Mãe Maria – O anúncio da Nova Tri-Unidade – 02.04.2017

Mãe Maria – O anúncio da Nova Tri-Unidade – 02.04.2017

Esta mensagem é completada por outras duas mensagens: “Jesus Cristo – O anúncio da Nova Tri-Unidade (1ª Parte) e “Arcanjo Miguel – O anúncio da Nova Tri-Unidade (3ª Parte)”. Há também, dois artigos explicativos: “Recepção da Radiância Arcangélica” e “Postura Shakti“.

Para melhor compreensão, aconselho a acompanhar os posts do “Plêiades 1”.

Todos os posts vocês encontram na “Página Principal”, “Categorias”, “Plêiades 1”. Leiam o “Glossário, sempre atualizado, para tirar dúvidas e melhor compreensão e “Chamada aos Agrupamentos/Falanges!” — Os Enunciados do Plêiades 1 x Fatos vocês encontram na “Página Principal”, “Categorias”, “Plêiades 1 – Sincronias” — See more Notes of Pleiades, in English, Click Here — Information and Glossary Specific, in English, Click Here)

Mensagem traduzida para o Idioma português de Portugal

Eu sou Maria, Rainha dos céus e da Terra.  E eu saúdo cada um dos meus filhos.

… Silêncio…

Eis que há algumas semanas, eu anunciei uma sucessão de eventos sem entrar em detalhes.

Hoje, neste dia, eu venho anunciar-vos que uma graça prévia ao meu Apelo está a caminho, na vossa direção. Este caminho está traçado entre o Sol e vocês.

A fusão dos Éteres se realizará em cada um de vós, no espaço de um instante, em muito poucos dias. Esta graça, porque é uma, elevará o canto do último véu para cada um de vós, onde vocês estiverem.

Em seguida, os próprios mecanismos da Ascensão iniciados há alguns dias, encontrarão o seu ápice e o seu pleno potencial nos dias que seguirão.

Como um dos meus filhos vos disse, vigiem e orem. Estejam na alegria interior e na humildade da vossa apresentação neste mundo. Deixem a chama do vosso coração levar-vos à Morada da Paz Suprema. Cada dia doravante, haverá para cada um de vós inumeráveis confirmações da Verdade, inumeráveis testemunhos, inumeráveis provas de tudo o que nós vos temos dito, de tudo o que nós vos temos anunciado durante todos esses anos, mas também por diversas vozes ao longo dos séculos que vêm decorrendo.

… Silêncio…

Chegou a hora de provarem a si mesmos na leveza do coração e do Amor. Não escutem mais o burburinho deste mundo. Observem em vós, observem o Sol, ele dirige-vos uma mensagem, a mensagem do meu próprio Apelo dando-vos o tempo de verificarem por vós mesmos, onde quer que vocês estejam, a verdade do Amor, a verdade da Eternidade. Em qualquer circunstância que seja nas vossas vidas, quer elas sejam as mais felizes ou as mais infelizes, não faz diferença. Como vos disse o meu Filho, rejubilem-se: o meu Apelo está à vossa porta. Ele virá acolher-vos, eu espero, na alegria e na simplicidade.

A vossa preparação é interior desde agora. Nenhum elemento disso que é exterior e visível aos vossos olhos deve perturbar e não poderá perturbar, desde o instante em que vocês retornarem ao vosso coração.

… Silêncio…

A intensidade das radiações da Luz, nesses diferentes componentes, vai viver, nos dois a três próximos dias, tal intensidade  que  cada um de vós vai ser abalado pelo levantamento transitório do último véu, antes que eu venha cortá-lo, antes que os vossos olhos se descerrem de maneira definitiva.

Não considerem nenhuma culpa, quaisquer que tenham sido as vossas ações neste mundo, nesta vida ou em outras vidas. Vocês sabem, vocês não são o resultado das vossas vidas passadas, vocês são simplesmente o resultado do que vos enganou, mas são também o resultado da Eternidade encontrada nestes dias.

… Silêncio…

Como o meu Filho vos disse, deem-se o perdão e a cada um que cruzar o vosso caminho. Libertem-no pelo perdão, libertem-no pela Graça da mesma maneira como vocês se libertam de tudo o que vos acorrenta, de tudo o que vos priva da vossa Liberdade e da Verdade.

… Silêncio…

O tempo não é mais de palavras, tudo vos foi anunciado e tudo se vive rápido agora.

… Silêncio…

Em dois ou três dias, eu virei adumbrá-los, em silêncio. Isto não é ainda o meu Apelo, mas isto é a minha Presença plena e inteira. Pelo Manto Azul da Compaixão, eu vos cobrirei os ombros e a cabeça; pelo Manto Azul da Verdade, eu vos renderei a isso que vocês são, ao vosso coração. Nenhum de vós poderá ignorar o que viverá a vossa consciência neste último face-a-face do Eterno e do efémero, representando de qualquer forma um pré-apelo e um despertar da vossa eternidade.

… Silêncio…

Todos os recursos necessários e úteis estão presentes desde agora em vós e peçam apenas para vos cobrir de Graça, de Amor, de Verdade, de Leveza e de Alegria.

… Silêncio…

Eu pediria da mesma maneira a cada um de vós, não tenham nenhuma dúvida sobre isso. A Liberdade oferecida a cada um. Quaisquer que tenham sido os vossos pesos, quaisquer que tenham sido os vossos erros ou as vossas faltas, tudo está perdoado, na condição de verem a verdade à frente, sem falsos fingimentos e sem falsos subterfúgios, sem voltarem a vossa face nem o vosso coração a esta Eternidade que eu vim anunciar e que o Sol vos transmite.

… Silêncio…

Eu venho pedir-vos também para permanecerem tranquilos, em paz, alinhados, permanecerem serenos. O que diz o vosso corpo, o que diz este mundo, não diz respeito, ao que concerne à vossa eternidade e à verdade do Amor.

Então o desenrolar, vocês conhecem em parte, mas eu vou dar-vos alguns elementos que permitirão que vocês reparem na linearidade final destes tempos. Primeiro, eu venho dizer-vos, que o Sol vos dirige uma mensagem. Aquela que já está a caminho desde há numerosas horas para vir ao vosso encontro, ao encontro da Terra, ao encontro do vosso coração, ao encontro do núcleo cristalino que, há vinte milhões de anos, eu trouxe sobre esta terra, permitindo a expressão carbonada livre da Vida.

… Silêncio…

É tempo de abolir todas as fronteiras e todos os limites. A Graça é assim, o Amor é assim, não pode acompanhar-se de nenhum padrão, de nenhuma forma nem de nenhuma contingência.

… Silêncio…

Só aquele que se opõe a Luz, frequentemente por medo, pode ainda resistir a esta Verdade que é única. Estejam seguros que daqui a alguns dias como eu vos anunciei, a mensagem que é enviada do Sol vos chegará ao coração da vossa consciência, ao Coração do Coração, dando-vos a fé, a esperança e o Amor, colocando fim aos medos, colocando fim à ignorância da vossa qualidade eterna e da vossa eterna Presença.

Eu estarei aí antes mesmo de vos chamar pelo nome, em alguns dias. O meu Manto Azul vos cobrirá, ele vos preencherá de Graça, de Leveza, de Felicidade. Não estejam preocupados pelas circunstâncias exteriores deste mundo, como do vosso corpo. O que quer que eles digam, tanto um como o outro, isso não é nada face à verdade da vossa eternidade. A alegria interior se tornará a vossa poção quotidiana desde o instante em que vocês se rendam, desde o instante em que, como disse o meu Filho, vocês se entregam nas mãos do Pai.

Em seguida, restará um lapso de tempo para afinar, se o posso dizer, a vossa atitude interior – de Amor, de Liberdade, em direção a uns e outros. Vocês não têm necessidade de palavras, vocês não têm necessidade de anunciar o que vem, porque aqueles de vós que devem ser informados já estão desde há muito longo tempo. O efeito da surpresa é importante, vocês sabem, para aqueles entre vós que estão ainda na negação, na raiva ou na incerteza.

A mensagem que eu vos envio através do Sol, que é a mensagem do conjunto da Confederação Intergaláctica dos Mundos Livres, é: “O momento chegou, o momento da Verdade, o momento da revelação total de tudo o que pôde até agora ser escondido”. Tudo isso está finalizado. Nenhuma mentira poderá mais manter-se, nem em vós nem no vosso exterior, depurando-vos, se isso for necessário, de maneira imediata e instantânea, colocando-vos nas condições de vida, nas condições de saúde mais adequadas para viverem o que é para viver, e que não depende da vossa pessoa, do vosso corpo ou deste mundo.

Pouco tempo após, os sinais celestes se tornarão cada vez mais patentes: o céu mudará de cor e vocês verão, com os vossos olhos, com os vossos olhos da carne, isso que é para ver do lado do Sol. O véu se elevará de novo após a visibilidade desse astro flamejante. Paralelamente a isso, os sons do céu e da Terra entrarão em manifestação, continente a continente, uns após os outros, revelando o canto da Ressurreição sobre o conjunto do planeta.

Em seguida, uma densidade tal como vocês nunca viram sobre a Terra parecerá pesar sobre os vossos ombros e no vosso corpo: eu virei chamar-vos. Nesse momento, será o tempo, durante o meu mês – aquele, este ano, da Ascensão – de se recolherem ainda mais. Lembrem-se que vocês não têm nada para preparar no vosso exterior, mas simplesmente de se voltarem para o Coração do Coração cada vez mais facilmente. Nenhuma barreira corporal ou social poderá impedir-vos de serem o que vocês são, se vocês estiverem de acordo. O medo será, para muitos de vós, após a mensagem do Sol, como que dissolvido. Vocês descobrirão, de maneira por vezes maravilhada, a verdade do que vos estava invisível; quer isso sejam os povos da natureza ou as nossas Presenças no seio dos vossos céus, que vos serão reveladas, continente por continente.

Então, nesse momento, três dias mais tarde, após o meu Apelo, a densidade se tornará tal que vocês só poderão render-se diante do que acontece (se produz). Lembrem-se que o medo estará mais frequentemente ausente e vocês deslizarão para a vossa Ressurreição no espaço de três dias. Vocês serão livres de percorrer os mundos, de percorrer este mundo, o que quer que seja o que vocês tenham a viver ou a cumprir, aqui ou em outros lugares, num lapso de tempo que vos é conhecido.

… Silêncio…

Isso que será visível na tela dos vossos olhos, da vossa consciência, como sobre a tela deste mundo, serão apenas as últimas lutas, os últimos sobressaltos da besta que morre.

… Silêncio…

Eu vos convido, neste período, a relerem simplesmente, não da maneira vibral como isso foi exposto após os Casamentos Celestes, o Apocalipse de João, porque vocês descobrirão de maneira fácil, não mais a linguagem vibral, mas a realidade dos eventos que estão descritos e que vocês se preparam para viver, após a 7ª Trombeta ser revelada.

Então eu vos aparecerei vestida de sol. Os luminares do céu serão jogados à terra, os oceanos serão transformados, as terras serão remodeladas. Onde quer que vocês estejam nesse momento, quer isso seja no corpo de carne ou no vosso corpo de Existência, quer vocês estejam em peregrinação sobre a face deste mundo, quer vocês estejam nos lugares privilegiados, se o posso dizer, com os elfos ou sobre o Círculo de Fogo, como com os dragões também, como decidiram recentemente, tendo terminado a sua missão de libertação das zonas de pressão da Terra, favorecendo, vocês sabem, a expansão da Terra para o resultado final dos eventos.

Vivam cada dia, cada minuto, no instante presente. Não se preocupem mais com o amanhã, não se preocupem mais com o ontem, sejam plenamente viventes, plenamente presentes em si mesmos e no mundo, plenamente presentes no vosso coração. Que o vosso olhar não julgue, que as vossas palavras não magoem quem quer seja sobre esta terra.

O parto como vocês sabem, quer isso seja na matéria ou no Espírito, é por vezes mais delicado do que comum. O parto está em curso. O sinal da Libertação, da vossa saída na Luz, na vossa Verdade – que é a entrada na Eternidade – vos aparecerá no grande dia. Inumeráveis milagres acompanharão as transformações climáticas, geofísicas, magnéticas e globais do conjunto deste sistema solar.

O que quer que vocês tenham que passar, cada um encontrará a luz no final do túnel, aquela da sua Liberdade, aquela da sua Ressurreição, aquela da expressão da sua consciência ou do retorno na não-consciência. A Morada da Paz Suprema, após as estases, e a estase passados três dias, se tornará o seu quotidiano, insuflando-vos a força de levar bem o que vocês têm a levar, se esse for o vosso caminho, se eu o posso dizer.

… Silêncio…

Os anjos, os Arcanjos, os Principados, as Dominações, o conjunto das hierarquias angélicas vos aparecerão. Isso não será um sonho, isso não será reservado a alguns médiuns ou clarividentes, mas será o prémio comum. Vocês verão todas as circunstâncias que vos foram escondidas a fim de que nenhuma dúvida possa subsistir na Verdade que vocês são, a fim de exprimir o que vocês escolheram manifestar ou não, no seio deste mundo como no seio dos diferentes universos.

… Silêncio…

Neste período, o meu Filho tem-vos dito, ele pede-vos para vigiar e orar mais do que nunca. E eu digo-vos para estarem vigilantes no seio desta oração e deste vigiar, não da vigilância suspeita que espera uma infelicidade próxima, mas simplesmente desta vigilância que escuta o que lhe diz o seu coração, o que lhe diz a sua Eternidade, o que vos dizem os seres que vocês reencontrarão no seio da natureza, como entre vós na vossa cama, ao acaso nas calçadas, como com cada irmão e irmã. O mesmo sorriso e o mesmo olhar, emprestados do Amor eterno, devem ser a vossa única apresentação. Não há esforço a fazer, sejam espontâneos e verdadeiros. O véu vai então elevar-se.

Após, durante os 132 dias, isso vos foi anunciado, para cada um há um papel, se eu o posso dizer diferente, que é a vossa liberdade, que é a vossa decisão e a vossa escolha. Até aí sejam o mais neutros possível. Abandonem-se, não mais somente à Luz, mas abandonem-se ao Espírito da Verdade, ao Paráclito. Tudo isso que vos parece ainda hoje talvez importante, em relação à vossa vida neste mundo, quer isso sejam os filhos, pais, situação, função, vos aparecerá em alguns dias tão irrisório e tão fútil em relação à verdade do Amor.

… Silêncio…

Muitos irmãos e irmãs terão, no entanto necessidade, eu diria, após o meu chamado, de uma forma de reeducação para a Liberdade.  Não se preocupem com nada, a Luz está aí totalmente, o que quer que vos mostre o espetáculo deste mundo e quaisquer que sejam os últimos sobressaltos. Não há mais espaço para trapaças, não há mais espaço para a menor mentira, em vós como no vosso exterior, porque a mentira vos aparecerá como um sofrimento intolerável, bem distante do Amor, e vocês reencontrarão muito rapidamente o Coração do Coração que é a consolação e que é a beleza.

Eu vos convido a realizarem isto o mais rápido possível agora e para estarem prontos para acolher a mensagem do Sol que é a última graça, se essa não for aquela do meu Apelo, que sobrevirá de maneira concomitante em função dos sinais celestes e não em função disso que vai decidir o coletivo da humanidade efémera através dos jogos, dos países, das nações, dos estados. Vocês têm simplesmente olhado dentro de vós, tudo será em profusão. Não podem ter nenhuma falta no coração que não seja imediatamente preenchida. Cabe a vocês verificarem, olhando dentro de vós com o olhar da inocência, que não julga as vossas condutas passadas, os erros ou as faltas passadas que não são nada mais do que os elementos pertencentes a esta historia, e que não tem nenhuma ressonância nem nenhuma ligação possível com a Verdade que vocês são.

… Silêncio…

Eu me expressarei também por diferentes vozes, e vocês irão aperceber-se que vocês são cada vez mais numerosos a receber as minhas palavras; além mesmo de serem chamados pelo vosso nome próprio (pré-nome), as portas estão abertas. Depois que o meu Manto Azul da Graça vos recobrir, então muitos de vós falarão em línguas, manifestarão os carismas do Espírito Santo, e poderão falar comigo. Eu estarei próxima de cada um de vós como o meu Filho vos disse por ele, assim como o terceiro termo da nova tri-Unidade, o Arcanjo Miguel.

Os povos da natureza virão possivelmente visitar-vos na vossa casa; mesmo os gnomos, que portanto não se aproximam dos lugares de vida, se aproximarão agora. Outros povos da natureza vos aparecerão, com formas que nunca foram evocadas, descritas ou visíveis até ao presente. Vocês verão os elfos com as asas, que são chamados elfos-anjos. Vocês verão os silfos e as fadas como nunca viram. Isso que sustenta esse mundo vos aparecerá, também em toda a sua predação residual, ligada aos medos, ligada ao controlo e ao poder de uns sobre os outros. Isso vos parecerá, nesse momento, estar tão longe de tudo isso que fazia a vossa ordinária vigília ainda que vocês não tenham, se vocês aceitarem, mais nenhuma dificuldade para se manterem na Eternidade, qualquer que seja o estado do vosso corpo, qualquer que seja o estado da vossa vida.

… Silêncio…

Então como eu disse, um certo número de vós trocarão comigo de diferentes maneiras, quer isso seja pelas visões que eu submeterei sobre isso que vai se desenrolar, quer isso seja pela nossa comunhão de coração a coração, quer isso seja pelo meu Manto Azul, ou quer isso seja por palavras. Estejam disponíveis para a Eternidade, para a Luz, para o Amor. Tudo o resto, como vocês irão em breve verificar, é só passageiro e está destinado a desaparecer.

… Silêncio…

Vocês não poderão mais – e não queiram mais, aliás, para a maior parte de vós – colocar freio à expressão do Amor incondicionado nesta manifestação da carne. O vosso olhar, os vossos sentidos serão diferentes. A vossa visão da carne se estenderá além do que vocês chamam o ultravioleta e o infravermelho. As modificações ligadas às radiações cósmicas e solares que vos chegam, como aquelas que vêm do núcleo da Terra libertada (desde já alguns anos), vão permitir isso com facilidade.

Cuidem de se refrescar, quer isso seja pela água interior ou a água exterior. Cuidem também de encontrar os meios que vos permitam permanecer tranquilos e alinhados; quer isso seja a oração efetiva, quer isso sejam os cristais, quer isso seja a poção de Hildegarde que vos foi comunicada até ao mês de Maio, pouco importa. Definitivamente, quaisquer que sejam os meios que vocês utilizam, em muito poucos dias vocês constatarão que vocês não têm necessidade nem de meios nem de ferramentas para serem o que vocês são. Mesmo que a abertura do véu seja fechada outra vez até ao meu Apelo e até à Ressurreição após a estase, vocês guardarão a lembrança viva e vivaz, que vos permitirá não mais tropeçar e não mais serem afetados pelas circunstâncias da vida, desse corpo ou dos laços ainda existentes na ilusão deste mundo. O vosso olhar será todo amor e estenderá a mão e o coração a tudo o que se apresentará a vocês, os povos subtis da natureza, tanto animais como humanos.

… Silêncio…

Em poucos dias, vocês não farão mais diferença entre os vossos filhos e não importa o filho de quem, entre os vossos pais e não importa os pais de quem. Vocês não farão mais diferença entre um animal doméstico e um animal selvagem – que vocês cruzarem de maneira mais fácil, porque eles terão menos medo de vós, porque eles verão a vossa Luz.

Então sim, eu posso dizer-vos, regozijemo-nos juntos porque é uma grande festa. A fusão do céu e da Terra é uma realidade que vocês vivem na vossa carne para alguns desde há numerosos anos e para outros tão recentemente e para outros ainda, eu diria, não em seguida, mas em alguns dias. Vocês são de alguma forma, vocês que me escutam, vocês que me ouvem, vocês que me leem, os pioneiros da Liberdade, os pioneiros do Amor, que é o que vocês têm sido sempre, que portanto foi tão ocultado – mas nunca apagado.

… Silêncio…

Quando a mensagem do Sol vos for dirigida e recebida, é entre esse momento e o meu Apelo, que muitas coisas se revelarão em vós e no exterior de vós. Não fiquem surpresos. Lembrem-se de que mais nenhuma mentira poderá ficar de pé diante da Verdade. O Amor será tal que tudo será imediatamente perdoado, que vocês amarão com a mesma intensidade igual o pior inimigo como o Arconte (nunca pronunciar este nome) que vos confinou. Vocês serão a Graça e o Perdão em ação na superfície deste mundo; façam o uso mais perfeito e mais divino. Aliás, o vosso personagem não poderá mais interferir diante da espontaneidade do Amor, da espontaneidade do vosso ser e da realidade da Luz.

… Silêncio…

Eu não sei se eu terei a ocasião de me expressar após a Páscoa, até ao meu Apelo, mas aproveitem este período que precede a Páscoa para viverem plena e inteiramente, com uma disponibilidade total, para a Revelação da Luz. Esta revelação supera as palavras, supera a história, supera as crenças, a cultura, porque nós temos todos o mesmo coração, quaisquer que sejam as aparências, sejam elas as mais funestas e as mais opositoras para a Luz. Isto vos aparecerá tão evidente e tão verdadeiro que vocês não poderão mais aderir à vossa personagem, à vossa história, às vossas possessões. Vocês serão livres, por antecipação de algum tipo, quaisquer que sejam os limites do vosso corpo e disso que pode restar de estrutura social.

… Silêncio…

Observem o Sol e contemplem a mensagem que ele vai dirigir ao vosso coração. É a mensagem do conjunto da Confederação Intergaláctica dos Mundos Livres, é a mensagem da Luz, prévia ao Juramento e à Promessa, e para o meu Apelo.

… Silêncio…

Esta graça foi decidida há pouco tempo pela própria Terra, porque, é claro vocês sabem, há ainda sobre a terra esses que o Comandante dos Anciãos chamou “os maus meninos”. Alguns deles estão em curso de redenção porque eles viram a Verdade; outros estão ainda presos pelas armadilhas da possessão, as armadilhas arcônticas. Não julguem, amem. Amem-nos mais do que a qualquer outro, com o mesmo amor e a mesma intensidade. Eles necessitam deste amor, eles necessitam de vós, hoje mais do que nunca, então até ao presente eles alimentaram-se de vós.

Tal é o Amor; ele não conhece nem carma, nem freios, nem sofrimento.

… Silêncio…

Será bom que todos os que devem ler, escutar, entendam o que eu venho dizer sobre a mensagem do Sol, tendo esta informação o mais rapidamente possível.

Eu especifico, aliás, que mesmo que seja possível ler-me, o mais sábio é simplesmente ouvir-me. Não existe hoje, em relação à minha intervenção, nenhum limite de nenhuma ordem na sua difusão por todas as vias possíveis, porque eu mesma me exprimo em vós. Não há mais intermediário, não há mais pessoa, não há mais canal. Há a Verdade bruta e ela não sofre nenhuma demora nem nenhum limite. Utilizem os vossos meios modernos para informar, insistentemente sobre o júbilo da mensagem do Sol e da Confederação Intergaláctica dos Mundos Livres.

Nenhuma barreira deve permanecer de pé, nenhum obstáculo poderá mais estabelecer-se, doravante, diante da Verdade.

Permitam-me, filhos bem-amados, neste instante como em cada instante onde a minha voz será ouvida, abençoar-vos com o meu Amor de Mãe Eterna.

… Silêncio…

O meu coração de Mãe não pode jamais esquecer nenhum de vós e, sobretudo aqueles que estão desviados de mim, assim é a Graça. Então eu vos abençoo a todos, libertados ou não, vibrantes no seio de uma Coroa ou não; e mesmo aqueles que estão desviados da minha face e da Verdade, eu vos ofereço o mesmo Amor e o mesmo perdão. Eles terão a confirmação dentro de dois a três dias.

Eu amo-vos, eternamente. Eu vos amo em verdade e em liberdade. Eu vos abençoo.

… Silêncio…

Eu sou Maria, Rainha dos céus e da Terra, eu sou a vossa Mãe. Vão em paz, como vos disse o meu Filho, porque vocês são a Paz.

E eu vos digo muito rapidamente, pois após a mensagem do Sol, eu poderei tocar tanto os corações como os meus filhos, antes de os chamar. Ainda uma vez sejam abençoados.

Até breve.

PDF (Link para download) – MARIA – 2 de abril 2017

Clique aqui para fazer o download do áudio

Fonte – https://lestransformations.wordpress.com/

Fonte – https://ultimasleiturasdaluz.blogspot.pt/

Tradução do Francês – Mariana Anzzelotti

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s