Atualização de Corey Goode – 2ª Parte – 22.08.2016

Atualização de Corey Goode – 2ª Parte – 22.08.2016

8 Setembro, 2016 por

(Nota Gilberto – Leia a “1ª Parte“)

corey-goode-update-part-2Raw-Tear-Eir cumprimentou-me de forma normal. Raw-Rain-Eir, Raw-Mare-Eir e o Ser da Cabeça em Forma de Triângulo Dourado ficaram em posição a cerca de 9 metros de distância e pareciam ter a sua atenção focada na minha direção.

Tear-Eir de seguida começou a comunicar-se comigo usando expressões similares aquelas descritas no livro A Lei do Uno.

Quando eu estava em Joshua Tree para a conferência no Verão passado eu tive uma experiência que me apanhou desprevenido. Tudo começou quando muitos dos participantes da conferência Contato no Deserto viram uma luz azul a piscar no céu durante algum tempo, a uma altitude elevada. Não havia a luz vermelha correspondente como normalmente se vê nos aviões. O “pisca-pisca azul” não se movia de todo como um avião, deslocando-se para a frente e para trás e para os lados em diferentes padrões. Eu chamei o David efusivamente quando eu próprio vi e ele saiu e observou-a durante um largo período de tempo também.

Na manhã seguinte eu estava na minha cabine deitado na cama quando de repente ouvi um coro de vozes de todas as idades e ambos os sexos repetindo a frase “Nós somos os mensageiros e facilitadores do Criador Infinito”. Eu imediatamente saltei para fora da cama e fui lá fora para ver se a fonte das vozes era visível. Eu não vi nada ao fazer o varrimento do terreno deserto e o céu acima dele. As vozes pararam. Voltei para dentro da cabana e sentei-me na cama, perguntando-se o que teria acontecido. Olhei para a minha cópia da A Lei do Uno que estava na cabeceira da cama.

Eu tinha estado a tentar ler o livro ao longo de vários meses mas fui incapaz de reter qualquer coisa do que tinha lido. Sempre que eu tentava lê-lo a minha mente divagava. As palavras pareciam pairar acima da página, fazendo-me sentir um pouco enjoado e tonto sempre que eu me forçava a lê-lo. Estendi a mão e peguei no livro e comecei a lê-lo e a reter a informação pela primeira vez. Uma vez terminada a leitura do livro fiquei surpreso ao ouvir Tear-Eir a comunicar comigo usando a mesma formulação na vez seguinte em que nos encontramos. Agora eu era capaz de fazer perguntas mais diretas e receber respostas que eram mais fáceis de traduzir em linguagem humana.

Cerca de uma semana depois eu fui acordado novamente por uma esfera azul que entrou no meu quarto. Eu não fui avisado antecipadamente sobre esta reunião de forma que eu fui incapaz de preparar-me mentalmente ou trocar de roupa. Eu fui então levado para uma das esferas onde Tear-Eir estava à minha espera. Nesse encontro com Tear-Eir foi confirmado que eu tinha recebido o meu primeiro contato do Ser da Cabeça em Forma de Triângulo Dourado quando ouvi a frase: “Nós somos os mensageiros e facilitadores do Criador Infinito”. O nome que Tear-Eir usou para se referir a este ser era um som curto e quase impronunciável. Eu sabia que ele estava a referir-se a ele quando esse nome foi usado no contexto geral da discussão.

Tear-Eir posteriormente enviou-me visualizações do Sol a emanar uma série de poderosas explosões energéticas de forma pulsante. Vi então as ondas de energia a atingirem o campo magnético da Terra e envolvendo-o. A energia foi direcionada para o núcleo da Terra através dos polos norte e sul e depois emergiu para a superfície da Terra.

Eu estava a pensar para comigo mesmo que seria impossível alguém refugiar-se desta onda energética abaixo da superfície, independentemente do quanto abaixo da superfície ou protegidos por tecnologia avançada estejamos. Eu esperava que a próxima comunicação fosse sobre a cena que acabara de testemunhar. Tear-Eir posteriormente comunicou que a nossa Consciência de massa co-criativa estava a desempenhar um papel naquilo que estava e iria desenrolar-se em breve.

Lei do Uno.

“Ele” igualmente comunicou que a Consciência doutros seres – agora retidos no nosso sistema solar – também estava a contribuir para o processo. Tear-Eir de seguida comunicou que o incremento das ondas energéticas estava a causar mudanças de comportamentos na Terra, assim como em diversas bases e naves no interior do nosso sistema estelar. Isto também estava a interferir com a matriz de “modificação comportamental” que tem influenciado os pensamentos e comportamento das pessoas neste planeta desde à muitos milhares de anos. Em resultado disso a potência desta matriz teve de ser levada até ao seu nível máximo para continuar a ter os efeitos desejados sobre a população e, foi-me dito também, que aumentaria os seus efeitos colaterais.

As mudanças energéticas e o aumento da energia na rede de controle mental tem levado as pessoas a comportarem-se de forma irregular e a tornarem-se apáticas e ineficazes. Eu já tinha notado esse efeito sobre mim e sobre aqueles que me rodeiam nos últimos meses.

Tear-Eir seguidamente declarou que chegamos ao ponto de incremento na fusão das “realidades temporais”, o que continuaria exponencialmente à medida que a energia que emana da nossa estrela aumentasse.

Eu tinha recebido e-mails com perguntas sobre o “Efeito Mandela, mas não tinha ainda pensado bem sobre o assunto. Numa das nossas viagens recentes para filmar os episódios da Divulgação Cósmica, um dos produtores da Gaia TV abordou o tema e entrou em detalhes sobre isso. O meu interesse ressurgiu e eu posteriormente olhei para o fenômeno de forma mais aprofundada quando cheguei em casa.

Tear-Eir depois comunicou que, de fato, esta foi uma experiência real e um exemplo daquilo que iríamos viver mais e mais até à fusão final. Ele afirmou que a nossa Consciência Co-criativa estava a encaminhar-nos para a escolha da realidade temporal que acabaríamos por viver. Temos uma pequena janela de oportunidade dentro da qual podemos entrar e experienciar coletivamente a realidade temporal ideal.

Tear-Eir e eu então discutidos alguns outros tópicos, incluindo alguns de foro pessoal ou relacionados com as pessoas que operam à nossa volta. Entre os temas abordados estava a chocantemente baixa percentagem da Humanidade que estaria pronta para a Ascensão se ocorresse neste momento. Seria apenas cerca de 0,042 por cento – menos de uma em cada 2300 pessoas. Era evidente que o tempo estava a escassear para todos nós para processarmos o nosso carma e elevar a nossa própria polaridade para o serviço aos outros.

Eu perguntei se haveria uma forma de sabermos se nós mesmos tínhamos alcançado à realidade temporal ideal. Tear-Eir simplesmente respondeu que “se o mundo tremesse” em torno de David e eu nós, então, saberíamos que a nossa massa Consciência tinha escolhido uma “diferente realidade temporal ideal.” Nesse caso David e eu iríamos ranger os dentes e reconhecer o que ocorresse.

Eu pensei para mim mesmo que isso poderia ser um terremoto, mas David e eu vivemos a uma considerável distância um do outro. A probabilidade de nós sentirmos o mesmo terremoto parece ser muito baixa. No entanto, depois que eu ter discutido isso com David, ele disse que um cenário de mudança nos polos envolveria terremotos simultâneos a nível mundial, assim como atividade vulcânica, tsunamis e super-tempestades. É importante notar aqui que nós temos a capacidade de orientar o nosso futuro para “realidade temporal ideal.” Trata-se de pressionar pela Divulgação Integral e fazer a nossa parte para aumentar a nossa própria polaridade positiva e Ascensão.

Eu estava prestes a perguntar mais sobre o que tinha acabado de ser comunicado quando eu então dei conta de uma esfera azul a chegar. O orbe depositou Gonzales ao lado dos outros três seres mencionados antes. Ele estava de frente para eles e, obviamente, a comunicar-se com eles. O grupo inteiro pareceu deslizar até cerca de 3 metros de Tear-Eir e de mim à medida que terminávamos a nossa comunicação.

Gonzales cumprimentou-me com um grande sorriso e perguntou: “Eu espero que você não tenha sentido a minha falta”. Foi bom ver que ele ainda tinha o mesmo sentido de humor. Ele tinha acabado de voltar de uma reunião com a Aliança do PES (Programas Espaciais Secretos) onde o grupo separatista Maia também estava presente. Ele então colocou a mão na parte de trás do meu ombro e guiou-me a andar com ele. Ele começou a transmitir o resto da sua comunicação que havia sido interrompida pelo aparecimento da esfera azul que o desembarcou.

Ele então perguntou a si mesmo: “Vamos lá a ver, onde estávamos? Ah, sim”. Ele então abordou algumas das coisas que havíamos discutido anteriormente, a fim de ser capaz de continuar a partir do ponto onde as tinha deixado.

Quando ele relembrou os detalhes acerca da Antártida de novo, ele mencionou alguns novos dados que não tinha mencionado na conversa anterior. O que mais se destacou foi quando ele afirmou que não muito longe das ruínas que observei um antigo cemitério tinha sido localizado. Este cemitério tinha sepulturas que variavam entre os 18 a 60 mil anos de idade. Os restos que foram escavados eram de uma raça não-humana com crânios alongados e estruturas esqueléticas ímpares. Especificamente, a sua caixa torácica e os quadris não têm as mesmas proporções dum ser humano normal. Esta era uma descrição que eu reconheci de imediato uma vez coincidia com os dos faraós egípcios como Akhenaton e a sua esposa Nefertiti.

Para além disso vestígios preservadas desses mesmos seres que foram encontrados tinham sido congelados rapidamente na plataforma de gelo, juntamente com uma variedade de animais pré-históricos. Algumas das ruínas também tinham sido elevadas acima do nível do chão e subitamente congeladas no gelo. Era como se um tsunami gigante as tivesse subitamente congelado. O que aconteceu tinha ocorrido muito rapidamente, com pouco aviso prévio para os habitantes dessas estruturas – muito semelhante à ideia de uma mudança súbita nos polos.

Gonzales disse-me que quando ele residiu no interior da Terra com os Anshar, naquelas poucas semanas, ele viu algumas coisas interessantes. Ele fez essas observações em resultado do reconhecimento que estava a fazer, indo a todos os lugares que podia e vendo tudo o que podia ver lá. Em duas ocasiões separadas ele dois elementos da casta sacerdotal caminhando por um corredor que terminava numa parede da caverna sólida. Eles atravessaram a parede, mas ele foi incapaz de fazê-lo ele mesmo. Foi muito difícil para ele encontrar uma forma de espreitar para o compartimento em que tinham entrado, mas eventualmente, ele descobriu uma fissura na parede que lhe permitiu ver para onde eles foram. Quando olhou viu um número de diferentes tipos de seres gigantes que estavam a conversar com os dois sacerdotes. As suas alturas variavam consideravelmente. Estes gigantes estavam muito chateados. Eles pareciam ser prisioneiros ou refugiados. O maior que estava à frente e a conversar com o padre tinha a cabeça do sacerdote na palma da mão. Ele estava a fazer o que Gonzales entendeu como ruídos e gemidos. Logo após esse incidente, Gonzales esgotou os seus créditos e foi convidado a sair. Ele não tinha qualquer informação sobre porque é que os gigantes estavam lá.

Gonzales posteriormente entrou em detalhes recentes sobre as negociações entre a Aliança da Terra e os sindicatos que compõem aquilo a que muitos de nós se referem como a cabala.

Essas negociações parecem rapidamente não estar a chegar a lado nenhum. Eles estão agora a debater o destino dos membros dos sindicatos criminosos e dos seus subordinados – tanto de forma consciente como não-intencionalmente. Esses sindicatos insistem em querer que a todos os seus grupos seja dada imunidade total e perdoadas as acusações, ou então não haverá imunidade para ninguém. Eles estavam a fazer referência a todos os que haviam trabalhado em vários programas não reconhecidos de acesso especial no planeta, bem como aqueles que os tinham servido fora do planeta, como eu o fiz no PES.

Eles também continuam a insistir numa Divulgação controlada, parcial que iria gradualmente desdobrar-se ao longo dos próximos 100 anos. Eles opõem-se a qualquer tipo de vazamento de documento insistindo que isso iria desestabilizar todo o sistema sócio-econômico do planeta. Eles argumentaram que uma Divulgação Integral levaria ao caos e muitas mortes por tumultos e a raiva e pânico nos países vitimizados pela cabala. Estes países vitimizados poderiam começar a destruir as economias uns dos outros e a cometer atos súbitos e corajosamente agressivos uns contra os outros, levando a guerras em grande escala. Um grande número dos membros da Aliança da Terra têm medos semelhantes destes cenários que podem ocorrer no caso de uma Divulgação Integral.

Gonzales posteriormente passou a afirmar que os sindicatos criminosos já se estavam a preparar para um despejo de documentos maciço. Eles desenvolveram um interruptor para desligar a internet, comunicações e até mesmo a eletricidade em certas regiões para evitar que os dados fossem visualizados. Eles podem atenuar qualquer resposta daqueles que eventualmente visualizassem os dados, tais como através de seus meios de comunicação de massas controlados. Eles também podem adulterar e remover vídeos, artigos ou mensagens nas mídias sociais que contrariem a sua agenda. Gonzales disse que o evento de despejo de documentos pode começar como uma guerra de vazamento de dados.

Os papéis do Panamá pareciam ser primeiro ataque da cabala para deixar a Aliança a saber que eles também tinham provas incriminatórias que poderiam levar muitos deles a julgamento também.

Agora acredita-se que o despejo de documentos precisa de ocorrer em vagas massivas por forma a aumentar a possibilidade de realmente chegarem ao conhecimento geral da população. Estes sindicatos têm continuamente pressionado para a Terceira Guerra Mundial, sem qualquer sucesso no entanto.

Eles ainda continuam a fazer ameaças de causar desastres naturais, que inclui detonar cargas explosivas que causariam a erupção de dois super-vulcões e posteriormente um evento de nível de extinção na Terra. Eu duvido que isto seja permitido que ocorra, mas a maioria da Aliança da Terra não sente que deva apostar contra isso.

Escaramuças continuam a ocorrer na nossa atmosfera superior e em várias áreas em torno da Terra e noutros corpos celestes do nosso sistema solar. O medo de uma nave avançada despenhar-se numa área povoada é muito real para ambos os grupos. Ambos os lados têm membros do seus grupos que estão prontos para acudir se um despenhamento realmente ocorrer.

Eles criaram histórias de fachada envolvendo “satélites de propulsão nuclear que falham” e causam “contaminação em grandes áreas”. Isso pode obrigar as pessoas a querer fugir ou ficar nas suas casas até serem informadas em contrário. Um sem número de diferentes histórias de fachada estão a postos o que irá permitir-lhes tentar limpar todos os destroços antes de serem testemunhados ou fotografados pela população local.

Nestes confrontos muitos satélites militares diferentes e plataformas de armas foram destruídas, fazendo com que ardam ao reentrar na nossa atmosfera ou sejam arremessados para fora da nossa órbita. Um certo número de falhas que causaram a perda de alguns desses ativos têm sido atribuídas à crescente atividade solar.

Discutimos alguns outros tópicos que terminaram com Gonzales a entregar o ramo de oliveira da Aliança SSP, como havia mencionado na nossa última conversa. Fui informado de que, se eles ainda tivessem acesso ao COL e às tecnologias de cura aí existentes, que jamais teriam disponibilizado. O problema é que eles não têm mais acesso ao COL neste momento. Eles fizeram questão de afirmar que tinham conseguido resgatar alguns ativos médicos que iriam ajudar-me com alguns dos meus problemas de saúde que são uma consequência da minha experiência no programa “De volta aos 20” no PES.

Eles também se ofereceram para obrigar “O Brigão” a pedir-me desculpas publicamente. Eu fiquei tenso com a simples menção deste indivíduo e não estava particularmente animado com a perspectiva de ir ficar na sua presença novamente. Como se ele lesse a minha mente, Gonzales afirmou que este indivíduo tinha sido colocado sob prisão domiciliária porque ele se recusou a parar de perseguir-me através dos seus agentes.

A Aliança do PES queria agradar-me ainda mais para aceitar o acordo que o “Brigão” tentou enfiar pela minha garganta. Eles queriam que eu me tornasse o seu ativo e seguisse as suas ordens. Eu receberia apoio logístico e financeiro se eu concordasse, mas ficaria impedido de divulgar informações ao David ou a qualquer outra pessoa. Isso fez-me sentir como se o ramo de oliveira que estava a ser oferecido não tivesse nenhuma fruta. E eu educadamente recusei.

Gonzales fez no entanto saber que eu continuaria a aparecer diante deles no futuro para ser um elo de ligação entre eles e a Aliança das Esferas. Alguns destes indivíduos também estariam presentes nas futuras reuniões organizadas por outros grupos não-terrestres. Dessa forma eu precisava de manter uma relação de trabalho cordial com eles, algo que parece impossível neste momento.

Falamos sobre as próximas eleições presidenciais nos EUA, assim como alguns outros tópicos menos relevantes antes que ele terminasse a conversa. Gonzales disse que a cabala não permitiria que Trump se tornasse o presidente dos Estados Unidos, nem que tivessem de enviar um agente a correr na direção dele e esfaqueá-lo no dia da inauguração da sua presidência.

Gonzales posteriormente levantou outro assunto que tínhamos discutido à meses atrás. Houve movimentos silenciosos de ativos e agentes do Departamento de Segurança Interna dos Estados Unidos que estão a posicionar-se no sentido de se prepararem para um cenário de agitação social. Eles pretendem anular de forma violenta qualquer agitação. Isto obrigou vários grupos no serviço militar a sombrear esses agentes com equipes de forças especiais. Estes grupos estão a viajar à paisana e a assumir postos de trabalho para se entrosarem nas zonas para onde foram destacados.

Gonzales afirmou que os grupos da cabala tinham apreciado as recentes operações bem-sucedidas para fomentar a discórdia racial e causar tumultos. Ele espera que esta operação se expanda nos meses que antecederam a eleição e mais além. Ele também espera que os países da Aliança comecem a vender títulos do tesouro e a completamente abandonar o dólar como outra operação para a distração das massas.

Neste ponto, nós os dois fomos levados por esferas azuis com muito pouca preparação. De repente, estava de volta à minha casa. Eu, então, sentei-me e revi a informação que eu tinha recebido durante um par de horas antes que eu pudesse seguir em frente com minha vida familiar regular.

Nas semanas seguintes, eu tive mais algumas reuniões com Kaaree que foram principalmente de natureza pessoal.

Então, no dia 03 de Agosto, ela contatou-me e disse-me para preparar mentalmente para a nossa viagem de regresso ao posto avançado da Antiga Civilização dos Construtores em Vénus (Gaiam TV – 5ª Temporada – Episódio 08) e na orla da órbita de Saturno. Comecei a meditar e tentei fazer com que eu mesmo alcançasse o estado correto da mente e de vibração para este encontro. Era muito claro que se eu não o fizesse, havia a possibilidade de que eu fosse rejeitado tal como Gonzales o foi.

Foi uma semana mais tarde – A 10 de Agosto – que este encontro finalmente aconteceu. Eu estava animado e um pouco receoso de que não me fosse concedida a entrada.

Um pouco depois das 03:00H (CST), naquela manhã, eu estava a terminar de me vestir quando ocorreu um clarão branco na sala. Eu deparei-me subitamente em pé diante Kaaree e de dois outros homens da Anshar. Nós estávamos na mesma sala em que eu tinha estado antes, que estava anexa ao seu hangar.

Fomos para o vai-vém Anshar com os assentos azuis, e depois viajamos pelo vórtice azul acima de nós. O vórtice então apareceu por baixo de nós à medida que nós emergimos acima do oceano antes viajarmos para cima através da atmosfera. Passamos por uma área em que eles estão habilitados entrar e sair da atmosfera da Terra pelo COL e outros grupos que controlam o tráfego aéreo. Nós parecemos ter chegado a Vênus mais rápido desta vez, já que o vôo demorou somente 10 minutos.

Nós, então, paramos à mesma distância do planeta como fizemos anteriormente. Não havia nenhum outro tráfego aéreo nesse momento, o que não fosse o que parecesse ser algum pequeno asteróide ou outros detritos que tinham sido capturados na órbita de Vênus. Esperamos durante mais algum tempo do que aquele que demoramos a lá chegar. Kaaree então comunicou: “Recebemos autorização. Você está pronto?”

De seguida, chegamos até a superfície tão rapidamente que eu mal fui capaz de dar conta das nuvens amareladas e grossas que atravessamos. Paramos acerca de 300 metros acima da superfície do planeta. Estava extremamente erodida pela chuva e pelo vento. Algumas das montanhas tinham assumido formas estranhas que alguns julgariam parecer um pouco artificiais.

O vai-vém dos Anshar tornou-se translúcido e as informações começaram a aparecer ao meu redor.

Olhei para baixo e vi a enorme estrutura em forma de H dentro de uma cratera. Houve um canal muito simétrico que foi cortado ao longo do meio do H. No fundo no canal, havia uma área iluminada através da tecnologia da embarcação em que estávamos. Então, viajamos para esse local a elevada velocidade. Mesmo que eu não tenha sentido qualquer inércia, a minha mente transmitiu-me a sensação de estar a cair. Não é tão fácil para mim sentir-me assim depois de todas as minhas outras aventuras.

Nós viajamos para a parte inferior da estrutura em forma de H que era tão grande que não existe qualquer outra estrutura conhecida com a qual possa comparar. Nós acabamos viajando sob essa estrutura dentro de uma caverna. As paredes da caverna brilhavam como se fossem cristalinas, mas não transparente.

Havia também um par de estruturas que se assemelhavam a obeliscos, e tinham o que pareciam ser os mesmos símbolos H ao longo de todo eles – quase como um totem.

Estávamos em pé na frente de uma grande entrada de uma caverna muito maior. Sem aviso, um ser de 4 metros de altura apareceu diante de nós. Ele tinha a pele branca de alabastro, e usava vestes brancos. Os Anshar referiram-se a ele como um “Sentinela.”

A sua roupa parecia brilhante, como o plástico ou couro polido. Os seus olhos eram negros e o seu nariz tinha uma estranha aparência. Ele inclinou ligeiramente para baixo o seu rosto e tinha estrutura anormal – olhando ao redor da área da ponta ela inclinava para trás novamente. As suas maçãs do rosto eram muito e claramente definidas, quase parecendo como se fossem feitas de linhas retas. Ele nunca disse uma palavra. Em vez disso, ele virou-se ligeiramente e fez-nos um sinal com a cabeça para o seguir para a caverna maior.

Do ângulo em que estávamos antes de entrar na caverna, eu podia ver parte de uma grande estrutura de vidro. Havia uma tonalidade ligeiramente acinzentada-preta no vidro como a janela matizado em um carro. Os dois pilotos ficaram à entrada da caverna e Kaaree continuou ao meu lado.

À medida que entrávamos na caverna, fiquei chocado ao ver que a estrutura era uma parte de uma espécie de pirâmide de vidro gigante. A base da pirâmide não era quadrada. Em vez de ser feita de linhas retas, cada aresta era curvada para dentro, formando uma aparência arqueada à medida que se elevava. Cada um destes quatro lados também tinha grandes áreas abertas que permitiam entrar no centro da estrutura, o que então fizemos.

À medida que entrávamos no interior da estrutura, as paredes translúcidas começaram a iluminar-se com símbolos estáticos em todas elas. O teto, no interior, estava a mais de 90 metros de altura. Toda a estrutura tinha bem mais de 300 metros de altura, e terminou numa área que parecia ser acerca de 30 metros pés abaixo do teto da caverna.

O Sentinela, de seguida, enfiou a mão comunicou-se mentalmente comigo. Ele era mais poderoso do que o Draconiano Branco Real, mas não era violento ou invasivo. A experiência começou com algo semelhante a flashes de memórias de toda a minha vida, uma “revisão de vida.” – Como por exemplo ver meu pai numa velha cadeira de balanço azul que nós tivemos uma vez. As memórias apareciam em fragmentos súbitos, como um vídeo a avançar rapidamente. Era óbvio que ele estava a ir para trás no tempo a partir do presente e que poderia ver toda a minha vida foi encapsulada lá caso conseguisse abrandar a velocidade. Eu, então, comecei a ver novas “memórias” que não eram minhas – desta vida pelo menos. Elas surgiam e desapareciam tão rápido que eu não podia retê-las. A sensação destas memórias era cósmica e ultrajante, embora familiar. Isso fez-me lembrar ver dados preciosos que passam no ecrã do computador, de forma tão rápida que não era possível conscientemente reter a informação.

Desde essa experiência, eu senti-me como se um arquivo compactado enorme tivesse sido carregado na minha mente. É preciso uma grande quantidade de espaço de armazenamento e eu ainda não tenho a senha para desbloquear o seu conteúdo.

O Sentinela, de seguida, dirigiu-se a mim uma e apenas uma vez.

Ele perguntou: “Você quer ter o conhecimento de quem você era, de quem você é de quem você vai ser?” Eu estava perplexo com a comunicação que eu parecia sentir não apenas na minha cabeça, mas por todo o meu corpo. Mais uma vez eu fui obrigado a responder que não. Tinham-me dito que a resposta iria mudar drasticamente a natureza de todos os meus relacionamentos pessoais de diversas formas que eu não posso prever. Isso fez-me sentir preocupado com a minha família entre outras coisas.

Vi então um movimento no canto do meu olho. Olhei para Kaaree, que tinha os braços cruzados e estava a olhar para baixo com um sorriso enorme no rosto.

Depreende-se que a teimosia que ela tinha mencionado quando antes ela me fez a mesma pergunta ainda tinha persistido, embora eu estivesse confortável com minha resposta.

Imediatamente a estrutura tornou-se viva. Haviam todos os tipos de símbolos coloridos que começaram a mover-se por toda a estrutura de vidro. Olhei para Kaaree e para o Sentinela para ver a sua reação. Kaaree rapidamente apontou o dedo magro de volta para a estrutura de vidro, e disse “Olha!”.

Eu vi o que aparentavam ser dois tipos diferentes de símbolos. Alguns eram grandes e estáticos e os outros moviam-se em todas as direções, enquanto piscavam cores. Senti como se os sons estivessem a ocorrer dentro da minha cabeça, em vez de estarem fisicamente audíveis na estrutura. Eu não conseguia entender o que eu estava a ver. Devo admitir que fiquei muito surpreso ao ver símbolos semelhantes aparecerem em um círculo de colheitas (crop circle) recente. Mesmo que esta formação fosse de alguma forma falsificada, podia ser que as mentes daqueles que o criaram tivessem sido inspiradas pela mesma Consciência com a qual eu interagi. Assim que eu vi alguns dos símbolos na pirâmide de cristal ocorreu-me o súbito pensamento de que estes eram os números e fórmulas matemáticas.

crop-circle_1Perguntei a Kaaree se eram equações matemáticas, e ela impacientemente respondeu: “Esta é uma linguagem matemática dos antigos”. Ela apontou para de volta para a estrutura e disse-me para continuar a procurar. De repente todos os símbolos desapareceram exceto para os que estavam presentes quando quando entramos. O Sentinela então desapareceu sem quaisquer outras comunicações. Kaaree então virou-se e saiu da estrutura sendo que eu acabei por segui-la. Eu estava extremamente confuso e um pouco decepcionado com a experiência. Eu estava a pensar “É isto?”

Ela então disse-me que iríamos agora para o posto avançado da Antiga Civilização dos Construtores próximo da órbita de Saturno.

Parei de andar e perguntei-lhe o que aconteceu. Ela disse-me que a informação foi entregue a mim e que também tinha sido recebida de mim, e que tudo iria fazer muito mais sentido no futuro. Fiquei a imaginar que informação eu poderia extrair de mim que já não soubesse. Eu queria continuar a esmiuçar o tema, mas eu senti que ela não ia acrescentar mais nada ao que ela já havia comunicado.

Nós juntamo-nos aos dois pilotos Anshar que estavam agora dentro do vai-vém do Anshar. Posteriormente saímos das cavernas por baixo da estrutura em H e, num instante, estávamos de volta ao espaço.

Eu podia ver Saturno e pelo que eu poderia observar nesse momento, era sobre o tamanho de uma moeda. De seguida entramos numa das bolhas temporais, assim como aquela que costumava atravessar para ir às reuniões da Super-Federação, aproximadamente na mesma posição, mas em torno de Júpiter. À medida que penetramos a barreira exterior da anomalia temporal eu podia ver uma réplica exata da estação da embaixada onde a Super-Federação se reúne. Nenhum outra nave estava acoplada a esta estação. Os dados exibidos na nave Anshar indicavam que havia zero de atividade ou de sinais de vida lá.

Nós aterramos e depois entramos. Nós caminhamos até a parte longa e estreita da estação e acabamos na mesma entrada foyer que reconheci na estação de Júpiter. Tão repentinamente como no posto da Antiga Civilização dos Construtores em Vénus, outro Sentinela apareceu à nossa frente. Desta vez, nada foi dito. O Sentinela comunicou mentalmente comigo, assim como o outro tinha feito.

Desta vez eu tive visões de grandes objetos esféricos que direcionavam os raios de eletricidade para grandes embarcações que entravam no Sistema Solar. Embora eu não pudesse saber exatamente o que essas esferas eram, elas poderiam ser luas ou planetóides. Elas eram tão grandes assim. Elas não aparentavam ser semelhantes às esferas que estão a visitar o nosso sistema solar agora. Elas pareciam sem muito mais tangíveis e físicas.

Observei o que pareciam ser centenas de cenas destas batalhas e que passavam muito rapidamente, possivelmente o reflexo de eventos similares. Então eu testemunhei uma esfera disparar um raio de eletricidade para o que parecia ser Marte, quando ele ainda tinha uma atmosfera e água líquida. O raio rasgou a superfície de Marte, criando um enorme vale. A atmosfera estava cheia de detritos que depois se transformaram em brasas. Os restos foram expelidos do planeta e também caíram sobre a sua superfície.

A atmosfera ficou cheia de vapor. Uma grande quantidade de vapor escapou do planeta e transformou-se em gelo ficando posteriormente à deriva no espaço. Outras cenas posteriormente passaram e eu fui trazido de volta a Marte. Ele foi agora estava fortemente danificado e estava a começar a parecer semelhante à forma que hoje tem.

Então eu vi grandes nuvens em forma de cogumelo aparecerem na superfície à medida que naves gigantescas fugiam do planeta em todas as direções. Algumas delas estavam a deslocar-se em direção à Terra, enquanto outras iam na direção oposta. Eu sabia que este era um incidente completamente distinto daquele que havia ocorrido muito depois de devastação inicial do planeta. Isto aparentava ter sido uma guerra nuclear global.

Eu estava a começar a perceber que a minha respiração e os meus batimentos cardíacos tinha aumentado dramaticamente. Senti o meu peito a ficar apertado com a ansiedade. A cena então parou tão repentinamente como quando havia começado, e o Sentinela desapareceu.

Kaaree olhou para mim com alguma preocupação, e perguntou se eu precisava de algum tempo. Perguntei-lhe o que tinha acontecido. Ela disse-me que eu tinha recebido um repositório de dados da Antiga Civilização dos Construtores, mas que não está disponível para mim a nível consciente. Perguntei-lhe de que servia se eu não conseguisse lembrar-me disso e reportá-lo. Ela sorriu e comunicou que iria fazer sentido num futuro próximo. Esta resposta não satisfez a minha curiosidade sobre o que tinha ocorrido nos dois últimos locais que visitamos. No entanto, eu sabia que não ia ser dito mais nada por agora.

Fizemos o nosso caminho pelos corredores da estação de Saturno até que estávamos de volta ao vai-vém Anshar. Depois voltamos ao hangar dos Anshar onde nós tínhamos começado a nossa viagem. Eu mal notei a nossa partida da estação ou a nossa chegada ao hangar porque eu estava tão imerso em pensamentos. Senti-me extremamente drenado de energia. Eu foi enviado de volta para a minha casa onde eu, posteriormente, arrastei-me para a cama com minhas roupas e fui dormir.

Desde esse evento tive algumas chamadas de comunicação etérica com Kaaree, bem como uma reunião com a Aliança do PES. Foram-me dadas algumas novas informações, mas nada de real importância em qualquer sentido cósmico. A mim não me foi oferecido qualquer apoio que Gonzales tinha mencionado no encontro anterior. Eu esperava que eles me fossem ajudar.

Quando perguntei porque não o fizeram foi-me dito que tínhamos de discutir algumas coisas primeiro. Isso levou-me a acreditar que eles não iam simplesmente usar as suas tecnologias de cura para ajudar-me a reduzir ou remover alguns dos sintomas da minha regressão após o serviço no programa do PES “De volta aos 20”.

Iam ser postas condições.

Eles também estavam muito interessados em obter alguns dos dados da Antiga Civilização dos Construtores enterradas no fundo do meu subconsciente e ofereceram-se para me ajudar a extraí-las. Era muito claro que eles queriam que eu me tornasse um trunfo para eles. As condições que me foram apresentadas consistiam em deixar de ter visibilidade pública e trabalhar nos bastidores. Não fomos capazes de chegar a um acordo, e a reunião terminou com decepção para ambas as partes.

Desde então tenho investido uma grande quantidade de tempo a tentar aceder às informações que os Sentinelas da Antiga Civilização dos Construtores me deram. Até agora não tenho tido sucesso. Mais tarde foi-me dito que se eu tivesse aceitado a oferta do Sentinela, eu provavelmente teria tido acesso imediato a essa informação.

— Notas da autoria de David Wilcock:

É muito interessante para mim ler mais recentes experiências de Corey.

Mesmo que ele não tenha lido os Mistérios da Ascensão existem, no entanto, várias correlações diretas entre os conteúdos deste novo livro, a ser lançado 30 de Agosto, e o que Corey recentemente viveu.

O livro combina informações de delatores, antigos ensinamentos religiosos e as informações da Lei do Uno para contar a história de uma antiga batalha entre o bem e o mal que se alastrou no nosso sistema solar desde à meio milhão de anos.

A história começa com uma Civilização de Construtores Antiga que teve origem aqui acerca de 2,6 bilhões de anos atrás, de acordo com a Lei do Uno. Este grupo apareceu pela primeira vez em Vênus.

Corey agora parece ter efetuado um passeio por algumas das suas instalações sobreviventes originais. Ele foi apresentado a uma forma holográfica ou dos próprios seres ou de algum dos seus protetores na forma dos seres Sentinelas.

Um grupo conhecido como os “Guardiões” deu à Antiga Civilização dos Construtores uma poderosa tecnologia de defesa para os proteger contra uma invasão alienígena. Isto veio na forma de luas inteiras que atuavam como armas, semelhantes à Estrela da Morte na “Guerra das Estrelas”.

Estas armas originalmente protegiam o nosso próprio sistema solar e dezenas de sistemas estelares vizinhos de quaisquer invasores hostis, uma vez que estamos numa área altamente cobiçada da galáxia.

O nosso próprio sistema solar parece ter sido usado como um tipo de “colônia penal cósmica”, onde as pessoas que não reuniam condições para alcançar a Ascensão noutros mundos foram realojados aqui na esperança de alcançarem a redenção.

Em vez disso essas pessoas, em última análise, fizeram um acordo com a IA predadora que infundiu os seus corpos com nanites e lhes deu capacidades super-humanas.

Com o poder esmagador do IA à sua disposição, eles foram capazes de invadir estas luas defensivas e usá-las como armas ofensivas, algo para o qual elas nunca tinham sido destinadas.

Este grupo, a que eu chamo de “O Império”, tornou-se extremamente beligerante. Eles atacavam outros planetas vizinhos, ganhando inimigos poderosos.

Gonzales já havia sugerido que a destruição de Marte e tinha sido devido a um disparo de armas de uma dessas luas que atingiu o próprio planeta. As visões de Corey agora parecem corroborar diretamente essa suspeita.

Acho muito interessante que os seres que trabalham com Corey agora estão a falar no mesmo tipo de linguagem como aquela que lemos na Lei do Uno. Eu sempre senti durante todo este tempo todo que estávamos a lidar com as mesmas pessoas.

Perceber que a fonte da Lei do Uno iria aparecer aqui de uma forma tão física e pessoal tem sido uma das maiores surpresas da minha vida.

Corey começa agora a viver estas coisas em primeira mão, ao passo que eu precisava ouvir isso dele – pelo menos até agora, com algumas exceções notáveis que ainda não trouxemos a público.

O alcance e a profundidade das suas experiências é igualmente acompanhado por um sofrimento pessoal que eu pessoalmente tenho testemunhado. É muito improvável, se não impossível, que ele esteja a mentir. Tudo o que eu sei e vejo me diz que ele está a ter experiências muito reais.

Nós dois já sofremos com muitas “saudações negativas,” tal como são apelidadas na Lei do Uno.

Isso fez com que a muitos níveis as pessoas que estão a trabalhar conosco ficassem insatisfeitas conosco e sintam que não estamos a fazer o suficiente para ajudar esta iniciativa a andar para a frente.

Ambos já passamos por profundas transformações pessoais e experiências de cura recentemente o que esperamos que nos permita sermos muito mais produtivos e pró-ativos à medida que avançarmos.

As informações que Corey recebeu acerca de um evento solar que leve a algum tipo de ascensão em massa é muito cuidadosamente examinado no livro. Estes novos dados realçam ainda mais a importância daquilo que eu escrevi.

Também não podemos esquecer que a imagem da capa do meu livro foi-me transmitida através de uma visão e, quando o produto acabado chegou, Corey tinha acabado de visitar a Aliança do Interior da Terra pela primeira vez.

A capa do livro tem um obelisco com uma luz brilhante no topo, e uma imagem de Saturno por trás dele, tal como eu havia indicado.

O grupo de Kaaree relaciona as suas origens com Saturno, e eles usam pingentes de Saturno. Para além disso, eles têm um grande obelisco nos seus jardins com uma luz brilhante no topo – assim como eu aquele que eu tinha pedido para por na capa do livro.

A probabilidade de tudo isso ser uma coincidência é extremamente reduzida, se não risível para mim, a um nível pessoal.

A única posição realista que um cético poderia tomar seria a de que Corey e eu estamos de alguma forma a colaborar em tudo isso. No entanto, nada poderia estar mais longe da verdade.

O Karma sucede-me com tal precisão exigente neste ponto que eu não ouso mentir sobre o que quer que seja. Eu esforço-me para que cada pensamento seja tão positivo e amoroso para mim e para os outros quanto possível.

Nenhum de nós está a ficar rico com isto, e as dificuldades financeiras de Corey ainda são um fator a ter em conta que temos de gerir e planear de acordo.

Corey passou por tais experiências intensas que ele muitas vezes precisa de se ausentar e distanciar completamente durante semanas inteiras. Eu estive numa posição semelhante numa grande parte do primeiro semestre deste ano, o que tem causado uma série de problemas.

Informações críticas foram-nos dadas para divulgar imediatamente e, quando não o conseguimos fazer, ambos sofremos consequências punitivas.

Corey passou por experiências muito mais graves do que qualquer coisa que eu posso recordar que tenha acontecido a mim próprio.

Agora estamos ambos a tentar reorganizar as nossas vidas e descobrir como harmonizarmos esta situação, reconhecidamente muito bizarra.

Eu não espero que acreditem simplesmente na minha palavra sobre todas estas situações que soam a fantásticas.

Temos a Divulgação Cósmica, um programa semanal em que você pode ver Corey a descrever tudo isso por si mesmo, e assim decidir se você acredita nele ou não.

Muitos milhares de espectadores ficaram surpresos com o nível de profundidade e seriedade no testemunho de Corey pela forma como ele responde às minhas perguntas espontâneas. Ele nunca hesita nem eu nunca o apanhei numa contradição.

O meu novo livro é completamente suportado com tantos fatos científicos e declarações de corroboração de uma ampla variedade de delatores e informadores, tão grande quanto consegui reunir.

Tanto quanto eu posso dizer, todas essas coisas realmente são verdade. A realidade é realmente muito, muito estranha. Dentro de pouco tempo vamos descobrir por nós mesmos o que vai acontecer.

Entretanto, os ensinamentos da Lei do Uno enfatizam a importância do amor, compaixão, perdão e serviço aos outros como sendo os fatores-chave mais importantes para a ascensão pessoal e planetária.

Se você está preocupado sobre se “conseguir lá chegar” ou não, a resposta é muito simples: Basta ser boa pessoa!

Parece quase ridículo que tal material complexo possa resumir-se a uma mensagem tão simples, mas essa é a natureza daquilo com que estamos a lidar.

Parece que veremos ainda mais sinais visíveis dessas mudanças no nosso futuro, e eu encorajo-vos prepararem-se para a Ascensão… você sabe, mais vale prevenir.

Fonte: http://spherebeingalliance.com/blog/corey-goode-intel-update-part-2-aug-2016.html

Read in: English

Fonte – Prepare for Change

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s