Conde de St. Germain – Reconheça seus limites – 12.10.2016

Conde de St. Germain – Reconheça seus limites – 12.10.2016 

Não permitas que as emoções alheias sejam descarregadas em seu ser.  Não há qualquer dever de suportar emoções que não lhes pertencem.  Não entregue sua paz interior ao querer alheio.

Saint GermainMantenha-se em serenidade e compaixão, mas fechado em sua própria confiança e certeza de que tudo está bem.  

Quando sentires que outro ser está te usando como “válvula” de suas emoções aprisionadas, se dê o direito de retirada.

Não há qualquer amizade ou relacionamento, no qual a insegurança ou medo alheio o obrigue a dar suporte. E isso atende a lei do Amor, que se inicia a partir do Amor próprio.  

Apenas quando nos permitimos nos envolver com problemas emocionais ainda não resolvidos, é que nosso ser pode ser afetado. Ao contrário, podemos olhar com compaixão e permitir que aquele que quer te utilizar como suporte, tome contato com seus próprios medos, incertezas e inseguranças.  

Imaginem se nós, os Mestres dos reinos Ascensos, tomássemos contato com todas as dores humanas e nos envolvêssemos com tudo que nos é solicitado, estaríamos a comprometer nosso próprio ser e retirando a oportunidade de que pudessem sentir suas próprias emoções.  

Com vocês, não é diferente! Não devem interferir e retirar a oportunidade para que cada um lide com o que criou e trouxe à sua própria vida. E isso também é ser amoroso: permitir e reconhecer a capacidade de resolução dos enfrentamentos pessoais a partir do outro ou pelo outro.  

Eu vos digo que não há drama aqui, mas apenas permissão e confiança, de que todos possuem a força interior necessária a lidar com suas próprias resoluções.  

Isso é ser sábio: saber reconhecer a hora de se afastar e permitir que seu companheiro de jornada se expanda e cresça em sua própria vida, sem querer ser o amparo e o “guarda-chuva” de todas as tempestades que se apresentarem. 

Simplesmente, confiar na divindade de cada ser humano, mas, acima de tudo, reconhecer seu próprio Amor e seus limites.  

Não há necessidade de atender a qualquer expectativa, nem mesmo as criadas por sua própria mente que dirá aquilo que esperam de vocês, porém, em desacordo com seu próprio coração.  

Sigam seu próprio caminho, Meus Irmãos, pois isso é ser Amor também.  

Conde de St. Germain 

Canal: Thiago Strapasson – 12.10.2016

Revisão de texto: Angelica T. Tosta e Solange Yabushita

Fonte: http://coracaoavatar.blog.br/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s