A Cozinha de Monicavox – Lactobacillus Acidophilus – Fermentados do bem… com receitas… – 13.04.2017

A Cozinha de Monicavox – Lactobacillus Acidophilus – Fermentados do bem… com receitas… – 13.04.2017

Os Lactobacillus Acidophilus fazem parte das bactérias do grupo dos Lactobacillus, que podem ser encontradas dentro do nosso organismo em regiões como a boca, o intestino, e principalmente no trato gastrointestinal alto.

Por conterem componentes que podem ser benéficos ao corpo humano como a vitamina K, que atua na coagulação do sangue, no aumento da cicatrização e imunidade e no combate aos radicais livres, os Lactobacillus Acidophilus são classificados como substâncias que podem contribuir com o tratamento de diversos problemas de saúde. Vamos conhecer quais são eles?

Lactobacillus acidophilus é um bastonete gram-positivo, não formador de esporo, homofermentativo de catalase negativa, que é um habitante comum do trato intestinal humano. Inúmeros estudos demonstram os benefícios dessa cepa:

. auxilia o controle de patógenos intestinais e supercrescimento bacteriano;

. auxilia a manutenção da saúde intestinal;

. promove o equilíbrio do sistema imunológico do intestino;

. melhora as defesas imunológicas naturais;

. melhora a digestão da lactose;

. reduz os níveis de enzimas intestinais prejudiciais;

. reduz os efeitos prejudiciais do supercrescimento bacteriano no intestino delgado;

. diminui os níveis de aminas tóxicas do sangue geradas a partir de supercrescimento bacteriano no intestino delgado.

— Mas o que é a flora intestinal?

Conhecida também como microbiota intestinal, a flora nada mais é do que um conjunto de microrganismos que habitam o trato digestivo e atuam em diversos processos metabólicos, como a digestão. O corpo humano contém nada menos que 100 trilhões de microrganismos apenas nos intestinos, a maioria dos quais é composta por bactérias. Isso significa que nós temos cerca de dez vezes mais bactérias do que células em todo nosso corpo – ou que somos apenas 10% “humanos”! Como é indispensável ao metabolismo energético e participa direta e indiretamente de uma série de outras funções no organismo, muitos pesquisadores afirmam que a flora intestinal é quase que um órgão do nosso corpo.

—Benefícios

Um dos benefícios associados ao consumo dos Lactobacillus Acidophilus é a prevenção e tratamento contra a diarreia. Algumas pesquisas apontam que a bactéria ajuda em casos de diarreia em adultos e crianças, causadas pela ingestão de alimentos contaminados ou associadas ao uso de medicamentos antibióticos.

Além disso, a utilização de probióticos na alimentação, grupo de bactérias em que os Lactobacillus Acidophilus estão incluídos, contribui para a prevenção de infecções gastrointestinais em adultos. Também há indícios de que essa bactéria pode auxiliar em casos de infecções vaginais. Para o tratamento contra a vaginose bacteriana, doença que causa desequilíbrio na flora vaginal e aumento na concentração de bactérias no órgão genital feminino, pode ser usado um supositório com Lactobacillus Acidophilus. Tomar fermentados com a presença das bactérias é outra forma de tentar amenizar o problema. Elas ainda são úteis para tratar infecções no trato urinário e as chamadas cistites, que são uma inflamação na bexiga, responsáveis por causar dor ou ardor ao urinar e aumento na frequência das idas ao banheiro.

No organismo, os Lactobacillus Acidophilus substituem as bactérias benéficas ao corpo, que venham a ser destruídas por conta do consumo de antibióticos e ajudam na recuperação de doenças ocasionadas por outras bactérias.

Para as pessoas que possuem intolerância à lactose, a vantagem de usar os Lactobacillus Acidophilus é que eles oferecem uma enzima chamada lactase, que não é produzida pelo organismo dessas pessoas, e que é responsável pela quebra da lactose (açúcar do leite) em açúcares simples.

Outro ponto positivo deles é a melhoria que promovem no sistema imunológico do nosso organismo. Consumir fermentados ou suplementos preparados com bactérias da família dos lactobacilos ajuda a reforçar a resposta natural da imunidade do nosso corpo.

Uma pesquisa conseguiu verificar que o uso de suplementos alimentares feitos a partir dessas bactérias foi eficiente, de maneira segura, para reduzir febre, tosse e o número de dias necessários do uso de antibióticos em crianças de três a cinco anos de idade.

— Outros usos

Além desses benefícios citados acima, as propriedades dos Lactobacillus Acidophilus podem ser usadas no tratamento de diversos outros problemas de saúde, como:

. Sinusite;

. Bronquite;

. Pneumonia;

. Prevenção contra alergias;

. Redução das altas taxas de colesterol;

. Acne;

. Resfriado;

. Indigestão;

. Úlcera;

. Febre reumática.

— Situações que causam o desequilíbrio da flora intestinal

O consumo de alimentos altamente processados e pouco nutritivos (como a farinha branca, o açúcar e determinados óleos vegetais), o uso de antibióticos e até mesmo o estresse crônico podem contribuir para o desequilíbrio da flora intestinal.

Outros fatores que pioram a saúde da microbiota intestinal são a infecção crônica, o uso de anticoncepcionais e uma baixa ingestão de fibras na dieta.

— É possível recuperar a flora intestinal?

Sim, é possível, desde que sejam feitas alterações à mesa e em determinados hábitos. Evitar o uso indiscriminado de antibióticos e remover as toxinas da dieta (provenientes de aditivos químicos, agrotóxicos, oxidação de gorduras, intolerância ao glúten e aos laticínios, etc.) são os primeiros passos.

Em seguida, para recuperar a flora intestinal é fundamental consumir alimentos prebióticos (fibras digestíveis) e probióticos (bactérias que melhoram a saúde do intestino), como os que listaremos logo adiante.

Por último, para melhorar a saúde intestinal será necessário reduzir o estresse e o consumo de álcool, parar de fumar, começar a praticar atividade física e aumentar a ingestão diária de água.

— Alimentos para recuperar a flora intestinal

São basicamente dois tipos de alimentos que podem ajudar a restaurar o equilíbrio da flora intestinal:

. Probióticos

Uma das melhores coisas que você pode fazer para recuperar a flora intestinal é consumir regularmente alimentos fermentados, ricos em probióticos. Isso porque esses alimentos são fontes de bactérias que produzem ácido láctico, um subproduto que promove o crescimento e a nutrição da microbiota intestinal. Uma vez no intestino, essas bactérias ajudam a fermentar os carboidratos (que os seres humanos não são capazes de digerir).

Além disso, a proliferação destas bactérias as verduras e legumes fermentados melhoram a digestibilidade do alimento e aumentam a disponibilidade das vitaminas. Por último, a fermentação dos alimentos ainda produz inúmeras enzimas e substâncias com alto potencial antibiótico e anticancerígeno.

. Melhores alimentos fermentados para recuperar a flora intestinal: kefir, chucrute, iogurte de leite vegetal, picles fermentado na salmoura, missô (pasta de soja), tempeh e natto (alimentos fermentados típicos da culinária japonesa).

. Vegetais

As bactérias do intestino sobrevivem através da fermentação das fibras alimentares provenientes dos alimentos de origem vegetal. Aos nutrientes que fornecem substrato para a fermentação das bactérias intestinais damos o nome de prebióticos.

Quando comemos um alimento rico em fibras, elas não são digeridas no estômago, de maneira que chegam praticamente intactas ao intestino. Uma vez no cólon, as bactérias irão fermentá-las, e os compostos resultantes do processo servirão de alimento para a flora intestinal.

Por esse motivo, o consumo de frutas, verduras, legumes e cereais integrais ricos em fibras é fundamental para alimentar as bactérias benéficas e recuperar a flora intestinal.

Existem dois tipos de fibras – solúveis e insolúveis – e, muito embora ambas tragam benefícios à saúde, a predileção da microbiota intestinal é pelas fibras solúveis, que fermentam mais facilmente.

. Alimentos que são fontes de fibras solúveis: feijão, lentilha, grão de bico, ervilha, soja, aveia, semente de linhaça, abacate, pêssego, ameixa, abacaxi e nozes.

. Outros alimentos para melhorar a flora intestinal são a alcachofra (fonte de inulina, uma fibra solúvel extremamente benéfica à saúde do sistema digestivo), banana, brócolis (e outros vegetais crucíferos) e frutas vermelhas.

— Suplementos

Quem tem uma alimentação baseada sobretudo em alimentos processados e quase não consome verduras e legumes, ou então aqueles que acabaram de passar por um longo tratamento com antibióticos, podem necessitar de suplementos para recuperar a flora intestinal.

Os suplementos probióticos podem ser encontrados em forma de cápsulas, gotas ou mesmo em pó. De maneira geral, estes suplementos fornecem muitos milhões – ou até mesmo bilhões – de bactérias que irão se estabelecer diretamente no intestino. Os principais microrganismos dos suplementos para recuperar a flora intestinal são as bifidobactérias e os lactobacilos.

Ao lado dos lactobacilos acidófilos (ou Lactobacillus acidophilus), Lactobaccilus plantarum, Lactobaccilus acidophilus, Lactobaccilus brevis, Bifidobacterium lactis e Bifidobacterium longum são os tipos mais comuns de probióticos encontrados à venda.

A quantidade diária e o tipo de suplemento irão depender de avaliação médica, uma vez que não é recomendável tomar suplementos para recuperar a flora intestinal sem orientação profissional adequada.

— Dicas

. É possível começar a recuperar a flora intestinal em menos de 24 horas. Há casos, no entanto, em que outras doenças podem estar afetando a saúde intestinal. Caso não observe uma melhora nos sintomas mesmo após semanas de tratamento com os alimentos sugeridos anteriormente, procure um médico para que seja solicitado um exame de fezes;

. Uma dieta que favoreça a microbiota intestinal deve conter pelo menos 25-30 gramas de fibra alimentar;

. Não se automedique: utilizar antibióticos sem orientação médica pode levar à destruição da flora intestinal;

. Chá preto, farinha de banana verde, vinagre de maçã, sementes de chia e linhaça, gengibre, açafrão e ômega 3 são todos alimentos prebióticos que você pode acrescentar à sua dieta para recuperar a flora intestinal;

Suplementos de glutamina também podem ser aliados da saúde do intestino, uma vez que o aminoácido participa ativamente da reconstrução da mucosa intestinal;

. Como o cloro ajuda a eliminar as bactérias benéficas do intestino, opte sempre que possível pela água mineral. Pelo mesmo motivo, também é recomendável reduzir o número de visitas à piscina durante o tratamento para recuperar a flora intestinal.

— E na cozinha de Monicavox…

A receita de hoje é de kimchi, um alimento fermentado delicioso que mistura alguns vegetais. Muito parecido com o chucrute, o kimchi leva mais sabor à mesa por ter na receita mais variedade do que apenas repolho.

Ingredientes:

1 maçã orgânica

2 cenouras médias orgânicas

2 beterrabas pequenas orgânicas

1 repolho verde ou chinês orgânico

1 cebola pequena orgânica

1 dente de alho orgânico

2 talos de aipo orgânico (feito em suco)

Sal rosa ou marinho (opcional)

Modo de Preparo:

Bata todos os ingredientes, menos o aipo em um processador de alimentos, ou pique os vegetais bem finos. Extraia o suco dos talos de aipo e separe. Você vai precisar dele depois.

Coloque todos os vegetais processados numa tigela ou numa panela grande. Massageie os vegetais com suas mãos (bem limpas) até que um líquido comece a sair dos vegetais. Lembre-se de fazer isso com amor.

Acrescente o suco de aipo e continue a massagear. O suco de aipo acrescenta sódio natural e outros minerais aos vegetais. Você pode também não usar o suco de aipo, mas, nesse caso, adicione sal marinho antes de começar a massagear. Não coloque sal demais, no máximo 1/2 colher de chá para esta quantidade de vegetais.

Usando um pote de boca larga, coloque os vegetais lá dentro pressione-os para o fundo para que você consiga incluir o máximo possível dentro do pote, deixando um pouquinho de espaço em cima. Pressione com seu punho (limpo) até que o líquido suba e cubra os vegetais.

Coloque um pote menor ou uma garrafa de vidro pequena com água em cima dos vegetais (uma bolsa ziploc com água também vai servir), isso é para manter a pressão nos vegetais. Eles precisam estar cobertos com o líquido para que não entrem em contato com o ar, senão, vão apodrecer. Não devem existir bolhas de ar entre os vegetais.

Cubra com um pano de prato ou um filtro para fazer leite de castanhas, para afastar os insetos. Deixe descansar por pelo menos uma semana. Depois disso, o tempo a mais que você deixar vai depender do quão azedo você vai querer os seus vegetais fermentados. Quanto mais você deixar descansar, mais azedo vai ficar. Depois que você decidir o quanto você quer deixá-los fermentando, remova o pote menor cheio d’água, feche o pote com o kimchi e coloque na geladeira. Isso vai para parar o processo de fermentação.

Dicas da cozinha de Monicavox: Assim que os vegetais começarem a fermentar, a salmoura vai começar a transbordar. Assegure-se de colocar um prato embaixo do pote para que sua cozinha não fique uma bagunça. De uma conferida todos os dias e aperte o pote pequeno com água para manter os vegetais bem condensados no fundo do pote.

Chucrute com purê de batata e maçã

Desta vez, fizemos uma versão de chucrute que leva purê de batatas, o que confere ao repolho espessura e textura especiais. Leva também maçã, para tornar nosso fermentado mais doce e selvagem. Os grãos de mostarda, além de trazerem um contraponto de ardência, são bacteriostáticos e irão acalmar os ânimos mais descontrolados das leveduras devoradoras de frutose. O resultado é um surpreendente acompanhamento de pratos principais. Mais uma vez vemos que as bactérias e leveduras incorporam sabores, odores e sensações sempre surpreendentes…

Ingredientes:

1 kg de repolho picado e salgado com 2 colheres de sopa de sal

1 maçã

2 batatas cozidas (+ – 400g)

2 colheres de sopa de semente de mostarda

Modo de preparo:

Corte a maçã em fatias e adicione ao repolho picado. Misture bem estes ingredientes. Adicione 2 colheres de sopa de mostarda em grãos. Misture bem e acondicione em pote fechado de vidro ou cerâmica. Cubra com uma salmoura composta por 250ml de água + 5g de sal. Tampe o pote. Aguarde ao menos uma semana para degustar.

Kimchi de frutas

Esta é uma receita de rápida fermentação, muito saborosa e versátil: experimente sua própria combinação de frutas…

Ingredientes

250ml de água de kefir ou soro de leite

2 pimentas dedo de moça cortadas em rodelas

1/2 abacaxi descascado cortado em cubos

suco de 1 limão

4 alhos cortados bem finos

1 pitada de sal

1 cebola inteira ralada

1 xícara de coentro

60g de gengibre

2 maças cortadas em cubo

4 ameixas vermelhas cortadas em cubo

3 nectarinas cortadas em cubo

350g de uvas inteiras

50g de castanha de caju

Modo de preparo

Lave bem e corte todas as frutas, deixando apenas a uva inteira. Esprema o abacaxi para retirar seu suco. Misture bem todos os ingredientes. Coloque em recipiente com tampa e leve à geladeira.

Depois de dois dias estará pronto, e estará perfeito em uma semana. Evite consumir após 15 dias, pois a frutose das frutas pode eventualmente produzir álcool.

Visão pessoal…

Hoje, o uso intensivo da fermentação é uma forma de ativismo político, que se opõe à normatização pasteurizadora que se tornou costume e regra, preconizando a adição sistemática de conservantes químicos a cada item de consumo. A industrialização em massa da alimentação não apenas aliena, como também infantiliza, porque nos entrega produtos sempre conhecidos, sempre óbvios e é desastrosa para a qualidade de vida da população mundial, que se encontra cada vez mais homogeneizada, abandonando a riqueza de variados patrimônios culturais, lidando com menos e mais pobres opções de produtos, em detrimento de variadas técnicas, culturas e costumes. Trabalhar constantemente com a ajuda de outros seres vivos nos faz lembrar constantemente que estamos ligados com todo o mundo, e que a vida na terra está ligada por uma cadeia de relações intrincadas que são frágeis, e que não estão sendo, em grande parte das vezes, respeitadas. Aguardem, pois voltaremos a explorar este assunto com mais receitas e novidades…

(Nota Gilberto – Leia também: “Probióticos – As bactérias do bem – Saiba o que são e como fugir das enganações industrializadas“)

Inspiração…

www.kombuchakamp.com

Informações importantes sobre Kombucha.

http://www.matosdecomer.com.br

http://www.slowfoodbrasil.com

http://www.wildfermentation.com

http://www.compostasaopaulo.eco.br

http://www.bancodealimentos.org.br

http://largodabatata.com.br/

. Collen, Allan. 10% Humano. Editora Sextante, Rio de Janeiro, 2016.

. Katz, Sandor Ellix. Wild Fermentation: The Flavor, Nutrition, and Craft of Live-Culture Foods. White River Junction, Vermont: Chelsea Green, 2012.

. Sandor, Katz Ellix. A arte da fermentação. São Paulo: SESI-SP, 2014.

. MARGULIS, Lynn (2001). Cinco reinos – Um guia ilustrado dos filos da vida na Terra. Ed. Guanabara/Koogan.

. MARGULIS, Lynn (2001). O planeta simbiótico – Uma nova perspectiva da evolução. Ed. Rocco.

Probióticos, Prebióticos e Simbióticos

Probióticos e Prebióticos – World Gastroenterology Organisation

Efeitos do Consumo de Probióticos, Prebióticos … – Revistas da PUCRS

Saúde Intestinal: Probióticos

Recomendo…

Fonte – Monicavox

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s