End Game 3 / Parte 3 – 23.03.2017

End Game 3 / Parte 3 – 23.03.2017

(End Game 3) (Parte3) Corey Goode / Michael Salla

P.3: Tradução de Contato Estelar:

(Nota Gilberto – Leia “1ª Parte” e “2ª Parte“)

Plataforma de Gelo Antártico Desestabilizada Conforme Aumenta a Corrida em Busca de Antigos Artefatos ETs & Armamentos

Escrito por Dr Michael Salla / 23 março 2017.

Um esforço multinacional para escavar regiões chave da Antártida em busca de artefatos de uma civilização alienígena congelada em um instante de tempo, criada por refugiados (extraterrestres), está desestabilizando as gigantescas plataformas de gelo do continente, segundo o denunciante/informante do programa secreto do programa espacial Corey Goode. Além disso, ele revela que bases militares secretas na Antártida estão usando alguns dos artefatos (lá encontrados) para o desenvolvimento de armamentos em violação ao Tratado Antártico de 1959, que estipula que os recursos do continente serão usados apenas para fins científicos.

Este artigo é o terceiro de uma série (clique para Parte Um e Parte Dois). A contribuição escrita de Corey levou ao nosso primeiro empreendimento colaborativo escrito. Para identificar quem está escrevendo para o leitor, eu (Michael Salla) assumirei o papel do narrador e mencionarei quando Corey está diretamente contribuindo com suas próprias palavras, ao contrário de mim parafraseando seu material de briefing.

A divulgação das ruínas na Antártida ainda é iminente, relata Corey, uma vez que várias variáveis chave influenciam quando e o quanto será revelado ao mundo sobre as descobertas, mas mantendo o sigilo sobre os programas militares em andamento e artefatos alienígenas de armamentos.

Em um briefing detalhado dado a mim em 16 de março de 2017, Corey compartilhou detalhes adicionais sobre a civilização “Pré-Adamita” complementando os dados que ele apresentou anteriormente. Esta nova informação foi originalmente programada para lançamento em um artigo, “Endgame III”, na sequência do popular “Endgame II” artigo e vídeo que se concentraram em escavações secretas na Antártida.

Corey disse anteriormente que a civilização extraterrestre, identificada por ele como os Pré-Adamitas, chegou pela primeira vez 55.000 a 60.000 anos atrás e estabeleceu postos avançados em toda a Antártida, que tem notavelmente uma massa de terra quase duas vezes o tamanho dos Estados Unidos contíguos. Ele os descreveu como tendo aproximadamente 12-14 pés de altura e possuindo crânios alongados.

Corey também descreveu como eles criaram uma espécie híbrida, Homo Capensis (de acordo com a classificação antropológica), e se tornaram elites governantes, ou semideuses, em antigas sociedades sul-americanas, asiáticas e europeias.

No briefing de 16 de março, Corey começou explicando que os Pré-Adamitas estabeleceram sua base principal apoiados na tecnologia da “Raça dos Antigos Construtores” (“Ancient Builder Race”), que incluía um dispositivo Portal Estelar (“stargate”) ou Buraco de Minhoca (“wormhole”) muito semelhante ao descrito na popular seriado de ficção científica Stargate SG-1 (Science Fiction Show, Stargate SG-1) (e criado a partir do longa metragem de sucesso “Stargate”).

Corey disse que este show foi um exemplo de uma divulgação suave (soft disclosure) onde a Força Aérea dos EUA assumiu a liderança em revelar elementos-chave das tecnologias desenvolvidas pela “Raça dos Antigos Construtores”, que tinha estabelecido uma rede de viagens em toda a galáxia usando atravessáveis buracos de minhoca a centenas de milhões, se não bilhões, de anos atrás.

Quando os Pré-Adamitas chegaram pela primeira vez na Antártida, eles rapidamente asseveraram o controle através de suas tecnologias avançadas sobre esta área povoada por assentamentos humanos na época.

Com suas tecnologias médicas avançadas, os Pré-Adamitas então começaram muitas experiências genéticas e criaram híbridos que se tornaram uma classe de servos. Durante sua última visita à Antártida no início de janeiro deste ano Corey apresentou sua descrição dos corpos dos híbridos (Homo Capensis) criados através de bioengenharia que congelaram instantaneamente em um flash de tempo (flash frozen).

Corey explicou que os programas Pré-Adamitas interromperam 22 experimentos genéticos de 500 mil anos executados por extraterrestres de aparência humana. Em um relatório anterior, Corey elaborou que uma “Super Federação” compreendendo 40-60 dessas raças tinham estabelecido concorrentes programas (experimentos) de engenharia genética com a humanidade da superfície (como cobaia).

Corey também descreveu como os Pré-Adamitas entraram em conflito com os ETs de aparência humana – os mesmos dos 22 experimentos genéticos – e com os Reptilianos, que também realizavam experimentos, (todos esses grupos em busca de supremacia na) influência global.

Dado que os Pré-Adamitas tinham estabelecido uma presença física na Terra, isso lhes deu uma vantagem em estabelecer governantes de linhagens sanguíneas (ruling bloodlines) sobre as Américas, Ásia e Europa, como explicado em um artigo anterior.

Ao mesmo tempo, os seres humanos que escaparam para o interior da Terra para evitar várias catástrofes na superfície (ao longo da historia) monitoravam como as diferentes raças extraterrestres competiam entre si pela influência e poder sobre a humanidade da superfície que se recuperavam (de diversas) das catástrofes globais (ao longo do tempo).

Uma das raças da Terra Interior que se orgulha de sua pura linhagem humana, o (grupo) Anshar, tinha uma conexão histórica com os assentamentos humanos na Antártida. No entanto, o Anshar não cooperou com os Pré-Adamitas porque os consideravam sociopatas pelo modo como eles tratavam a população nativa da Antártida (sem gelo ainda) e de outras regiões da superfície, onde haviam estabelecido colônias.

Corey disse que os Pré-Adamitas trataram os humanos na antiguidade de uma maneira semelhante à forma como os seres humanos modernos tratam os cães em termos de cruzamento para múltiplos propósitos. Os Pré-Adamitas, junto com os Reptilianos, eram um grande problema para toda a humanidade.

O Anshar fazia parte de uma confederação de mundos que buscava melhorar as coisas no planeta (Terra), fornecendo conhecimento e assistência tecnológica como descrito nos textos cuneiformes sumérios.

Em um artigo anterior, eu apresentei como os Anunnaki (como descritos por Zecharia Sitchin em sua série de Crônicas da Terra) envolveram o Anshar e outros grupos de fora do planeta, de acordo com fontes de Corey. Para ajudar a esclarecer este ponto, Corey acrescenta:

“Anunnaki era um termo genérico que significava ET ou ‘aqueles que vêm do céu’. Os Reptilianos, os Nórdicos, os Ebens e os Anshar interagiam com os antigos sumérios para ajudá-los na recuperação de sua civilização depois da grande catástrofe que destruiu a Atlântida. Os Anunnaki eram de fato os Reptilianos, mas os outros grupos que interagiam com eles também eram referidos por esse mesmo nome (de acordo com informação obtida por mim nos programas).”

Corey disse que um pequeno número de Pré-Adamitas sobreviveu à catástrofe que congelou as regiões antárticas ao entrar em câmaras de animação suspensa (stasis chambers) localizadas na maior das suas três naves-mãe. Esses naves tem milhas de comprimento, e não 30 milhas de comprimento como relatado anteriormente.

As informações adicionais divulgadas por Corey sugerem que há muitos riscos de acordar os Pré-Adamitas que provavelmente tentariam reafirmar sua autoridade utilizando suas tecnologias avançadas, incluindo a pouco compreendida “tecnologia da raça dos antigos construtores”. Aqui, Corey acrescenta:

Os grupos responsáveis por esses locais escavados estão tomando precauções, isto é, com “Mini-Nukes w / (sp) Deadman’s Triggers”, caso esses seres se tornem hostis (para referência, veja o filme Prometheus). (Um equipamento que detonaria um mini artefato nuclear acoplado caso estes seres apenas acordem ou se tornem hostis ao acordarem.)

(Nota Gilberto – No momento me foge a informação correta, mas tive a oportunidade de ler em algum artigo ou mensagem canalizada, que há “magos negros” em hibernação nestes locais e que seria extremamente perigoso despertá-los.) 

Isso nos leva diretamente às escavações secretas atualmente em andamento nas bases e naves dos Pré-Adamitas.

— Escavações Secretas na Antártida

Corey revelou que as escavações estão ocorrendo em vários lugares na Antártida por diferentes nações, que em alguns casos estão em concorrência direta para obter as tecnologias mais avançadas. O objetivo é em algum momento divulgar alguns destas, mas muitas tecnologias, especialmente aquelas que são claramente extraterrestres na origem não serão liberadas, pelo menos não serão as primeiras.

Corey disse que todas as nações envolvidas nas escavações da Antártida são capazes de fazer um anúncio de divulgação por conta própria, mas todos elas estão participando de negociações para fazê-lo de forma coordenada.

Corey acredita que as Divulgações Antárticas começarão em paralelo com os processos (jurídicos/criminais) contra as elites envolvidas em pedofilia, tráfico de seres humanos e outros crimes, que incluem chantagem a políticos, acadêmicos, industriais e oficiais militares. Ele diz que a recente ação do governo Trump em demitir 46 procuradores federais (46 District Attorneys) foi devido as suas inações em avançar com tais processos. (https://ardina.news/article/2017_03_11_1242371281_administracao-trump-demite-46-procuradores)

Alternativamente, os russos, os chineses ou as nações menores poderiam começar as divulgações sobre a Antártida, se as negociações se prolongarem e os EUA não avançarem. Estas nações fazem parte do que Corey descreve como a Aliança Terra (Earth Alliance). Este grupo tem crescido rapidamente em proeminência com o poder econômico crescente na Ásia conforme centros globais de poder Cabal/Illuminati na Europa e América do Norte continuam a diminuir.

Isto pode ser bem visto pela batalha que ocorreu sobre céus da Antártida no início de 2016. Começou quando naves em forma de gota (Teardrop-shaped ships) saíram do mar na área da plataforma de gelo Ross e buscaram escapar em direção ao espaço profundo. Essas naves saíram de bases pertencentes a um programa espacial corporativo chamado “Conglomerado Corporativo Interplanetário” (“Interplanetary Corporate Conglomerate”).

As naves, por sua vez, pertenciam (aos grupos) Cabal/Illuminati, aliados de outro programa chamado “Dark Fleet”/Frota Escura (ou Frota Tenebrosa, como eu prefiro chamar). As naves transportavam grande numero de membros das elites globais que buscavam escapar do caos global esperado causado pelos próximos eventos Solares (Eventos estes, de acordo com opinião/ponto de vista destas próprias elites globais).

Dezenas de naves em forma de delta apareceram repentinamente quando as naves da Frota Escura Cabal/Illuminati atingiram a atmosfera superior. As naves em forma de gota foram gravemente avariadas na batalha e tiveram que retornar para suas bases antárticas. Corey disse que as naves em forma de delta infligiram muito mais danos (às naves cabal/illuminati) do que se imaginaria que estas pequenas naves (em forma de delta) pudessem infligir (ou seja, naves pequenas mas possuidoras de altíssima tecnologia de combate).

Corey também afirmou que a única coisa que se sabe com certeza sobre estas naves em forma de delta (ou cunha) é que elas foram construídas usando tecnologia terrestre em pé de igualdade com a possuída pelo Conglomerado Corporativo Interplanetário (ou, Conglomerado Empresarial Interplanetário). Esta tecnologia veio unicamente da Rússia / China e dos grupos asiáticos pertencentes a uma Aliança Terra. Assim, a batalha revelou que a Aliança Terra conseguiu superar a lacuna tecnológica para superar as tecnologias espaciais mais avançadas reconhecidas em existência.

Em um mapa da Antártida, Corey marcou seis bases pertencentes ao Conglomerado Empresarial Interplanetário, que ele foi levado a visitar em uma espaçonave Anshar no início de 2016. A maior dessas bases é do tamanho de uma pequena cidade industrial e localiza-se perto de ruínas Pré-Adamitas. Outras ruínas, algumas das quais estão emergindo do gelo, não ficam muito longe de outras bases marcadas por Corey.

A maior parte das escavações secretas estão ocorrendo dentro da plataforma de gelo Ross. Esta plataforma existe sobre massa terrestre ao invés de oceano, e perfuração está ocorrendo através de projetos de pesquisa de ciência mais convencionais como o ANDRILL (Antartic Drilling Project/Projeto de Perfuração Antártico https://en.wikipedia.org/wiki/ANDRILL)

Corey descreveu dois processos que estão ocorrendo simultaneamente e que estão tendo um poderoso efeito desestabilizador na plataforma de gelo de Ross e em outras plataformas de gelo em todo o continente.

Um processo utiliza um fenômeno natural que envolve o aproveitamento de respiradouros geotérmicos poderosos criados por atividade vulcânica profunda abaixo da terra na Antártida. As aberturas estão liberando enormes quantidades de calor que estão sendo direcionadas para o derretimento da cobertura de gelo, e estão formando grandes cavernas sob a plataforma de gelo. Isto leva a formação de túneis geotérmicos chegando até à superfície.

Um destes túneis, criado por respiradouros geotérmicos que atingem a superfície, está localizado a cerca de 12 milhas do Polo Sul. É o mesmo túnel/buraco testemunhado por um oficial da Marinha anônimo e engenheiro de voo, “Brian”, que primeiro relatou sua experiência a Linda Moulton Howe em uma carta em 2 de janeiro de 2015. Ela posteriormente o entrevistou e obteve mais informações sobre suas experiências na Antártida.

Em resumo, ele descreveu o voo de uma missão de resgate da Estação Davis para a Antártica Ocidental, quando ele sobrevoou o Polo Sul. Ele e seus colegas testemunharam um grande buraco no gelo, como ele descreve em sua carta original:

“Outro assunto único com relação a estação do Polo Sul é que o nosso avião não foi autorizado a voar sobre uma determinada área localizada a 5 milhas da estação. A razão apresentada foi por causa de um acampamento para (obter/pesquisar) amostragem de ar nessa área. Isso não fazia qualquer sentido para qualquer um de nós na tripulação, porque em 2 ocasiões diferentes, tivemos de voar sobre esta área. Uma vez, devido a uma evacuação médica do acampamento australiano chamado Davis Camp. Foi no lado oposto do continente e tivemos de reabastecer no Polo Sul e uma rota direta para este Davis Camp estava à direita sobre a estação de amostragem de ar. A única coisa que vimos voando sobre este acampamento era um buraco muito grande no gelo. Você poderia entrar voando com um de nossos LC130 neste buraco.”

Corey disse que viu o fundo do mesmo buraco quando o Anshar o levou para a Antártida em janeiro de 2017.

O outro processo, que também está desestabilizando a plataforma de gelo Ross, é o uso de grandes mangueiras de vapor pressurizadas para alcançar as ruínas Pré-Adamitas. Corey descreve:

“Elas estão conectadas a grandes tanques pressurizados em que grandes sacos de água são atingidos com feixes de micro-ondas para fazê-los explodir com o vapor – abrindo grandes áreas (no gelo). Escavações mais especificas foram feitas com homens com mangueiras pressurizadas soltando vapor; O gelo derretido está fazendo com que rios corram sob a plataforma de gelo e lubrifiquem-na, fazendo-a deslizar ainda mais, assim como fazendo com que o gelo acima entre em colapso conforme o gelo aquece em decorrência de atividade geotérmica.”

Além disso, há escavações sendo conduzidas por outras nações através da Antártida, que novamente estão tendo um efeito desestabilizador em todas as plataformas de gelo da Antártida. Basicamente, a temperatura base das prateleiras de gelo está em ascensão levando à fusão do gelo, e se juntando ao lodo de água resultante que atua como um lubrificante para que as prateleiras de gelo se movam.

De acordo com cientistas do projeto de Mandrill, a plataforma de gelo Ross está se deslocando um pé por dia (30 cm aprox.). Isso cria problemas à medida que a prateleira se move sobre os locais de escavação Pré-Adamitas porque os túneis criados para alcançá-los precisam ser constantemente aumentados à medida que a prateleira de gelo se move.

Corey foi informado de que os anúncios de Divulgação começarão com lançamentos higienizados sobre as escavações das ruínas Pré-Adamitas por cientistas de renome que vêm trabalhando nas escavações desde 2002. Os documentários apresentarão apenas os elementos terrestres da civilização Pré-Adamita (toda evidência de vida alienígena e tecnologia foi removida e será mantida em segredo).

A Divulgação Antártica seria seguida por uma iniciativa de Divulgação Limitada sobre o Programa Espacial Secreto do Complexo Industrial Militar, o que inclui a Força Aérea dos EUA, “NRO”, “NSA” e “DIA”.

Conforme apresentado na primeira parte desta série, Corey explicou que um alto funcionário do PES CIM, apelidado de “Sigmund”, agora suspeita que existe um programa espacial mais avançado da Marinha e quer descobrir a verdade antes que a iniciativa de Divulgação Limitada avance.

Consequentemente, embora haja um impulso crescente por trás de uma “Divulgação Limitada” das escavações Antárticas, há também incerteza sobre como isso ocorrerá. Será que vai começar com os processos legais contra as elites dos EUA envolvidas no tráfico de seres humanos, a Aliança Terra revelando suas próprias descobertas na Antártida, ou haverá algum evento surpresa como a plataforma Ross Ice derretendo muito mais rapidamente do que o previsto, revelando mais de seus mistérios ocultos envolvendo uma civilização Pré-Adamita?

Corey adicionou informações importantes sobre os Pré-Adamitas e sua conexão com o “Homo Capensis”. A denunciante do Banco Mundial, Karen Hudes, identificou esse grupo como uma espécie não-humana que exerce secretamente influência global. Corey explica:

(Corey:) Recentemente recebi confirmação de que os pergaminhos que foram removidos pelo grupo Terra Interior eram bases de dados muito importantes sobre genética/linhagens, que são super importantes para os híbridos humanos / Pré-Adamitas que controlam grande parte do mundo através da religião (Vaticano) e o (sistema financeiro em Londres). Karen Hudes não disse que conhecia uma pessoa com um crânio alongado em Londres?”

(Sim, disse. Karen Hudes já falava sobre isso anos atrás, colocar no buscador “Karen Hudes crânios alongados”, existem traduções.)

Vídeo:

Karen Hudes exposes “Homo Capensis” Rules The World

https://www.youtube.com/watch?v=8505tixMVp4

A elite tinha planejado anunciar no futuro que estes ETs seriam deuses e semideuses e nós deveríamos adorá-los e servi-los. Eles usariam os pergaminhos com informações das linhagens (sanguíneas) para provar sua própria linhagem e estabelecer este sistema (de adoração, servitude, etc.).

— Bases Militares na Antártida & Transformando Artefatos Extraterrestres em Armamento

Corey aponta as principais violações que ocorrem ao quebrarem o Tratado Antártico, que proíbe armamentos na Antártida. O Artigo I no tratado diz:

1. A Antártida deve ser utilizada apenas para fins pacíficos. São proibidas, inter alia, quaisquer medidas de caráter militar, tais como o estabelecimento de bases militares e fortificações, a realização de manobras militares, bem como o teste de qualquer tipo de armas.

Além disso, Corey ressalta que:

“… as instalações de P & D (Pesquisa & Desenvolvimento) (bem como o Iceworm Project) são altamente contra o Tratado Antártico que afirma que nenhuma arma será testada ou desenvolvida na Antártida. Além disso, a mais de 50 anos, os “Grupos Ocultos Governamentais Americanos” (“American Shadow Government Groups”) controlaram uma antiga base NAZI para seu programa espacial secreto e transformaram-na em um grande espaçoporto (Space Port) que não só abriga as naves espaciais avançadas do CEI (ou CCI), como também fabrica e repara alguns tipos de naves.”

Estas bases da Antártida formam uma versão antártica da Área 51. Significativamente, a Lockheed Martin, a mesma Corporação que ajudou a estabelecer a Área 51 como uma instalação secreta de desenvolvimento aeroespacial em meados da década de 1950, recebeu em 2011 um contrato de dois bilhões de dólares para gerenciar as operações na Antártida para a “National Science Foundation”. Isso sugere que a Lockheed Martin está usando seu contrato com a “National Science Foundation”, como cobertura para um programa de desenvolvimento de armas aeroespaciais altamente secretas e ilegais na Área 51 Antártica.

O que Corey revela acima é de fato uma violação do Tratado Antártico, que também afirma no Artigo X:

Cada uma das Partes Contratantes compromete-se a exercer os esforços adequados, de acordo com a Carta das Nações Unidas, para que ninguém se envolva em qualquer atividade na Antártida contrária aos princípios ou propósitos do presente Tratado.

É aqui que as disposições do Tratado Antártico tornam-se problemáticas, uma vez que existem vários grupos não signatários que operam bases militares na Antártida. Corey explica:

“Há uma série de outros espaçoportos na Antártida de remanescentes grupos nazistas separatistas, bem como de grupos ‘não-terrestres’ que têm enormes bases lá. Não são apenas os Reptilianos, como tem sido relatado no passado. Os Reptilianos habitam cavernas gigantes no oeste da Antártida.”

Esta situação cria claramente problemas uma vez que um grupo como o Cabal/Oculto/Militar começa a cooperar com uma ou mais partes não signatárias do Tratado no desenvolvimento de sistemas avançados de armamentos.

Corey diz que revelar a extensão das atividades militares na Antártida …

“… vai fazer algumas pessoas da Aliança muito felizes e fazer um monte de grupos humanos negativos muito preocupados. Esta é uma violação principal desse tratado que poderia ter ramificações enormes (respostas do tipo da crise dos mísseis de Cuba). Já estamos em meio a uma guerra civil velada que corre extremo risco de se tornar uma guerra civil aberta que alguns planejam levar a uma guerra mundial como um último esforço para despovoar o planeta e, consequentemente, reafirmar seu controle sobre os sobreviventes. Os grupos negativos nunca estiveram tão perto da derrota.”

Para terminar, é importante enfatizar que as escavações científicas da civilização Pré-Adamita em andamento têm enormes implicações para o planeta. Os artefatos alienígenas, que incluem Pre-Adamitas em câmaras de suspensão, são altamente procurados/ambicionados por vários grupos. Alguns querem usar esses artefatos para divulgar uma versão sanitizada de uma avançada civilização “humana” que foi congelada na Antártida para dar início à economia mundial (ordem econômica mundial única com uma única moeda, um único controle, centralizado, etc.) e possivelmente, usar como uma distração contra as futuras investigações criminais (contra as elites).

Outros grupos (Cabal/Governo secreto) querem ter acesso aos artefatos alienígenas para criar uma nova religião mundial onde os Pré-Adamitas são revividos e até mesmo apresentados como deuses para serem adorados. Finalmente, há grupos militares que desejam usar os artefatos alienígenas para serem usados em programas espaciais em curso e como uma vantagem decisiva para enfrentar uma possível guerra mundial futura.

Apesar destas situações contenciosas, é importante concentrar-se sobre o melhor resultado possível e como Corey afirma, “Os grupos negativos nunca estiveram tão perto da derrota.”

Muito obrigado a Corey por suas correções e sugestões na versão anterior deste artigo.

© Michael E. Salla, Ph.D. Aviso de Direitos Autorais.

(Nota Gilberto – Leia também: “David Wilcock & Corey Goode: A Antártida da Atlântida – A História dos Illuminati – Notas da Conscious Life Expo 2017” – “David Wilcock – O Fim do Jogo: a Divulgação e a Derrota Final da Cabala” – “Corey Goode / David Wilcock – O Fim do Jogo: A Atlântida da Antártida & As Antigas Ruínas Extraterrestres – 2ª Parte“)

Tradução, comentários e postagem de Contato Estelar.

Original:

Antarctic Ice Shelf Destabilized as Race for Ancient Alien Artifacts & New Weapons Heats Up

Written by Dr Michael Salla on March 21, 2017.

http://exopolitics.org/antarctic-ice-shelf-destabilized-alien-artifacts-weapons/

Em seguimento as postagens:

http://contatoestelar.blogspot.com.br/2017/03/em-breve-atualizacaoupdate-corey-goode.html & http://contatoestelar.blogspot.com.br/2017/02/fim-de-jogo-dw-cg-resumos-para-parte-3.html

*

Tradução, postagem e comentários de Contato Estelar.

Fique a vontade para repostar/reproduzir esta tradução em blogs, sites, etc. agradeço mencionar a fonte.

Pela Imediata Divulgação Total, Liberação de Todas as Tecnologia Suprimidas
e Fim do Sistema Financeiro/Monetário.

Fonte – Contato Estelar

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s