A arte do aprendizado do não julgamento… – 18.03.2017

A arte do aprendizado do não julgamento… – 18.03.2017

Existe uma tendência muito forte no Ser Humano de fazer determinados julgamentos, sem que ele possa sequer perceber que está fazendo isso. É preciso ter muito cuidado. Falar mal, não importa, de quem quer que seja, é julgamento e isso nós bem sabemos que não nos levará a lugar algum.

— O julgamento da fé

A questão da fé, da crença, é algo realmente muito delicado. Toda e qualquer crença deve ser respeitada em todos os seus níveis, em todas as suas formas de compreensão. Isto porque o caminho que conduz a Fonte/Deus, é profundamente particular para cada um. Não há dois seres humanos sobre a face da Terra que sigam o mesmo caminho para a divindade, ainda que sigam a mesma religião, ainda que pensem de maneiras iguais, e até mesmo que vivam de maneiras iguais. E é justamente por causa dessa diferença mínima, que o livre-arbítrio deve ser respeitado em todos os momentos. Sabemos que enganações existem, sabemos que fraudadores existem.

Algumas pessoas, entretanto, nem sempre percebem quando estão sendo enganadas. E ainda assim, quando percebem, já estão completamente cegas para a realidade, suas mentes estão completamente condicionadas, manipuladas, subjugadas pela fascinação e a ilusão a que foram atraídas. A ciência já comprovou que jamais em toda a história, uma pessoa que tenha sofrido lavagem cerebral tivesse admitido este fato. É espantoso, mas é a realidade.

A verdade é que não existem vítimas nesta história toda. Toda e qualquer pessoa que está sendo enganada, em primeiro lugar, está enganando a si mesma. O fato de surgir em sua vida um “enganador externo”, é apenas uma consequência da ilusão que a pessoa já vive em seu interior. E as ilusões, bem sabemos, fazem parte da evolução, fazem parte do aprendizado. Estamos aqui neste mundo para aprender sobre a vida e adquirir discernimento espiritual. Principalmente o discernimento.

Não precisamos dar satisfações aos outros, a respeito de nossas escolhas. Assim como respeito a escolha de um ser humano de seguir determinado caminho, que para mim não é o correto, espero igualmente pelo respeito pela minha decisão de não seguir este caminho. A vida é feita de escolhas, e cada escolha deve ser respeitada sempre, não importa o que sabemos ou deixamos de saber. Mesmo que saibamos que determinada pessoa é enganadora, falsa, precisamos respeitar as escolhas daqueles que estão neste caminho supostamente errado. Talvez este caminho faça parte de suas evoluções.

Se queremos abrir os olhos destas pessoas, podemos acabar tirando delas uma excelente oportunidade de evolução. Elas não crescerão mais de outra forma. Estão aqui na Terra para passar por experiências, mesmo que tais experiências não as conduzam diretamente à Fonte/Deus. Indiretamente, elas acabarão por encontrar o seu caminho. Se há uma certeza que todos podem ter, é que mesmo as pessoas iludidas, cedo ou tarde, reencontrarão ao Plenum Cósmico/Deus  e despertarão de todas as suas ilusões.

Este tempo pode ser encurtado, algumas vezes, mas o tempo é relativo. O mais importante é o progresso, a evolução, a bagagem espiritual a ser adquirida. O mais importante é respeitar o livre-arbítrio em todos os momentos. Ao invés de direcionar as nossas energias no sentido de fazer críticas externas, precisamos nos concentrar em nossas próprias escolhas. O nosso julgamento quanto a pessoas, grupos, linhas de pensamento, existe e é um fato. É preciso, entretanto, saber como conduzir este julgamento.

Ele não deve ser exteriorizado. Esse julgamento deve ser mantido guardado em nosso interior, pois o mais importante não são as escolhas que os outros fazem, e sim as escolhas que nós fazemos. Ajudar a mostrar o caminho da Luz, é algo que todos nós podemos fazer, uma vez que conhecemos a Luz. Mas obrigar as pessoas a seguir o mesmo caminho que nós, implica em desrespeitar o livre-arbítrio das mesmas. Então, mesmo que as pessoas se percam, mesmo que se enganem, isto faz parte da evolução delas. Quem pode garantir que nós mesmos não estamos enganados, em relação a muitas coisas?

Por isso, a grande chave de tudo isso é seguir o nosso próprio caminho. Acreditando, desacreditando, iludindo-nos, desiludindo-nos. O importante é nos concentrarmos unicamente em nosso caminho, em nosso processo de ascensão. O julgamento é um dos maiores empecilhos para que uma pessoa possa atingir a sua realização pessoal. Que este julgamento, portanto, sirva  para que possamos perceber as nossas próprias falhas e assim nos aprimorarmos, crescendo e absorvendo cada vez mais a Presença do EU SOU O QUE SOU, a Presença Divina.

— Não julgue

Dizem que Mulla Nasruddin chegava em casa e todo dia tinha confusão. Sua esposa suspeitava – e todas as esposas suspeitam… – de que ele estivesse tendo um caso com outra mulher, porque, ao sair de casa, ele parecia tão feliz e saía tão depressa… Ao voltar, ele parecia triste. Certamente, havia algo fora de casa que o atraía. Então, quando ela pendurava seu casaco no cabide, ela olhava no casaco, na camisa, para ver se descobria algum fio de cabelo ou qualquer coisa para provar que ele tinha estado com outra mulher.

Certo dia – durante sete dias ela esteve procurando e não pôde descobrir um único fio -, no sétimo dia, ela desatou a chorar e a berrar: “Isto é demais! Agora você deu para andar com carecas!”

Ora, é muito difícil descobrir uma mulher careca – quase impossível. Eu só vi uma única mulher que era meio careca, não careca. Mas… durante sete dias, nenhum cabelo…!? A conclusão era clara, que ele tinha caído tão baixo que agora estava saindo com carecas. “Não pode encontrar uma mulher com cabelo?”

Se um marido está sentado silenciosamente, então, a esposa fica com raiva. Se ele está lendo os jornais, a esposa fica com raiva – ela toma o jornal e diz: “Eu estou aqui e você está lendo o jornal como se eu não existisse.”

Todo mundo é tão infeliz que quer descobrir alguma razão em algum lugar para explicar a ele mesmo por que ele é infeliz, por que ela é infeliz. E a sociedade lhe deu uma boa estratégia: julgue.

Visão pessoal…

É preciso nos tornarmos elos vivos de energia, Luz e amor divino sobre o planeta, para que possamos resgatar a presença do Cristo Interno e de toda a hierarquia espiritual.  A ascensão é algo que está a disposição de todos os seres humanos. Todos aqueles que se dedicarem verdadeiramente ao caminho espiritual, ao ponto de se tornarem discípulos da Luz, estarão, com certeza, trilhando o caminho da ascensão. Jamais podemos esquecer de que em todos os momentos de nossa vida, é preciso haver equilíbrio e harmonia, em todos os aspectos. É verdade que, algumas vezes, devido à necessidade de se trabalhar alguns karmas do passado, torna-se difícil estabelecer o equilíbrio. Tenhamos, porém, muita força de vontade e perseverança. Jamais abandonemos o Plano Divino, seja qual for a situação em que você nos encontremos. Algumas vezes, é bem provável que não consigamos conciliar nossa vida no mundo material com a vida espiritual. Neste momento, então, podemos lembrar da lei do equilíbrio. Somente através do equilíbrio, conseguiremos vencer os desafios que surgirem no caminho. Do contrário, não venceremos, e as experiências retornarão em algum momento para que possamos melhor trabalhá-las e lidar com as mesmas. Tentemos não fugir de nossas obrigações materiais e, por outro lado, procuremos nos dedicar o máximo possível para a nossa realização pessoal e espiritual, somente o desejo genuíno de alcançar a nossa ascensão, é que nos levará de fato a conquistá-la. Tenhamos sempre muito cuidado com as atrações do ego. Nossa missão na Terra é justamente tentar modificar este paradigma. O princípio do mundo material está direcionado para o orgulho, para a vaidade, e todo tipo de mal que conhecemos. Mas o nosso papel é inverter este princípio.

Inspiração…

Ciência e Comportamento Humano – Skinner – Teorias e Sistemas

Evolução do Comportamento Humano: Psicologia … – PUCPR

Recomendo…

Fonte – Monicavox

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s