Doação! Sobre nos doarmos – 04.10.2016

Doação! Sobre nos doarmos – 04.10.2016

Para ouvir o áudio, clique aqui

doacaoDoação! Sobre nos doarmos, sobre darmos, talvez, aquilo que tenhamos de mais precioso para as outras pessoas… Simplesmente, nos doarmos!

Quantas pessoas, diariamente, “batem à nossa porta”, nos procuram para que possamos trocar uma palavra e, nesse momento, há sempre uma oportunidade de doação. Sempre, nesse momento, “abre-se uma porta” para que possamos doar algo à outra pessoa. A cada momento do dia que alguém nos procura, que alguém “bate à porta de nosso Santuário Sagrado”, nós temos, ali, uma oportunidade de doação.

Eu sei que hoje é muito raro termos tempo para parar e atender todas as pessoas! Não tem problema, talvez, você não tenha tempo para atender dez (10) pessoas, mas, você tenha tempo para atender uma (1), e de trazer à sua própria vida o significado da humildade, da caridade, de mostrar “a quê” você veio, porque, tudo aquilo que nós vemos, tudo aquilo que focamos, no fundo, reflete no ser humano.

É o ser humano que está à frente de todo esse processo. É claro que toda a transição, todos os eventos que ocorrem são muito importantes para elevação do coletivo, mas é no dia a dia, é no cumprimentar, é na humildade, é na caridade, nos fundamentos que cada um de nós pode se elevar a planos superiores e, essa oportunidade, está a todo momento em nossas vidas.

Não vem, simplesmente, ao lermos uma mensagem, ao meditarmos… Ela está no contato com cada pessoa que cruza o nosso caminho. Em cada cruzamento, em cada esquina, em cada telefonema, num e-mail respondido, seja o que for, nós temos uma oportunidade de mostrarmos algo diferente e esse tem que ser o foco para a elevação de todas as pessoas. Focar no bem, focar na Graça de Deus, focar na elevação do coletivo, mas atingindo cada coração, cada pessoa que cruza nosso caminho.

É sermos um exemplo em tudo, em nossa vida. É, em cada oportunidade, mostrarmos a Luz de nosso coração para as pessoas que pedem, porque, muitas vezes, esses encontros não ocorrem ao acaso. Eles são programados em outras dimensões, em outros planos, em planos paralelos. Há encontros, nessa vida, que são vindos de outros lugares. Não são encontros casuais, como pensamos que são. São encontros que, simplesmente, vêm à nossa vida. São encontros que vêm como uma oportunidade de mostrarmos a todas as pessoas, a nossa real intenção de elevarmos a nós mesmos porque, – digo a todos vocês: não existe elevação fora da caridade, fora do Amor, fora da compaixão. Se nós perdermos esses fundamentos, não há elevação.

É através da humildade, do ancoramento verdadeiro da alma, que cada um de nós vai se elevar em plenitude, em Amor.

O Mestre Jesus foi aquele que, dentre todos os Mestres, trouxe a força da vida, a força da fé, a força da devoção em Deus para cada ser humano reconhecer em cada pessoa que cruzou o seu caminho, uma oportunidade de cura, uma oportunidade de “estender a mão”, uma oportunidade de “passar a mão no cabelo”, de dar um abraço ou um olhar diferente que toque o coração daquela pessoa.

O Mestre Jesus fez isso em sua vida e deixou exemplo para que possamos fazer igual, para que, talvez, possamos nos lembrar do que é ser um Mestre em Terra.

Ser um Mestre em Terra é, sim, ter maestria! É, sim, ter um coração aberto! É sim, ter o controle de suas emoções! Tudo isso é ser um Mestre em Terra, mas,… mais que isso, ser um Mestre em Terra é mostrar sua caridade, é mostrar sua humildade, é mostrar seu coração, é mostrar a sua verdadeira intenção de elevar a si, mas levando, junto, cada um de nossos irmãos. Porque, quando reconhecemos a Divindade em todos aqueles que cruzam nosso caminho, nós estamos, na verdade, reconhecendo Deus em todos os corações, Deus em toda a humanidade, Deus em cada Ser, em cada sopro, em cada árvore, em cada folha que cruza o nosso caminho.

Estejamos atentos aos sinais. Estejamos em confiança ao fluxo da vida e isso é buscar a elevação.

Buscar a elevação não é só meditar, não é só ter uma dieta boa, não é só fazer mantras, não é só você trabalhar com cristais… Sim, tudo isso agrega, mas o que há de mais importante na vida é a purificação do próprio coração. 

Não existe um coração leve, um coração puro que não seja aquele que mostre, que deseje, que possa contribuir com todos aqueles que cruzam o nosso caminho! É só através de um coração aberto, leve, sincero, que podemos demonstrar a nossa verdade interior, a nossa humildade, o nosso carinho por todos.

É muito difícil ser assim no nosso dia a dia, no mundo em que vivemos. No mundo que vivemos, as pessoas estão embrutecidas, focadas no trabalho, no dinheiro, em suas vidas, e elas não tem tempo para se “olharem” dessa forma. Elas não têm tempo de “olharem” para o lado e verem que, ali, há um coração divino, há um filho de Deus, seja em qualquer encontro, em qualquer lugar, todos os dias… É só através da consciência verdadeira do divino coração, da Presença Divina em nosso coração, que podemos irradiar todas as pessoas.

É querer o bem de todos, é querer ser um exemplo de humildade, é querer ser aquele que concilia, ser aquele que leva a paz, ser aquele que é o “diferente”, ser aquele que a pessoa não espera por aquilo, ser aquele que “estende a mão”, ser aquele que abraça, ser aquele que tem “uma palavra” para dizer!… E, ter “uma palavra” para dizer não é, simplesmente, você falar de um Mestre, você falar que leu um determinado livro, você mostrar o conhecimento!… Você não precisa mostrar conhecimento para tocar um coração. Basta que você use “a palavra” certa no momento adequado. A pessoa não precisa saber aonde você leu, aonde você aprendeu aquilo, mas você pode mostrar o seu conhecimento nessa “palavra” e tocar o coração dela. E essa “palavra” vai marcar profundamente o coração dessa pessoa e fazê-la rever sua vida, fazer com que ela reveja seus próprios fundamentos. Essa simples “palavra”, que você acha que não tem importância nenhuma, é “a palavra” que, muitas vezes, muda a vida de uma pessoa. Mas ela (a palavra) muda sem precisar citar livros, sem precisar mostrar conhecimento… ela muda apenas mostrando a caridade na palavra.

Talvez, muitos de nós, já tenhamos passado por determinados caminhos que podem servir de alerta para outros que estejam cometendo os mesmos erros. É claro que não temos a responsabilidade de mudar o trajeto de ninguém, mas podemos com “uma palavra”, alertá-la do que está acontecendo e deixar que decida o que fazer.

Mas, muitas vezes, é na troca de sabedoria, é na troca de olhares que nós, efetivamente, podemos ajudar outras pessoas. Podemos ajudar na elevação desse mundo e eu digo a vocês: não existe elevação num mundo, não existe elevação pessoal, sem a elevação de todos, sem o carinho sincero, sem a humildade, sem aquilo que trazemos em nosso coração.

Não podemos nos esquecer dos fundamentos! Não podemos nos esquecer do que fez o Mestre Jesus, da grande lição que Ele nos deu! Da grande lição que trouxe São Francisco de Assis, em sua humildade! Da grande lição que trouxe o Mestre Saint Germain em nossa vida, onde nos ensinou a ter uma vida abundante no Agora.

Temos vários exemplos de grandes Mestres que viveram em torno de nós e, o que precisamos fazer, é seguir esses exemplos para que possamos nos tornar Mestres em Terra, Mestres de nós mesmos.

Só poderemos mostrar a nossa maestria, aquilo para que viemos, se acreditarmos, de todo o coração, que somos capazes de tocar outro coração, que somos capazes de levar Luz a outra pessoa.

Não existe nenhuma possibilidade de elevação que não seja através do Amor, que não seja através do carinho fraterno, que não seja através de tudo aquilo que guardamos dentro de nós. Qualquer coisa fora dessa possibilidade é impossível!

Tudo o mais é importante, tudo o mais deve ser levado em conta como, por exemplo, as preocupações com o sistema financeiro, com as questões das novas tecnologias… Tudo isso faz parte do processo, mas se focarmos externamente e, não nos lembrarmos que o processo é individual, que o processo é do coração, que o processo de se tornar um Mestre em Terra é, antes de tudo, ser uma pessoa amorosa, ser uma pessoa equilibrada, ser uma pessoa que busca seu caminho de todo coração para sua própria elevação,… fora disso, eu acredito que não há a menor possibilidade de nos elevarmos, de sairmos desse jogo tridimensional.

É através do exemplo do Amor, é através do exemplo da compaixão, é através do exemplo de cada cruzamento, do exemplo de cada ato em nossa vida, que seremos capazes de demonstrar o afeto, o Amor, o carinho a todos aqueles que cruzam o nosso trajeto, reconhecendo a Divindade em cada coração humano.

É dessa forma que estaremos a nos elevar e, assim, a elevar todas aquelas pessoas que cruzam o nosso caminho.

Agradeço, de coração, ao Mestre Serapis Bey pela irradiação nesse momento.

Agradeço, de coração, a todos você que pararam por um minuto para “ouvir essa fala”.

Palestra de Thiago Strapasson sob a irradiação do Mestre Serapis Bey para a Rádio Portal da Ascensão, realizada em 04.10.2016, sobre o tema “Doação”.

Palestrante: Thiago Strapasson – 04.10.2016   

Transcrição: Angelica T. Tosta

Revisão de texto: Angelica T. Tosta e Solange Yabushita

Fonte: http://coracaoavatar.blog.br/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s