elas não precisam de alimento aumenta o vazamento de um grande número de elétrons que liberam formas de oxigênio reativo (radicais livres), danificando as mitocôndrias e eventualmente o DNA nuclear.

• Melhore seu Nível de Vitamina D

Vitamina D influencia virtualmente cada célula de seu organismo e é um dos mais potentes combatentes naturais do câncer. A Vitamina D é capaz de invadir as células cancerosas e desencadear a apoptose (morte da célula). A Vitamina D trabalha de forma sinergética com todos os tratamentos de câncer que conheço sem efeitos colaterais.

• Limite o consumo de proteína

Para simplificar a reação, usada no metabolismo da proteína, acredito ser importante limitar a quantidade de proteína para 1 grama de proteína por quilo de massa magra. Isto significa, grosseiramente, 40 a 70 gramas de proteína por dia para a maioria das pessoas.

• Mantenha um peso saudável

Isto acontecerá naturalmente quando você começar a consumir uma dieta pobre em carboidratos e rica em gorduras saudáveis e incluir uma rotina consistente de exercícios. É importante perder excesso de gordura corporal porque a gordura produz estrógeno e a obesidade está associada a altas taxas de desenvolvimento de câncer.

• Faça exercícios regularmente

Uma das principais razões de o exercício funcionar na redução do desenvolvimento de câncer é porque ele reduz seus níveis de insulina e regula seus receptores de leptina – duas maneiras poderosas de prevenir inflamações e o crescimento de células cancerosas. A apoptose (morte programada da célula) é desencadeada com o exercício, promovendo a morte das células cancerosas. O exercício pode também ajudar na redução dos níveis de estrogênio, o que explica seu potente combate ao receptor positivo do estrogênio do câncer de mama. O exercício também aumenta a criação de mitocôndrias, essenciais no combate ao câncer.

• Melhore a sensibilidade do receptor de insulina e leptina

A melhor e mais eficiente maneira de ativar a sensibilidade do receptor de insulina e de leptina é evitar o açúcar e grãos e restringir o consumo de carboidratos sem fibra para menos de 100 gramas por dia, e incluir exercícios regulares à rotina, especialmente treinos intervalados de alta intensidade.

• Elimine produtos de soja não fermentados

A soja não fermentada é rica em estrogênios vegetais, ou fitoestrogênios, também conhecidos como isoflavonas. Em alguns estudos, a soja funcionou juntamente com o estrogênio humano aumentando a proliferação do câncer de mama, o que aumenta as chances de mutações e células cancerosas.

• Equilibre a proporção de Ômega-3 e Ômega-6 em 1:1

Inclua bastante gordura ômega-3 de alta qualidade de origem animal em sua dieta diária consumindo peixe não-tóxico de alta qualidade ou através de suplementos de óleo de krill de alta qualidade. A dieta padrão  tende a ser rica em gorduras ômega-6 e precisa ser equilibrada com gorduras ômega-3 para reduzir o potencial risco de desenvolvimento de câncer.

• Inclua cúrcuma na dieta

Este é o princípio ativo do açafrão e, em altas concentrações, pode ser um adjunto bastante útil no tratamento do câncer. Por exemplo, a curcumina demonstrou grande potencial terapêutico na prevenção da metástase no câncer de mama.

• Evite álcool

Limite ou elimine o álcool por ser conhecido como carcinógeno.

• Evite campos eletromagnéticos

Limite a exposição a campos eletromagnéticos (EMF) em seu quarto retirando telefones celulares e cobertores elétricos e mantendo o despertador do outro lado do quarto.

• Evite terapia de reposição hormonal sintética

Especialmente se você possui outros fatores de risco de desenvolvimento de câncer de mama, a reposição hormonal sintética pode aumentar esse risco. Vários tipos diferentes de câncer de mama são receptores positivos de estrogênio. De acordo com um estudo publicado na Revista do Instituto Nacional do Câncer, as taxas de câncer de mama para mulheres reduziram consecutivamente com a redução no uso da terapia de reposição hormonal. Se você tiver sintomas excessivos de menopausa, você pode considerar a terapia de reposição hormonal bioidêntica no lugar da sintética, usando hormônios molecularmente idênticos aos que seu corpo produz e não causa danos em seu sistema. É uma alternativa muito mais segura.

• Evite BPA, ftalatos e outros xenoestrogênios

Estes compostos possuem produtos químicos parecidos com os estrogênios e foram associados a riscos mais altos de desenvolvimento de câncer de mama.

• Certifique-se de não ser deficiente em iodo

Há evidências claras da associação da deficiência de iodo com certas formas de câncer. Dr. David Brownstein, autor do livro: “Iodine: Why You Need it, Why You Can’t Live Without it,” (Iodo: por que você precisa dele, por que você não pode viver sem ele), é um defensor do iodo contra o câncer de mama. Ele tem, de fato, propriedades anticancerígenas potentes e tem demonstrado provocar a morte de células cancerosas de mama e de tireoide. Para outras informações, recomendo a leitura do livro do Dr. Brownstein.

• Reduza o cozimento da carne e evite a queima

O carvão ou a carne cozida no fogo têm associação com o aumento do risco de desenvolvimento de câncer de mama. A acrilamida – um carcinógeno que surge quando alimentos ricos em amido são cozidos, assados ou fritos – também demonstrou ser causador do aumento do risco de desenvolvimento de câncer.

Tudo sobre o câncer neste vídeo do Dr. Lair Ribeiro, corroborando com as mais recentes pesquisas médicas sobre o câncer:

Visão pessoal…

Curar doenças e preservar a saúde com a alimentação crua e viva não é nenhuma novidade. Os antigos gregos já sabiam disso e ainda hoje existem povos primitivos que se alimentam de forma natural. O organismo e os órgãos digestivos dos seres humanos foram feitos para digerir alimentos crus, naturais. Com a alimentação 100% crua e orgânica desaparecem as doenças causadas pela alimentação cozida e carnívora. Como muitas pessoas não são curadas pelos médicos, é imprescindível difundir a forma natural de cura através de uma alimentação saudável. A rotina da população está bastante agitada, esse é um dos motivos que muitos buscam alternativas práticas, que não oferecem valores nutricionais necessários para a saúde, no momento das refeições. Com isso acabam se alimentando de maneira incorreta e abre-se caminho para o câncer. Além da obesidade, doenças cardiovasculares, diabetes, hipertensão, a doença está associada a uma má alimentação; excesso de frituras, alimentos congelados, embutidos e processados podem aumentar o risco do câncer no aparelho digestório. A doença em estágio inicial pode ser mais fácil de ser tratada e até alcançar a cura. A estimativa apresenta 20.390 novos de câncer de estômago nos próximos anos, segundo o INCA (Instituto Nacional de Câncer). A OMS (Organização Mundial da Saúde) fez uma projeção de 27 milhões de novos casos de câncer para o ano de 2030 em todo o mundo e 17 milhões de mortes pela doença. Contudo a necessidade de equilibrar um pouco de cada grupo alimentar é uma escolha válida para prevenção de doenças, principalmente a cancerígena. É fundamental que as pessoas incorporem à alimentação diária o consumo de frutas, hortaliças, e alimentos ricos em fibras, se livrando dos açúcares, proteínas animais e carbohidratos. Acabe com o medo do câncer, do enfarte ou da gripe. Os alimentos crus são a nutrição ideal para a SAÚDE, para prevenir doenças. Uma saúde estável vale mais que todas as riquezas e todos os bens deste mundo…

Inspiração…

American Cancer Society, Cancer Statistics Center

Oncology Nutrition, Sugar and Cancer

MD Anderson, December 31, 2015

Medical News Today, January 2, 2017

Breast Cancer Fund, Breast Cancer Subtypes

Susan G. Komen, Molecular Subtypes of Breast Cancer

Ruhr Universitat Bochum, December 20, 2016

Breast Cancer: Targets and Therapy, 2016; 8: 243-252

Journal of the National Cancer Institute, 2002; 4(17):1263-1265

Mirror, January 2, 2017

American Chemical Society, September 7, 2016

Medical Daily, September 9, 2016

British Journal of Anesthesia, 2000;84(3):367-71

American Journal of Obstetrics and Gynocology, 2006; 194(1): 95-99

Nutrition Journal 2014; 13: 20

Arthritis and Rheumatism, 2001; 44(11):2531-2538

World Journal of Gastroenterology, 2011; 17(1):105-110

Journal of Alternative and Complementary Medicine, 2009; 15(2): 129-132

Saudi Medical Journal, 2008; 29(9): 1280-1284

Drug Design, Development and Therapy 2014; 8:2045-2059

British Journal of Anesthesia, 2001; 107(4):490-502

ABC News, October 31, 2013

Journal of Aging Research, 2011; Mitochondrial DNA Damage and Animal Longevity: Insights from Comparative Studies

Frontiers in Oncology 2013; 3: 292

Indian Journal of Pharmacology, 2011; 43(2): 113-120

Cancer Cell, 2007; 12(1)

International Journal of Molecular Sciences, 2012; 13(2): 1886-1918

Physiology, 2006; 21:362

Cancer.Net, Obesity, Weight and cancer Risk, 1/2016

Medicine and Science in Sports and Exercise, 2001; 33(3): 393

BreastCancer.org, Exercise May Lower Risk by Changing Estrogen Metabolism

Department of Physiology and Pharmacology, Karolinska Institutet, Stockholm, Sweden, The Effect of Different Exercise Regimens on Mitchondrial Biogene

Applied Physiology, Nutrition and Metabolism, 2009; 34(3): 465

Memorial Sloan Kettering Cancer Center, September 4, 2014

American Institute for Cancer Research, Summer 2004; 84

Clinical Cancer Research October 15, 2005: 11; 7490

American Cancer Society, Known and Probable Human Carcinogens

Breast Cancer Fund, Bisphenol A (BPA)

Dr. Brownstein – Holostic Familt Medicine

Recomendo…

Fonte – Monicavox

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s