Práticas de Auto-Hipnose e Auto-Sugestão – 12.04.2017

Práticas de Auto-Hipnose e Auto-Sugestão – 12.04.2017

O que é Auto-hipnose? Auto-hipnose não é um estado mágico, e sim um estado mental na qual:

Você fica muito relaxado;

Você controla/determina às sugestões que deseja implantar;

Você não critica as auto-sugestões feitas (aumentando a aceitação pelo inconsciente).

— A Hipnose e Você

O primeiro passo para iniciar-se na prática da auto-hipnose é buscar um lugar onde você não seja perturbado. Sentado ou deitado de modo confortável, procure eliminar qualquer distração e relaxe. Esta é uma condição inicial ideal para utilizar a técnica, porém com o tempo, você poderá realizá-la em qualquer local. Então, feche seus olhos e relaxe. Imagine/sinta que ondas de relaxamento percorrem todo o seu corpo eliminando todas as tensões, a partir de sua cabeça. Esteja conectado a sua respiração enquanto as ondas percorrem da cabeça até os pés, relaxando todos os músculos de seu corpo. Sinta os músculos de seu corpo se relaxando cada vez mais.

Algumas técnicas alternativas podem ser utilizadas, como por exemplo, a fixação de seus olhos em um ponto da parede ou, imaginar-se descendo em um elevador num enorme edifício cujos andares inferiores conduzem lentamente a um estado de relaxamento e sonolência. O método escolhido por você para a auto-indução, mais efetivo se torna, quanto mais repetido for.

O passo seguinte é usar a auto-sugestão para aprofundar o estado de relaxamento. Consiste em afirmar a você mesmo frases do tipo: “estou me sentindo relaxado e confortável”, “enquanto respiro, aprofundo mais e mais o meu estado”.

Uma vez que você se sinta completamente relaxado, encontrar-se-á num estado útil de auto-hipnose. Você poderá aproveitar este estado particular e sugestivo para determinar um “atalho mental”, onde sua mente alcançará este estado em outros momentos pela indicação deste atalho (que pode ser uma palavra, um movimento, etc.).

Como já dissemos, a auto-hipnose não é algo mágico e sim uma técnica para se modificar o estado de consciência pela intenção de faze-lo, colocando-se numa condição sugestiva para realizar as transformações desejadas.

Sugestão e Hipnose – Antes de conduzir o processo para um estado hipnótico, é útil que você pense nas sugestões que deseja determinar a si mesmo. As sugestões podem ser afirmações simples com o propósito de desfazer os danos feitos pelo semeio constante em nossas vidas de pensamentos negativos, ou pode ser usado para fazer ajustes psicológicos elevando a auto-confiança e motivação para ajuda-lo a alcançar as metas que estabeleceu.

— O uso efetivo da auto-sugestão pode:

Elevar a autoconfiança;

Reforçar mentalmente os seus propósitos;

Reduzir as tensões;

Elevar a motivação;

Elevar a energia.

Podemos, desta forma, estabelecer alguns princípios fundamentais sobre a ação/reação da imaginação sobre a realidade.

1 – O que determina o nosso modo de agir não é a realidade existente, mas aquilo em que cremos e que, para nós, é a verdade. A pessoa que se sente ameaçada ou perseguida, mesmo que não haja nenhum perigo em torno dela e que nada lhe ameace, vive com medo da sua realidade que, mesmo sem ter relação com a realidade externa, é muito poderosa para ela.

2 – A imaginação é capaz de provocar alterações de toda sorte no organismo de uma pessoa. E, comprovadamente, estas alterações têm correlação qualitativa: pensamentos positivos – fé, amor, esperança, alegria, etc. – provocam reações saudáveis na pessoa. Sentimentos negativos – ódio, ressentimento, medo, etc. – provocam reações desagradáveis, como por exemplo, dores assintomáticas, prisão de ventre, indisposição estomacal, insônia e, segundo comprovam as pesquisas, também fazem baixar o nível imunológico tornando a pessoa predisposta à infecções de diversos tipos.

3 – Tudo o que pensamos, com clareza e firmeza, transplanta-se, dentro dos limites do bom senso, para a faixa somática. Ao imaginarmos que estamos comendo uma fatia gostosa de abacaxi, não raro as glândulas salivares começam a segregar saliva, já repararam isso? Se imaginarmos, com firmeza, que não podemos fazer uma coisa, por exemplo, soltar as mãos fortemente encaixadas uma na outra, então não poderemos mesmo.

4 – Nosso consciente é constantemente influenciado pelo subconsciente. Desta forma, podemos programar nosso subconsciente para o sucesso da mesma forma como podemos programá-lo para o fracasso.

5 – Quando o intelecto e a imaginação têm pontos de vistas diferentes, vence sempre a imaginação. Ela é mais forte que a inteligência. Mesmo sabendo (intelecto) dos riscos estéticos de ficar comendo doces a toda hora, poucos resistem à ideia (imaginação) de provar uma fatia daquele pudim de laranja gostoso que está na geladeira. Assim sendo, nenhuma pessoa inteligente deve fazer tentativas a partir, exclusivamente, da “força de vontade”. Antes disso, ela precisa, necessariamente, reprogramar sua imaginação.

6 – O acesso mais fácil para o subconsciente é o estado de total relaxamento. Quando as ondas cerebrais caem para em torno de oito ciclos por segundo – nível alfa – abrem-se os poros do nosso subconsciente.

Visão pessoal…

Hoje em dia, ninguém mais duvida que o estudo do hipnotismo aumenta em muito nossa capacidade de viver plenamente sob diversos aspectos; este estudo nos torna capazes de solucionar muitos enigmas que nos têm intrigado. Quando descobrimos que até mesmo alterações orgânicas podem ser causadas por sugestões, passamos atribuir, imediatamente, um maior valor às influências mentais na nossa vida e passamos também a entender como as moléstias chamadas imaginárias (mas que realmente não o são) podem ser curadas através dessas mesmas influências mentais. Poucas são as pessoas que não se impressionam quando um vizinho ou amigo (às vezes até de brincadeira) diz que parecem doentes, não é mesmo? E se impressionam mais ainda quando estas considerações são cumulativas; o vizinho diz, o colega de trabalho diz, o cunhado diz, … Pois bem, assim como a sugestão pode afastar a dor (nos seus múltiplos significados), pode também criá-la e fortalecê-la. É por isso que pouco ajudamos a estas pessoas impressionadas dizendo que tais doenças são imaginárias, pois mesmo que sejam realmente imaginárias, perturbam-nas tanto como se fossem reais. A expressão “dor imaginária”, ou “doença imaginária”, que é usada por muitos médicos e até por leigos, é cientificamente falsa. Ora, podemos dizer que o objeto da alucinação seja imaginário, mas é falso dizer-se que a percepção seja imaginária. Esta será a mesma, quer seja o objeto imaginário ou não. O mesmo se passa quando a dor é sentida, seja o médico capaz ou não de descobrir sua causa física. Podemos dar à uma dor, sem sintomas objetivos, o nome que quisermos dar, porém, devemos estar certos que ela é uma consequência necessária de algum distúrbio real. Certas ideias subjetivas causam tanta dor quanto um espinho penetrante na nossa pele. Eliminá-las é tão dever de um médico quanto é seu dever tirar o espinho que o atormenta. Também podemos estender esta ideia de “dor” ao campo comportamental, e, particularmente ao campo da saúde. Quantos estudantes fazem refletir nas suas notas a dor do medo, da insegurança, da “consciência de incapacidade”? Soubessem eles que tudo isso pode ser resolvido sem remédios ou aulas particulares, e que ter ou não ter talento é uma decisão própria de cada um, as coisas se tornariam bem mais fáceis. Qualquer pessoa, seja ela quem for, pode obter uma super memória, tornar-se mais criativo, melhorar a concentração, vencer a timidez, acabar com a gagueira, emagrecer ou até mesmo parar de roer as unhas, apenas incutindo no seu subconsciente uma “outra associação”…

Inspiração…

Auto Hipnose – O Método da Chave Mestra

Método para Relaxamento através da Auto Hipnose

Mude a sua Vida com a Auto-hipnose – Bertrand

Auto-Hipnose e Aprendizagem – Sociedade InterAmericana de Hipnose

Instruções para Repetição de Auto-sugestões de Transformações …

O Domínio de si mesmo pela Auto-sugestão Consciente

Recomendo…

Fonte – Monicavox

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s