Arquivos Extraterrestres – O Projeto SERPO – Zeta Reticuli – Programa de intercâmbio EUA e ETs – 25.09.2015

Arquivos Extraterrestres – O Projeto SERPO – Zeta Reticuli – Programa de intercâmbio EUA e ETs – 25.09.2015

Durante décadas, as revelação sobre o PROJETO SERPO foram taxadas como mitos e histórias dos tais “teóricos da conspiração”; conforme os avistamentos foram aumentando e sendo divulgados, com o advento da globalização de informações acerca do fenômeno UFO e o surgimento de pesquisadores e delatores/desertores dos projetos  considerados “Top Secret” do governo americano, hoje podemos afirmar que o projeto SERPO é uma realidade. O PROJETO SERPO descreve um programa de intercâmbio entre militares dos EUA. e extraterrestres do Planeta Serpo, do sistema estelar de Zeta Reticuli, iniciado em 1963. De acordo com John Lear, de William Cooper, e de vários outros pesquisadores e teóricos da conspiração, o governo dos EUA pode ter feito um pacto “com uma raça humana de fora da Terra em torno de 1963. De acordo com alguns “esta raça” não é humana como nós nos conhecemos, mas que pretende ter a sua origem na Terra há muitos milhões de anos atrás. Algumas fontes alegam que esta raça predatória é de natureza neo­sáuria (Reptiliana, são répteis).

Projeto Serpo-Post-26.09.2015

Leia mais: Projeto AVALON – John Lear

Posts relacionados: Os Cientistas da Nova Era – David Wilcock e a inteligência oculta guiando o Universo e você – 5ª Parte – Os Cientistas da Nova Era – Dolores Cannon – As Terapias de vidas passadas e os Extraterrestres – 8º Parte – A Complexidade do Genoma Humano – Partes 1, 2 e 3 – A Nova Super-Terra – Exoplanetas – Crops Circles – A Geometria e a Mensagem do Povo das Estrelas – Parte 1, 2 e 3 – Os Cientistas da Nova Era – Barbara Hand Clow – A Agenda Pleiadiana e a Alquimia das Nove Dimensões – 4ª Parte – Divulgação (ETs) e NESARA – O Sistema Estelar de Sírius e os Antigos Registros de Órion – O lado escuro da Lua – Parte 1, 2, 3 e Final Marte – O Enigma do Planeta Vermelho – Partes 1 e Final

SERPO – A liberação gradual dos documentos confidenciais relativos a um programa de intercâmbio ultra­-secreto de doze militares dos E.U.A. com habitantes extraterrestres de SERPO, um planeta habitado por extraterrestres do sistema solar de Zeta Reticuli 1 e 2 (os dois sóis à direita), entre os anos de 1965-­1978. A população de SERPO é de cerca de 650.000 habitantes. Anonymous * diz que a civilização Eben tem cerca de 10.000 anos de idade apenas em SERPO, sendo originários de outro planeta que eles foram forçados a deixar 5.000 anos atrás, devido à destruição vulcânica.

* O suposto informante chama a si mesmo de “Anonymous”, ou “Anônimo” em português. (Veja texto abaixo)

Projeto Serpo-Post-26.09.2015-1

– Uma Raça Reptiliana ancestral do homem?

Isto levou os outros para sugerirem que os dinossauros, que governaram a superfície da Terra em tempos pré­-históricos podem não ter sido totalmente extintos como geralmente se acredita, mas que algumas das mutações inteligentes RESULTARAM em um hominídeo bípede reptiliano de onde a  raça se desenvolveu, com um tipo de pensamento intelectual igual ou superior ao da raça humana e, em seguida, possivelmente entrou na clandestinidade, indo morar em subterrâneos. Por exemplo, um ramo ou uma mutação da suposta extinção da raça sauróide, Stenonychosaurus, estava, de acordo com paleontólogos, notavelmente parecidos com hominídeos em sua aparência, tendo entre 3 1/2 a 4 1/4 pés de altura (1,20 a 1,65 metros de estatura), possivelmente com a pele verde-­acinzentada e com três dedos com garras com um “opositor”, um polegar parcialmente. O polegar opositor e capacidade intelectual é a única coisa que impede os membros do reino animal de contestar a raça humana como os mestres do planeta Terra. Por exemplo, o reino primata possui polegares opositores mas ainda não possui a capacidade intelectual para usá-­los como seres humanos. Os golfinhos possuem inteligência quase que de seres humanos, mas não possuem polegares opositores, ou mesmo membros como os da raça humana, seria necessário inventá-­los.

Projeto Serpo-Post-26.09.2015-2Eles, os reptilóides poderiam ser animais “que possuem essas duas características”? A capacidade craniana do Stenonychosaurus chegou quase ao dobro do tamanho do que a dos seres humanos, indicando um grande cérebro e, possivelmente, avançado mas que não necessariamente um intelecto benevolente. Segundo os pesquisadores, como Brad Steiger, Valeriana de Val, Levesque, dizem que isso pode realmente ser o mesmo tipo de entidade ou entidades mais comumente descritos em “encontros com UFOs”, assim como o mesmo tipo de criaturas, retratado no início de 1992, no âmbito nacional visto na apresentação do canal de TV CBS INVASORES. Segundo John Lear e outros, o governo dos EUA pode ter estabelecido um acordo com esta raça, da qual aprendeu mais tarde, para seu horror, que eles eram extremamente maléficos na sua natureza e foram tratados apenas “como um meio para ganhar tempo enquanto eles metodicamente estabeleceram certos controles sobre a raça humana, com o objetivo final de uma dominação absoluta do planeta”. Também é alegado por alguns agentes dos serviços de inteligência secreta dos principais países com nível de profundidade (como a CIA, MI­6, MOSSAD, ISI) que os agentes dos Illuminati, ou do “Culto da Serpente“, estão intencionalmente trabalhando lado a lado com esta raça alienígena infernal que prometeu-­lhes parte da ação uma vez que o GOVERNO GLOBAL TOTALITÁRIO DA NWO estiver sido estabelecido.

Leia mais: http://www.serpo.org/

Edgar Mitchell, astronauta engenheiro e piloto norte-americano, o sexto homem a pisar na Lua, como piloto do módulo lunar Antares na missão Apollo 14, em 9 de fevereiro de 1971, fala publicamente como começou o acobertamento da realidade extraterrestre nos anos 40.

Projeto Serpo-Post-26.09.2015-3

– Um breve resumo do Caso Roswell

A versão oficial dos acontecimentos em Roswell é de que não havia nenhuma espaçonave alienígena que havia caído na Terra. Mas a evidência acumulada de que algo de origem desconhecida caiu aqui é enorme, e que  ele (o objeto) foi encontrado e explorado por causa de sua tecnologia incrivelmente avançada. A mais famosa testemunha do acidente de Roswell é, talvez, o do coronel aposentado Philip Corso. Em seu surpreendente livro “The Day After”, Roswell Corso descreve que em 1961 ele recebeu ordens do General Trudeau, o então Chefe de Pesquisa e Desenvolvimento do exército, para recolher as tecnologias e os dispositivos e entregar para o o exército e  que foram trazidos a Bell Labs, IBM, Monsanto e algumas empresas para ocultar e estudar. Um Investigador forense, Bill McDonald, nunca teve dúvidas  sobre a origem do veículo. Com base em entrevistas detalhadas e aprofundadas com testemunhas sobreviventes, incluindo homens do corpo de inteligência da CIA que estavam lá, e depois selecionando testemunhos que foram reunidos em 5 anos de pesquisas, diz McDonald que o veículo de Roswell foi criado por uma civilização extraterrestre, uma sociedade que perdeu vários membros e que vieram para examinar nossos testes nucleares. Quando ele fala sobre o veículo Roswell e a tripulação dela, ele fala com uma voz baixa, quase reverente. Ronald Reagan entre 6 e 08 março de 1981 foi informado sobre as duas naves espaciais em Roswell e Datil, onde elas caíram, no Novo México. Ele foi informado pelo ex-diretor da CIA, W. Casey, então ministro da Defesa C. Weinberger e vários consultores. Houve um sobrevivente, chamado EBE, um alienígena do planeta Serpo, a 38,42 anos-luz da Terra no sistema Zeta Reticuli.

Projeto Serpo-Post-26.09.2015-4O relatório final do Projeto Serpo foi lançado em 2 de novembro de 2005. Depois de muita discussão, o projeto foi parcialmente tornado público, porque o limite de tempo para projetos secretos do governo (25 anos) tinha expirado. Os Estados Unidos da América foram visitados por alienígenas desde 1947, mas há muita evidência de que a Terra  é visitada há milhares de anos por diferentes civilizações de origem extraterrestre. Em julho de 1947, algo de notável ocorreu no Novo México. Durante uma tempestade, duas naves alienígenas caíram em Datil, Novo México. Os militares dos EUA levaram e  bloquearam todo o material coletado do alienígena vivo. A criatura foi chamado EBE-1, (EBE é uma abreviatura para extraterrestrial biology entity). Os biólogos que analisaram disseram que a  criatura não era humana. Todo o material da EBE e do primeiro acidente, foram levados para a base aérea de Roswell. EBE foi tratado dos ferimentos leves e, em seguida, transferido para Los Alamos, a base mais segura do mundo. Um alojamento especial feito para EBE. O material foi finalmente trazido a Dayton, Ohio, a divisão de tecnologia alienígena da Força Aérea dos EUA.

Projeto Serpo-Post-26.09.2015-5

– Os EBEs e os Militares 

O segundo acidente foi descoberto em 1949 por alguns agricultores. Não houve aliens vivos encontrados neste lugar. Todo o material foi levado para a Base da Força Aérea Sandia, em Albuquerque, Novo México. Na primeira nave, haviam 5 mortos e um sobrevivente. Os corpos dos mortos foram enviados para Wright Field, Ohio, transportados e armazenados em um tipo de congelador. Mais tarde, eles foram transportados para Los Alamos, onde containers especiais foram feitos para evitar que os corpos perecessem. No local onde o segundo aparelho caiu, quatro corpos foram recuperados. Esses corpos estavam em avançado estado de decomposição. Os restos mortais foram levados para a base da Força Aérea Sandia e Los Alamos. Ambas as naves eram quase idênticas em design e os corpos pareciam os mesmos. Eles não tinham características humanas, com exceção de olhos, ouvidos e boca. Seus corpos eram diferentes do que o nosso, sua pele e a respiração. O sangue não era vermelho, e o cérebro era inteiramente diferente  de um ser humano, tinham dois olhos diferentes.

EBE-1 permaneceu vivo até 1952, quando morreu. Embora EBE não tinha órgãos vocais como os seres humanos, mas foi capaz de se comunicar através de uma cirurgia realizada por médicos militares. EBE era extremamente inteligente e rapidamente aprendeu Inglês principalmente por ouvir os militares, que eram responsáveis pela segurança e cuidado da EBE. EBE foi alojado em uma área especial em Los Alamos e Sandia (Albuquerque). Apesar de uma grande variedade de médicos militares, acadêmicos e um seleto número de pessoas estudando EBE, nunca ficou chateado e/ou com raiva. EBE ajudou a equipe a descobrir onde todos os itens destruídos da nave estavam.
EBE explicou onde ele vivia no universo. Nós o chamamos de sistema estelar Zeta Reticuli, que é cerca de 40 anos-luz (38,42) de distância da Terra. Demorou nove meses para a nave alienígena à distância de 40 anos-luz chegar. Suas naves espaciais podem viajar através de uma espécie de túnel do espaço, de A para B, sem precisar da velocidade da luz.

Projeto Serpo-Post-26.09.2015-6O exército garante que as duas espaçonaves, no Novo México, foram fortemente danificadas. As duas naves espaciais foram consideradas pelos estudiosos proezas técnicas. As ferramentas eram tão avançadas, que os cientistas não conseguiam decifrá-las. As duas naves espaciais foram armazenados em um local seguro no oeste. A pedido da Força Aérea dos EUA e da CIA, vários estudos científicos independentes foram realizados durante o período do Projeto Livro Azul. MJ-12 decidiu em 1966 que a Força Aérea dos EUA e todas as investigações sobre avistamentos de OVNIs deviam cessar. O motivo foi que os Estados Unidos haviam feito contato com extraterrestres e tiveram a relativa  certeza de que a exploração extraterrestre da Terra não era agressiva e hostil. Constatou-se também que a presença de ETs não era uma ameaça imediata para a segurança dos EUA. Além disso, o público começou a acreditar que os UFOs eram reais. O Conselho Nacional de Segurança sentiu que este sentimento público podia levar ao pânico nacional e como tudo seria revelado sobre o que sabiam sobre UFOs e visitas alienígenas. Além disso, MJ-12 com o Conselho Nacional de Segurança decidiu que toda a investigação iria continuar em segredo, sem o conhecimento público já que a divulgação de segredos sobre UFOs e visitas alienígenas poderia causar pânico entre os líderes religiosos de todo o mundo.

– EBE – Descrição do Planeta SERPO

A civilização extraterrestre de onde EBE-1 veio, é o que chamamos de community-EBEN. Sua vida útil é entre 350 e 400 anos. A tecnologia que eles usam está milhares de anos à frente da nossa. EBEN do planeta Serpo tem o conceito de tempo de forma muito diferente do que na Terra. Um dia tem a duração de aproximadamente 40 horas e medido pelo movimento dos seus dois sóis. Seus sóis não são como o nosso. Não há luz do dia ao longo das 40 horas, com exceção de um curto período em que  o sol atinge o horizonte. Os seres Eben são extremamente pacíficos (?). Ao lado das Eben existem outras civilizações extraterrestres e os serviços de inteligência americanos sabem sobre eles. Então, em 1961 no Canadá um Trantaloid foi preso até que morreu em 1962. As naves recolhidas foram testadas em torno de Liverpool Moor voando em torno de Edwards Air Force Base, e foram mantidas em Nevada, Área 51, Groom Lake Complex.

Por tudo isso, e para proteger estas informações e o fato de que o governo dos EUA tem provas de que nosso planeta é visitado por ETs, tem ao longo dos anos desenvolvido um programa muito eficaz para proteger essas informações. O Projeto Dove é considerado como uma complexa série de operações de desinformação por toda a inteligência militar para enganar o público. Há muitas parcerias entre o governo, a Força Aérea e a indústria. O  primeiro projeto de cooperação foi o filme “O Dia em que a Terra Parou” e o filme “Contatos Imediatos” foram uma colaboração entre a Força Aérea dos EUA e da indústria cinematográfica, a fim de enganar o público. Agora a humanidade começa a despertar em massa, e é cada vez mais difícil para o fenômeno UFO e as visitas alienígenas continuarem em segredo.

– Quem á Victor Martinez e qual sua importância no Projeto SERPO

Para entender a divulgação do PROJETO SERPO é necessário entender o papel de Victor na revelação do assunto. Victor é um ex­-funcionário do governo dos E.UA. Ele trabalhou para um número diferente na execução da legislação em agências federais e agora trabalha em Los Angeles como um professor. Victor tem um interesse pessoal de longa data no assunto dos OVNIs e mantém uma lista de distribuição de emails de mais de cem beneficiários sobre o tema. No início de novembro de 2005, ele havia sido contatado por uma pessoa que se identificou como Anônimo que contava uma história extraordinária: sobre um registro do encontro entre militares americanos e Ebes alienígenas do planeta SERPO, do sistema solar de Zeta Reticuli. Em 2 de novembro de 2005, Victor Martinez, o moderador de uma lista particular de e-mails relacionada à ovniologia, postou um e-mail de uma fonte anônima, a qual alegava ser membro aposentado da Agência de Inteligência de Defesa dos EUA (DIA).  A informação falava sobre um programa ultra secreto de intercâmbio de 12 militares dos EUA, entre os anos de 1965 e 1978, para o planeta “Serpo”, que estaria situado no sistema solar Zeta Reticuli.

Projeto Serpo-Post-26.09.2015-7

Logo após, mais mensagens apareceram, bem como um site na Internet dedicado exclusivamente à agregação de informações sobre o alegado projeto. O suposto informante chama a si mesmo de “Anonymous”, ou “Anônimo” em português. Anonymous relata que ele não age individualmente e faz parte de um grupo de seis indivíduos do DIA, que trabalham juntos como uma aliança de três atuais e três ex-funcionários. Ele é o porta voz chefe da equipe. De acordo com os relatórios publicado por Anonymous, 12 estadunidenses teriam partido até o planeta Serpo, sendo que sua missão era a de conhecer e pesquisar a vida naquele planeta. Dois desses indivíduos teriam morrido durante a viagem e outros 2 decidiram não mais voltar para a Terra.  O restante, 8 deles, teriam voltado 12 anos depois.

Arquivos Extraterrestres – Documentário do History Channel sobre Roswell e a Tecnologia Alienígena compartilhada com o governo americano – narrado em português

Anonymous passou a dar detalhes “reais” sobre o incidente de Roswell. Ele afirmou que o incidente em Roswell, envolveu dois locais de queda de UFOs alienígenas: um a sudoeste de Corona e o segundo perto de Pelona Peak, ao sul de Datil, também no Novo México. O acidente envolveu duas aeronaves extraterrestres. O acidente de Corona foi encontrado um dia depois por uma equipe de arqueologia que relataram o local do acidente para o xerife do condado de Lincoln. Um representante do estado chegou ao local no dia seguinte e convocou a polícia do estado. Um alienígena sobrevivente foi encontrado, uma entidade biológica extraterrestre (EBE), que foi  escondido atrás de uma rocha. Ao estrangeiro foi dado água mas ele não quis se alimentar, e mais tarde foi transferido para Los Alamos National Laboratory, no Novo México.

Projeto Serpo-Post-26.09.2015-8

– Sobre os Ebens (Aliens-Ets) de n° 1 ao n° 5 – por Anonymous

Ebe n° 1 – foi o sobrevivente do acidente do UFO encontrado em Corona, Novo México, em julho de 1947 (n.t. No incidente conhecido como o caso ROSWELL).

Ebe n° 2 – foi a primeira troca de um cientista Eben e foi o segundo visitante deixado na Terra. Eu não sei o período exato de sua estada.

Ebe n° 3 – era um cientista do sexo feminino. J­ROD era um Eben clonado, criado pelos Ebens, que veio como um outro tipo de visitante. J­ROD é um assunto muito complicado e toda a sua história nunca será tornada pública. O tipo exato de entidade viva que era J­ROD vai continuar a ser classificada como “Above Top Secret”. Deixe os membros de sua lista de adesão de UFO List Thread saber que este assunto está encerrado e questões futuras relativas a este tema não serão abordados. Por que ele/ela ou ele foi chamado de J­ROD (Por ser um ser clonado, este não possuía gênero sexual, não tinha capacidade de reprodução) também está classificado/é secreto. As pessoas têm especulado sobre isso, e oficialmente que significa alguma coisa, mas que a informação deve permanecer protegida do domínio público. O presidente Bill Clinton queria continuar o programa de intercâmbio com a raça dos EBENs do Planeta SERPO, mas outros em sua administração pensaram que seria um erro e rejeitaram a idéia.

Projeto Serpo-Post-26.09.2015-9O Programa foi encerrado em 1994 com Ebe n° 5.

Pergunta: O autor de livros sobre UFOs, Whitley Strieber afirma ter sido contatado por um homem alegando que ele foi parte de um programa de intercâmbio humano/­alienígena nos anos 60. Whitley foi “usado” ou ele realmente se encontrou com um dos membros da equipe de Intercâmbio?

Aonymous: O cara que se aproximou de Whitley Strieber, em 1989/­90, REALMENTE FOI um membro da equipe de intercâmbio que esteve em SERPO. Nós o conhecemos e sabíamos do contato que ele fez com Strieber, não uma, nem duas, mas três vezes. Todos os membros sobreviventes da equipe foram cuidadosamente monitorados e vigiados por um ramo especial do Defense Inteligence Agency (DIA) após o seu retorno. O último membro sobrevivente da equipe morreu em 2002 no Estado da Flórida.

Projeto Serpo-Post-26.09.2015-10

– As ocultações da Entidade EBE pelo governo dos EUA

A informação seguinte é de que O ALIENÍGENA (EBE) foi eventualmente transferido para o Roswell Army Air Field. O local da queda foi examinado e todas as provas irrefutáveis também foram removidas para Roswell. No entanto, os corpos dos EBEs mortos foram levados para Los Alamos, uma vez que havia um sistema de congelamento que permitiu que os corpos permanecessem congelados para pesquisa posterior. A nave foi levada para Roswell e, em seguida, para Wright Field, Ohio, que mais tarde seria rebatizada como Wright Patterson Air Force Base (Hangar 18). O segundo local da queda não foi descoberto até agosto de 1949, por dois fazendeiros. Eles relataram os diversos achados e o local dos destroços vários dias depois para o xerife do Condado de Catron, Novo México.

Projeto Serpo-Post-26.09.2015-11

Uma equipe de recuperação dos destroços teve a custódia de todas as provas, incluindo os restos dos seis corpos dos EBEs tripulantes encontrados naquele local. Os restos mortais foram inicialmente levados para a Base de Sandia, mas foram posteriormente transferidos para Los Alamos. A entidade EBE viva, estabeleceu comunicação com os militares dos EUA e forneceu informações sobre seu planeta e a sua raça de extraterrestres. Eventualmente, o Governo americano fez contato com os Ebens, como eles eram chamados, e criou um local de reunião, que acabou por ser conhecido como desembarque Holloman em 1964. O Sr. Anônimo explicou que o pouso foi perto da Holloman Air Force Base, na verdade não em Holloman em si. Durante essa reunião, um programa de intercâmbio foi definido entre as nossas duas raças. Nosso governo selecionou doze militares: dez homens e duas mulheres. Eles foram treinados, controlados e cuidadosamente removidos dos registros do sistema militar, e em 1965, os doze deixaram o nosso planeta em uma nave espacial rumo ao planeta Serpo, que orbita o sistema estelar binário de Zeta Reticuli. Essa foi a história central, tal como apresentado pelo Sr. Anônimo em uma sequência de onze grandes lançamentos de informações até à presente data (Hoje já são mais de 30 liberações de informações), todas elas através de Victor Martinez.

Projeto Serpo-Post-26.09.2015-12

– A viagem até o Planeta SERPO e como era a vida dos Aliens

É uma divulgação não autorizada de Informação Classificada como Top Secret. Mas talvez alguém atualmente de dentro do nosso governo “queira isso”. As mulheres não foram enviadas. Foram Doze homens, todos militares. 8 da Força Aérea, 2 do Exército e 2 da Marinha. Dois eram médicos, três eram cientistas, dois eram especialistas em línguas, dois eram seguranças, dois eram pilotos e um deles era o líder (o Coronel­ AF). Todos eram “ovelhas de cruzamento” e tiveram seus nomes e registros completamente apagados dos papéis militares. Eu não estou totalmente certo do período de treinamento, mas eu acho que foi de cerca de seis meses. Eles eram capazes de transmitir mensagens para a Terra por meio de um sistema de comunicação criado antes da sua viagem para o Planeta Serpo. Um médico e um dos seguranças morreram três anos durante a sua visita. O médico morreu de pneumonia e o cara de segurança morreu de um ferimento. A equipe de intercâmbio teve de suportar dificuldades extremas para se adaptar ao ambiente do Planeta que visitavam. Um dos melhores livros escritos sobre o caso Roswell. Um Coronel aposentado, ex­oficial do Pentágono, Philip J. Corso revela toda a verdade do que ele sabia sobre esse incidente com o resgate do UFO e tripulação em Roswell. Corso foi um membro do Conselho de Segurança Nacional do Presidente Eisenhower e ex Chefe do Comitê de Tecnologia “Estrangeira” no Centro de Pesquisas e Desenvolvimento de Armas do Exército dos EUA. O calor era extremo em Serpo e levou muitos anos para eles se adaptarem. A comida era algo do tipo um problema porque o sistema digestivo humano teve problemas para digerir alimentos nativos. A equipe teve comida suficiente levada da Terra para dois anos e com racionamento levou mais oito meses para acabar, mas finalmente tiveram que comer alimentos do planeta visitante. Isso fez com que todos os membros da equipe tivessem problemas gastrointestinais. Eventualmente, eles se ajustaram. Os alienígenas tentaram criar diferentes alimentos, mas poucos funcionaram de modo satisfatório. A equipe nunca ficou isolada ou foi restringida em seus movimentos pelos aliens. Eles podiam viajar à vontade e ver o que eles quisessem ver. Após cerca de seis anos, a equipe da Terra mudou-­se para uma parte do norte do planeta visitante Serpo, onde a temperatura estava mais fresca e amena e que continha ampla vegetação. Os aliens construíram uma pequena comunidade para a equipe da Terra. O principal problema era apenas o tempo. O tempo era diferente no planeta Serpo. Eu acho que ninguém nunca percebeu isso. Os visitantes não tinham relógios. Eles não julgavam ou tinham contagem para a Passagem do tempo como nós. Os aliens nativos do Planeta Serpo acharam estranhas as nossas (no caso, dos doze que para lá foram) tentativas para dar conta do tempo. Os nativos aliens do Planeta Serpo eram extremamente disciplinados em suas vidas diárias. Cada um trabalhava em uma agenda, que não funcionava por um relógio, mas pelo movimento de seu sol. Cada pequena comunidade tinha uma grande torre, por onde o sol era filtrado. Quando o sol estava em um ponto específico na torre, isso significava que os aliens de Serpo tinham que fazer uma coisa particular.

Projeto Serpo-Post-26.09.2015-13– O projeto Majestic 12

Do lado estadunidense, criou-se supostamente um comitê formado por 12 pessoas. O chamado Majestic 12, “Majic 12”, “MJ-12” ou “MJ-XII”, que seria constituído por cientistas, militares, altos funcionários do governo e até mesmo o presidente dos Estados Unidos na época de sua fundação, em 1947, Harry S. Truman.

O Majestic 12 seria um comitê de alto gabarito com a finalidade de investigar a atividade dos Objetos Voadores Não Identificados (OVNI’s). Sua formação teria sido decorrente dos relatos que se popularizaram sobre uma suposta queda de uma nave espacial alienígena no Novo México, em julho daquele mesmo ano. O Majestic 12 é ligado ao início de uma das maiores teorias da conspiração que permeiam o imaginário estadunidense, a ocultação dos fenômenos UFO e dos acontecimentos vivenciados com OVNI’s. Esta questão é muito marcante na cultura dos Estados Unidos, sempre retratada em séries de TV, filmes e livros. Nas décadas seguintes, criar-se-ia também o temor pela invasão alienígena, o que, na verdade, tem sua origem na alegoria da invasão do socialismo.

Projeto Serpo-Post-26.09.2015-14

Projeto Serpo-Post-26.09.2015-15De acordo com ufólogos, físicos e historiadores, o Majestic 12 seria um comitê responsável pela divulgação de diversas teorias um tanto malucas, cujas finalidades seriam as ocultações e a ridicularização de diversos acontecimentos decorrentes das ações de discos voadores e/ou supostos seres inteligentes de outros planetas. A divulgação destas teorias na grande mídia e, agora, na internet teria como objetivo colocar a sociedade contra tais estudiosos e investigadores, tidos como “loucos e inconsequentes” etc. Em 1980, durante sua pesquisa para um filme sobre ÓVNIS, o produtor de cinema Jaime Shandera estabeleceu vários contatos no âmbito militar. É possível que algumas destas pessoas com informação privilegiada tivesse passado para ele os documentos do Maiestic 12? As análises demonstram que um memorando do MJ12 foi impressa sobre papel cebola, muito utilizado pelo governo dos EUA entre 1953 e 1970. Conhecido em ufologia como “documento Cutler-Twining”. Este memorando foi encontrado no Arquivo Nacional, depois que Bili Moore recebeu um cartão postal dizendo onde ele estava escondido.

Projeto Serpo-Post-26.09.2015-16– Objetivos do Projeto MJ-12 – Diretrizes do manual do projeto

Seção I

1. Manual

Este manual foi preparado especialmente para pessoas do grupo. É importante apresentar todos os aspectos do MJ-12 para que pessoas autorizadas tenham um melhor entendimento dos nossos objetivos, saibam mais sobre os U.F.O.s, sobre entidades e tecnologia extra-terrestre, e aumentem a eficiência em futuras operações.

2. Geral

MJ-12 leva o assunto UFOBs, tecnologia extra-terrestre e entidade biológica extra-terrestre muita a sério e considera o assunto de mais alta importância para a segurança nacional. Por esta razão, tudo relacionado ao assunto possui alta classificação de segurança. Três pontos importantes serão falados nesta sessão:

a. Os aspectos gerais do MJ-12 para tirar qualquer preconceito que qualquer um possa ter.
b. A importância da operação.
c. A necessidade de absoluto sigilo em todas as fases da operação.

3. Classificação de Segurança

Toda informação relacionada ao MJ-12 foi classificada como APENAS OLHOS MAJIC e possui um nível dois pontos maior do que ULTRA SECRETO. A razão disto está no perigo do uso de tecnologia avançada que foi coletada pelas forças aéreas. Nenhuma informação é publicada a respeito, e a posição oficial do governo é de que não existe a Majestic 12.

4. História do Grupo

A operação Majestic-12 foi estabelecida por ordens especiais do presidente Eisenhover, em 24 de setembro de 1947, por recomendações do secretário de defesa James V. Forrestal e Dr. Vannevar Bush. A inteligência do grupo é diretamente responsável apenas ao presidente dos Estados Unidos. Os deveres do grupo estão citados abaixo:

a. A recuperação para estudos científicos de materiais extra-terrestres. Qualquer material pode ser recuperado por qualquer membro do grupo.
b. A recuperação para estudos científicos de entidades extra-terrestres independente das ações destas entidades ou de esforços militares.
c. O estabelecimento e administração de grupos especiais para acompanhar estas operações.
d. O estabelecimento e administração de segurança especial em locais secretos para a analise e estudo científico de qualquer material ou entidade classificada extra-terrestre pelo grupo.
e. Estabelecimento e administração de operações ligadas a inteligência central para a recuperação pelos E.U.A. de tecnologia ou entidade extra-terrestre em posse de poder estrangeiro.
f. O estabelecimento e manutenção de absoluto sigilo em todas operações.

5. Situação Atual

É considerado por enquanto, que a situação atual é de que existem pequenos indícios de que estes e objetos e seus construidores queiram um trato direto com a segurança dos E.U.A., devido a incerteza dos motivos de suas “visitas”. Certamente a tecnologia possuída por estes seres, ultrapassa tudo o que se conhece na ciência moderna, ainda considera suas presenças benignas, e pretendem fazer contato com nossa espécie, pelo menos até o presente. Entidades mortas foram recuperadas em acidentes e estudadas em diversos locais. Nenhuma tentativa de contato foi feita por entidades extra-terrestres com autoridades ou com as entidades mortas nos acidentes, e uma das quedas foi causada por ação direta militar. O maior trato até o momento, foi a aquisição e estudo de tecnologia avançada de estrangeiros inimigos. Foi por este motivo que a recuperação e estudo este tipo de material recebeu prioridade dos Estados Unidos.

Projeto Serpo-Post-26.09.2015-17Seção II, Definição e Data

1. Origem extra-terrestre é definida como em seguida:

a. Avião identificado como não sendo produzido nos E.U.A. ou qualquer outro território de forças estrangeiras, incluindo experimentos militares e aviões civís. Os aviões da categoria são conhecidos como Objetos Aéreos Não Identificados. Esses aviões podem apresentar extraordinárias características de voo.
b. Objetos e máquinas de origem e função desconhecidas.
c. Queda de qualquer avião de produção ou origem extra-terrestre. As quedas podem ser acidentais ou devidas a ações diretas militares.
d. Materiais que apresentem extraordinárias características, não correspondentes com a tecnologia atual ou conhecimentos científicos.  
e. Criaturas não terrestres, com processo evolutivo diferente do nosso.

2. Descrição de um UFO

Avião extra-terrestre documentado é classificado em uma das quatro categorias abaixo:

a. Eliptical ou em forma de disco. Este tipo de avião é uma construção metálica, e a cor se parece com a de alumínio. Ele possui a aparência de dois pratos, e pode possuir uma inclinação no topo ou na base. Podem ou não possuir janelas ou entradas. A maioria dos discos são equipadas com luzes no topo ou na base. Essas luzes não são visíveis quando os objetos não estão funcionado, assim como também não são visíveis antenas ou projeções.
b. X. A documentação deste avião é extremamente rara. O radar das forças aéreas indicou velocidade em excesso (duas mil milhas por hora) e pouco se sabe sobre este objeto. Provavelmente não opera abaixo da atmosfera.
c. Ovóide ou em forma circular. Este tipo de avião é descrito como tendo forma aparente a de um cone de sorvete, arredondado no fim mais largo. Ele possui uma luz extremamente brilhante no fim menos largo e usualmente viaja em baixa altitude. Pode se parecer com outra forma dependendo do ângulo de vista.
d. Forma triangular. Acredita-se que este avião é uma nova tecnologia devido as raras e recentes observações. Os radares indicam serem triângulos isósceles e pouco se sabe sobre suas performances. Mas acredita-se que consigam atingir velocidades e realizar manobras superiores a dos tipos “a” e “c”.

3. Descrição de uma entidade biológica extra-terrestre

Exames de restos recuperados na queda de um UFO, indicam que as EBEs podem ser classificadas em duas categorias distintas:

a. EBE tipo I. Essas entidades são humanóides e podem ser o início da raça oriental. Eles são bípedes e proporcionalmente parecidos aos humanos, embora o crânio seja largo e mais arredondado. A pele é clara e levemente amarelada. Os olhos são pequenos, com íris pretas e pupilas muito largas. As orelhas são pequenas, o nariz é magro e longo e a boca é mais larga do que a humana. Aparentemente, não existe pelos faciais. O corpo é magro mas os músculos são bem desenvolvidos. As mãos são pequenas, com quatro dedos longos mas sem o polegar e não existe “juntas” entre os dedos como nos humanos.
b. EBE tipo II. Essas entidades são humanóides, porém diferentes do tipo I em varias coisas. São bípedes, a cabeça é proporcionalmente muito larga, o crânio é largo e alongado. Os olhos são muito largos, inclinados, e envolvidos em torno do lado do crânio. Eles são pretos sem partes brancas. O nariz consiste em duas pequenas fendas e não existem orelhas externas. A pele é pálida e cinza, mais escura atrás da criatura, e é muito lisa. Não possuem pelos e não aparentam ser mamíferos. Os braços são longos em proporção as pernas, assim como as mãos e os dedos. O segundo dedo é mais grosso do que os outros, porém não mais longo do que o primeiro. O pé é pequeno e estreito, e os dedos são revestidos com uma membrana. Não é definido o local de origem destas criaturas, mas não se desenvolveram na terra. Isto é evidente, porém, não se tem certeza de que tenham se originado em dois diferentes planetas.

3. Descrição de tecnologia extra-terrestre

As informações abaixo são análises preliminares feitas com material encontrado na queda de uma nave alienígena.

a. Análises iniciais dos escombros do local da queda indica que uma nave extra-terrestre chocou-se com o chão com grande força, destruindo completamente a nave. O volume do objeto indica ser aproximadamente do tamanho de um avião médio, porém o peso dos destroços é extremamente pequeno para o tamanho.
b. Análises metalúrgicas dos destroços recuperados indicam que estes não são compostos por nenhum material atualmente conhecido pela ciência terrestre.
c. O material testado possui uma incrível força e resistência proporcional a seu peso e tamanho, sendo mais forte de que qualquer material utilizado em aviões militares ou civís.
d. Boa parte do material possui a aparência de folha de alumínio ou chapa de magnésio de alumínio, e não apresenta nenhuma das características de nenhum metal.
e. Estruturas e vigas substanciais são muito leves e sua força de compressão não é obtida de nenhuma forma conhecida pela indústria moderna.
f. Nenhum material testado apresenta alguma característica magnética ou radioativa.
g. O material é gravado ou realçado com marcas e desenhos. Esses desenhos não foram identificados e esforços para decifrá-los não obtiveram sucesso.
h. Exames dos mecanismos, equipamentos, etc. revelaram pouco ou nada das funções ou métodos de produção.

Fonte: ARQUIVO X -BRASIL

Projeto Serpo-Post-26.09.2015-18– Os Projetos concebidos sob a direção do Majestic 12 eram, entre outros, os seguintes:

1 – O projeto MAJI (Majority Ageiuy for Joint Intelilgence): esse serviço reuniu todas as informações concernentes aos serviços secretos. MAJIC significa controlado por MAJI. Todas as informações e desinformações a propósito dos OVNIS e dos extraterrestres são exploradas por MAJI em colaboração com a CIA, a NSA, o DIA (serviço de informações da defesa do país) e o Naval Intelligence (serviço secreto da marinha); o projeto SIGN tinha o estudo dos fenômenos OVNIS. Mais tarde, esse projeto tomou o nome de projeto GRUDGE (pode ser devido às numerosas partes de corpos humanos que foram encontrados em duas das naves);

2 – O Projeto Blue Book: refere-se ao resgate de objetos voadores tombados na terra, e de acordo com o Projeto Robertson-Panel, que visa desinformar intencionalmente o público;

3 – O Projeto SIGMA: trata da comunicação com a raça de EBE;

4 – O Projeto Snowbird: refere-se a tecnologia de objetos voadores extraterrestres para tentar pilotar um desses objetos;

5 – O Projeto Aquarius: serve de cobertura para coordenar os programas de pesquisa e de contatos com os extraterrestres;

6 – O Projeto GARNET: estuda a influência dos extraterrestres sobre a evolução humana;

7 – O Projeto POUNCE: que trata dos despojos das naves espaciais que caíram e dos exames biológicos feitos com os corpos dos passageiros;

8 – O Projeto Redlight: que decide sobre os ensaios a serem feitos em vôo com as naves espaciais que foram encontradas ou que foram deixadas à disposição pelos extraterrestres. Esse projeto está mantido, neste momento, no domínio de Área 51/Groom Lake, em Nevada;

9 – O Projeto Luna: nome do código para a base extraterrestre na lua que foi observada e filmada pelos astronautas do Apollo. Aí exploram uma mina e guardam as grandes astronaves em formato de charuto;

10 – As Delta Forces: são unidades especialmente formadas para esses projetos.

Segundo a informação de William Cooper e George Segal, a CIA teria sido criada especialmente para dissimular a existência dos extraterrestres. Segundo W. Cooper e G. Segal, o grupo da elite secreta internacional Die Bilderberger, foi criada também para ocultar os contatos estabelecidos com os extraterrestres.

Projeto Serpo-Post-26.09.2015-19A primeira nave em forma de prato foi construída no verão de 1922; sua propulsão era baseada na técnica de implosão (a máquina para o Além). Ela compreendia um disco de 8m de diâmetro, alteado por um disco paralelo de 6,5m de diâmetro e tendo abaixo outro disco de 6m de diâmetro. Esses três discos tinham em seu centro um orifício de 1,80m de diâmetro, onde montaram o propulsor de 2,40m de altura. Embaixo, o corpo central terminava em forma de cone. Nesse cone havia uma espécie de pêndulo que tinha por efeito estabilizar o aparelho. Os discos inferior e superior giravam em sentido inverso para criar um campo de rotação eletromagnético.

Não conhecemos o desempenho desse primeiro disco voador. Ele foi experimentado durante dois anos antes de ser desmontado e guardado nas oficinas de Messerschmidt em Augsbourg. Encontramos os auxílios financeiros para esse projeto nas contabilidades de diversas empresas industriais mencionadas sob o código “JFM”. É certo que o mecanismo Vril foi tirado da “máquina para o Além” mas ele foi classificado como “o levitador Schumann SM”.

Projeto Serpo-Post-26.09.2015-20

Projeto Serpo-Post-26.09.2015-21

– Investigações do FBI

O Majestic 12, contudo, foi investigado pelo FBI em ação independente do agente Joe Nickell, famoso por seu ceticismo em relação a fenômenos paranormais. Sua investigação constatou que os documentos que retratam atividades do Majestic 12 são falsos, baseando-se, principalmente, na averiguação de que a assinatura do presidente Harry Truman foi fotocopiada e utilizada pelos falsários em seus documentos. Joe Nickell e outros pesquisadores identificaram os supostos integrantes do comitê. Alguns, inclusive, afirmam que Albert Einstein estaria entre eles. 

– Membros do grupo

Segundo os historiadores dos movimentos ufológicos, os primeiros membros do comitê foram os seguintes: Roscoe H. Hillenkoetter, Dr. Vannevar Bush, James Forrestal, Gen. Nathan Twining, Gen. Hoyt Vandenberg, Gen. Robert M. Montague, Dr. Jerome Hunsaker, Sidney Souers, Gordon Gray, Dr. Donald Menzel, Dr. Detlev Bronk e Dr. Lloyd Berkner. De acordo com outras fontes, alguns cientistas famosos, como é o caso de Albert Einstein, também estavam envolvidos no Majestic 12. 

Projeto Serpo-Post-26.09.2015-22

De acordo com os grupos ufológicos atuais, o Majestic 12 permanece em ação através de agentes do FBI e da CIA, inclusive fora do país (Estados Unidos). Entretanto, a MUFON, rede de colaboração de especialistas que tentam identificar tais avistamentos e testemunhos de contatos, não crê que o comitê atue com tanta força atualmente, como fora, principalmente, nos anos 60 e 70.

Já de acordo com os historiadores, há muito mais por trás do Majestic 12: o cenário de sua criação era o da Guerra Fria – conflito ideológico e político entre os Estados Unidos e a União Soviética, entre 1945 e 1989. Portanto, o que poderia ser uma investigação ufológica, também poderia ser uma investigação militar com fins políticos para descobrir se o equipamento acidentado tinha origem soviética e, assim, descobrir tipos de engenharias deste “inimigo”. É uma das propostas coerentes para este comitê, se é que ele realmente existiu um dia, principalmente naquela época de acirramento político mundial. Entre os ufólogos, as opiniões se dividem. No campo “pro-Majestic” existem pesquisadores, como o físico nuclear Stanton T. Friedman, que dedicou mais de dez anos ao assunto, e os ufólogos Bill Moore e Jaime Shandera. Para aumentar o mistério que rodeia o Majestic-12, durante os últimos anos chegaram outros pacotes às caixas de correio dos pesquisadores. O primeiro era um cartão postal enviado a Bill Moore em 1985. O remetente seria da Nova Zelândia, e aconselhava que Moore procurasse nos Arquivos Nacionais dos Estados Unidos alguns fichários recém-arquivados. Moore e Shandera fizeram a busca, e encontraram um memorando que confirmava a existência do MJ12, escrito por Robert Cutler, assessor especial de Eisenhower na Segurança Nacional e dirigido a Nathan Twining, chefe do Estado Maior das Forças Aéreas dos EUA. 

Entre 1992 e 1996, outro ufólogo recebeu vários documentos relacionados com o MJ-12, e os mostrou a Friedman. Foi comprovado que dois documentos eram verdadeiros. O primeiro é uma ordem breve dirigida ao general Nathan Twining (um suposto membro do MJ-12), concernente a suas atividades durante a viagem que fez no mês de julho de 1947 ao Novo México, o local onde supostamente o disco voador havia se acidentado. O segundo documento é um memorando para o presidente Truman, ditado pelo ministro de Estado George C. Marshall e dirigido ao vice-ministro. Embora não seja mencionado diretamente o MJ-12, o cabeçalho é: “NUJIC EO 092447 MJ-12”.

– A Última Evidência

O documento do MJ-12 mais escandaloso foi enviado por correio em 1994 a Don Berliner, um veterano ufólogo e escritor científico. O anônimo rolo de filme continha vinte e três páginas de um “Manual de Operações do Grupo Especial Majestic-l2”, com data de abril de 1954. Era um detalhado manual de instruções intitulado: “Entidades e Tecnologia Extraterrestres, Recuperação e Destruição”. Como a maioria dos documentos do MJ12 são reproduções, não é possível analisar nem o papel nem a tinta originais. Porém, existem muitos detalhes objetivos que podem ser comprovados, como as qualificações dos doze membros do comitê, as datas das reuniões e a legitimidade das assinaturas.

Projeto Serpo-Post-26.09.2015-23

Evidentemente, o MJ-12 era um grupo muito seleto: além do ministro de Defesa, Florestal, haviam três diretores do serviço secreto, um general das Forças Aéreas, um general do Exército, o ministro do Exército e cinco dos cientistas mais influentes dos Estados Unidos. Tratava-se da elite das comunidades militar, científica e de informação dos Estados Unidos. Se alguma vez existiu um grupo governamental altamente secreto relacionado com OVNIS, poderia ter sido este.

Projeto Serpo-Post-26.09.2015-24A Base Militar Subterrânea (dos EUA-­NWO­-Nova Ordem Mundial) de PINE GAP, em Alice Springs, no coração da Austrália e os seus segredos. Pine Gap, uma Base dos E.U.A. (perto de Alice Springs) na Austrália.

O Dr. Jean Francois Gille, que se mudou para Albuquerque, Novo México, da França, vem de uma tradução de um documento francês que expõe a relação entre diversos fatores na matriz dos assuntos do mundo. O artigo, intitulado – «Pine Gap BASE: contexto mundial“, foi escrita por Lucien Cometta e posteriormente traduzido para Inglês pelo Dr. John Gille:

“Espero que estas explicações irão ajudar a aumentar a sensibilidade geral para a importância extraordinária que tem essa instalação militar dos EUA na AUSTRÁLIA para a humanidade como um todo”. “A maioria das pessoas, em todo o mundo, já não mais duvidam quanto ao fato de que os UFOs e ETs sejam reais. Sabem que são reais. Aqui já no início de 1989, ninguém questionava a sua existência. O caso de UFOs e ETs despertou paixões, controvérsias e arrogância de muitos durante anos. Alguns não tem sido muito racionais. A questão é relativamente constante, a opinião pública deve se acalmar. É com um espírito sereno e claro que devemos pensar em nossa futura relação com os povos vindos a partir do espaço exterior, os ditos alienígenas. No entanto, a opinião pública não está em paz. E vagamente sente que os governos de modo geral estão escondendo algo “grande e real”, e querem saber para onde os nossos dirigentes (????) governamentais, nossos políticos, vão levar a humanidade”.

Projeto Serpo-Post-26.09.2015-25

– Plano dos militares incluiria a construção de discoportos secretos subterrâneos

25/12/2003 – Notícias de que determinados países teriam desenvolvido projetos para construir discos voadores eram frequentes na década de 1950. Mesmo em nossos dias, Estados Unidos, União Soviética e Alemanha continuam sendo apontados como países com potencial tecnológico para desenvolver discos voadores que podem realmente voar. O que poucos imaginam é que o Canadá também teria projetado sua própria nave inspirada nos alienígenas. Foi conhecido numa edição de junho de 1955 da revista norte-americana “Look”, onde se noticiava sobre os planos canadenses para construção de um disco voador. A revista citava as pesquisas do engenheiro aeronáutico britânico Thomas Turner, na época com 30 anos. A revista “Look” também mencionou rumores de que uma indústria aeroespacial do Canadá havia projetado um disco voador com tecnologia própria. A edição de n.º 19 da revista “Look”, de 14 de junho de 1955, previa em reportagem especial o surgimento no Canadá, nas décadas seguintes, de verdadeiros “discoportos”, especialmente desenvolvidos para pousos e decolagens de discos voadores ”100% terrestres”.

Debaixo da Terra – A publicação especulava que os futuros discoportos canadenses iriam funcionar em instalações militares secretas subterrâneas. As estruturas contariam com baías para manutenção e abastecimento das naves, além de alojamentos para centenas de pessoas. A estrutura seria à prova de bombas e ataques inimigos em geral. Os discos voadores sairiam por uma abertura escondida no alto de uma montanha. Os motores dos discos voadores canadenses seriam movidos a jato, com turbinas especialmente projetadas e distribuídas pelo corpo da aeronave, numa tecnologia revolucionária.

Para a revista “Look”, os boatos sobre esse projeto do Canadá pareciam ser bem fundamentados. Dizia-se até que a fabricação das novas aeronaves ficaria a cargo da empresa de aviação A. V. Roe Ltd, depois de dois anos de pesquisas.

O projeto teria sido encomendado pelo general-brigadeiro Benjamin Kelsey, com custo inicial orçado em 75 milhões de dólares, na época. Os desafios tecnológicos que a A. V. Roe Ltd devia solucionar incluíam: 1) Capacidade de decolar e pousar verticalmente; 2) Capacidade de voar a mais de 1.500 Km/h; 3) Rapidez para ganhar altitude; 4) Excelente capacidade para manobrar; 5) Suportar carregar armamento pesado; 6) Capacidade para voar a até 60 mil pés de altitude; 7) Dispositivos eletrônicos de última geração para ataque e defesa; 8) Incluir mini-naves para ataque, em forma de disco, ocupadas por uma única pessoa. Tanto a fábrica como os militares do Canadá negaram esse projeto e o assunto foi esquecido pela opinião pública.

Fonte: Trecho do Livro “As Sociedades Secretas e Seu Poder no Século XX”

Projeto Serpo-Post-26.09.2015-26– Atualizações do Projeto SERPO

1 – O site serpo.org contém relatórios, artigos e links, em inglês.  Um dos relatórios lá disponibilizados diz que o planeta Serpo é habitado por somente 650 mil alienígenas do tipo “grey”, pois estes são originários de outro planeta onde os recursos naturais foram esgotados.

2 – Em 22 de setembro de 2011, o PRG (Paradigm Reserarch Group) submeteu uma petição para a Casa Branca, (Projeto “We the People“) pedindo que o Presidente oficialmente reconhecesse a presença extraterrestres que está interagindo com a raça humana. A Petição para o Desacobertamento I, recebeu assinaturas suficientes para disparar uma resposta oficial da Casa Branca, a qual foi dada em 4 de outubro de 2011. A Casa Branca alega que não há evidência alguma que suporte essa afirmação ou que o governo esteja escondendo informações relevantes das pessoas. (!!??)

3 – De 29 de abril a 3 de maio de 2013, o PRG promoveu o evento Citizen Hearing on Disclosure – CHD (Audiência de Cidadãos para o Desacobertamento) no National Press Club em Washington, DC. Quarenta pesquisadores e testemunhas governamentais e políticas prestaram depoimentos durante 30 horas, em cinco dias, ante seis ex-membros do Senado e Congresso dos EUA. Naquela semana, uma grande quantidade de evidências, as quais a Casa Branca alega não existir, foi apresentada para o Comitê, transmitida via webcast para o mundo inteiro e gravada por uma equipe de produção cinematográfica.

O PRG irá lançar sua terceira iniciativa, (não sabemos datas) de uma estratégia de três partes, cuja meta é a de acabar o embargo da verdade sobre os ETs imediatamente. O que segue é uma descrição de como a iniciativa será conduzida. Em aproximadamente sessenta dias, uma compilação editada de toda a CHD será finalizada. Então a Iniciativa de Audiência com o Congresso irá começar.

Fonte: www.serpo.org

– Cronologia em ação da CHD

Primeiro dia: Um jogo de DVDs da CHD será enviado a todos os 535 membros do Congresso, junto com uma carta solicitando uma reunião entre os membros, ou representante, com o lobista Stephen Bassett do PRG, a fim de discutir sobre a Audiência e a necessidade imediata para audiências com o Congresso e o Senado.

Décimo quarto dia: Um pedido será enviado via e-mail, páginas na web e mídias sociais, para todos os defensores da verdade sobre a questão ET, para que enviem por correio, e-mail ou fax a três de seus representantes no congresso, um pedido para analisarem o material da CHD e marcarem uma reunião com o lobista Bassett, afim de discutirem a necessidade de audiências.

Uma carta, assinada por alguém, ou todas as testemunhas da CHD e outras testemunhas relevantes, será enviada aos membros do Congresso e Senado, contendo o mesmo pedido. Entre agora e o 14º dia, o PRG fará um esforço orquestrado para entrar em contato com o Washington Post, com um pedido para que o Post publique um página completa, mostrando a carta, como um serviço de utilidade pública.

Décimo oitavo dia: O PRG irá começar o contato com os oficiais do Congresso, requisitando reuniões. Uma planilha publicada no site da PRG irá rastrear quais autoridades aceitaram ou declinaram esses pedidos.

Vigésimo dia: O PRG irá submeter uma nova petição para o Desacobertamento ao projeto “We the People” da Casa Branca, pedindo para que o Presidente solicite para o Líder Minoritário do Congresso e o Líder Majoritário do Senado começarem audiências nos comitês apropriados. Esta petição será publicada no site da Casa Branca por 30 dias, enquanto os contatos no congresso são feitos.

Trigésimo dia: Um pedido será enviado via e-mail, páginas web e mídias sociais para todos os defensores da verdade sobre os ETs, para que enviem via correio, e-mail ou fax aos oficiais do congresso que tenham declinado o convite, para que reconsiderem suas decisões.

Além do trigésimo dia: O PRG continuará a insistir sobre as reuniões com membros/representantes do Senado e Congresso, bem como com os gabinetes dos comitês apropriados, até que estes iniciem as audiências com as testemunhas do governo/agência/políticas que estejam prontas para testemunhar.

Como pôde ser visto acima, Stephen Bassett está entrando, de forma ainda mais incisiva, na terceira fase de seu projeto para a revelação da verdade sobre a realidade extraterrestre.

Lembramos que anteriormente, em maio de 2001, o Dr. Steven Greer promoveu uma iniciativa muito interessante, conhecida como o Disclosure Project, que surtiu um efeito estrondoso na mídia dos EUA, mas que perdeu seu embalo quando, em 11 de setembro daquele ano, as Torres Gêmeas de Nova Iorque vieram abaixo, alegadamente por ataques terroristas.

Projeto Serpo-Post-26.09.2015-27Esquema desenhado por Robert Scott Lazar, também conhecido por Bob Lazar, é um físico norte-americano que se notabilizou pela polêmica causada nas discussões sobre OVNIs acerca da Área 51. Foi funcionário no local em 1989.

Projeto Serpo-Post-26.09.2015-28Paradigm Research Group irá documentar trinta horas de testemunho sobre OVNIs / UFOs – um e-mail de Stephen Bassett, diretor do Paradigm Research Group – PRG.

“Se o Congresso (dos EUA) não vai fazer seu trabalho, os cidadãos irão”.

O Paradigm Research Group levantou a quantia de um milhão de dólares para a produção de um documentário de 30 horas de testemunho, em cinco dias, com quarenta testemunhas do Desacobertamento, perante ex-membros do Congresso dos Estados Unidos.

Uma audiência sobre o Desacobertamento da presença extraterrestre, a qual está INTERAGINDO com a raça humana, será realizada em Washington, DC, de 29 de abril a 3 de maio, no National Press Club. O hotel do evento para as testemunhas, membros da audiência, convidados especiais e espectadores será o Washington Plaza. Stephen Bassett tentou várias vezes, por intermédio de abaixo-assinados à Casa Branca, induzir os governantes dos Estados Unidos a revelarem o que sabem sobre os OVNIs e o contato extraterrestre. Contudo, aparentemente seus esforços não surtiram efeito. Também lembramos que o National Press Club em Washington foi o local onde o Dr. Greer, fundador do Disclosure Project, conseguiu reunir várias testemunhas governamentais e militares no dia 9 de maio de 2001, para relatarem suas experiências com contato extraterrestre. Todas as testemunhas daquele evento terminaram sua fala dizendo “Estou pronto para testemunhar, sob juramento, perante o Congresso, de que tudo que eu disse é verdadeiro”. Na época, o evento recebeu cobertura da imprensa “convencional” (CNN, ABCNews e Fox News).

Os testemunhos do Disclosure Project podem ser assistidos com legenda em português, no seguinte link: http://ovnihoje.com/2011/12/20/the-disclosure-project-legendado-para-os-que-ainda-duvidam-da-realidade-dos-ovnis-e-seus-tripulantes/)

Esperamos que esta nova iniciativa de Stephen Bassett obtenha sucesso e não seja interrompida por alguma catástrofe mundial, como foi o caso do Disclosure Project.

Leia mais: Disclosure Project

Projeto Serpo-Post-26.09.2015-29

– Mais atualizações do Disclosure

De acordo com relatos liberados dia 24 de abril de 2010, por um coordenador de um serviço de notícias e informações por e-mail, oficiais da Agência de Inteligência da Defesa dos EUA (DIA – sigla em inglês), bem como das Investigações Especiais da Força Aérea dos EUA (AFOSI – sigla em inglês) e de outras agências governamentais daquele país têm estado rastreando atividades que envolvem seres extraterrestres com aparência humana. O coordenador da agência de informação por e-mail,  é Victor Martinez, já citado acima, ex-funcionário federal, o qual é interessado em assuntos espaciais, de defesa e de atualidades. Os destinatários destas notícias enviadas por e-mail, pertencem a grupos variados de pessoas interessadas em tecnologia de ponta e outros assuntos similares. Em sua edição de 24 de abril, Martinez mencionou um dos seus informantes, o qual seria um atual ou ex-oficial do DIA, que teria novas informações sobre encontros com extraterrestres. Este informante teria fornecido informações sobre o monitoramento e a intervenção dos oficiais dos EUA  de um ser extraterrestre em particular, que estaria se passando por um humano dentro dos EUA, escreveu Martinez em sua reportagem no e-mail. O informante também apontou um assunto mais geral sobre extraterrestres que visitam a Terra, os quais podem se misturar com a população humana por vária razões. De acordo com Martinez, seu contato declarou que recentemente havia recebido informações sobre uma operação altamente secreta chamada “Operação TANGO-SIERRA”, que ocorreu no início do ano de 1980. Nesta operação, o serviço de inteligência dos EUA teria capturado um ser alienígena que vivia entre nós.

Alegadamente, o informante também disse à Martinez: “Pessoalmente, eu nunca havia escutado sobre esta operação em todos os meus anos nos círculos de inteligência. Esta informação que foi extraída sobre o alienígena é altamente secreta e extremamente difícil de obter. Pelo que eu saiba, exceto pelos presidentes Carter, Reagan e Bush I, a maioria dos presidentes desde então não foram informados sobre esta operação”. Martinez também reportou que uma nova fonte, estabelecida por intermédio de seus antigos informantes, forneceu detalhes adicionais sobre esta alegada operação.

Projeto Serpo-Post-26.09.2015-30A nova fonte teria escrito:

“Sou um colega de inteligência do homem a quem você conhece como ‘Anônimo’, o qual pediu para que eu lhe informasse sobre uma operação muito especial do USG.  Estou diretamente envolvido com a ‘Operação TANGO-SIERRA’. Sua meta era a de encontrar e finalmente capturar uma entidade extraterrestre.  A operação original começou no início de 1980, quando uma mulher da Terra foi identificada pela inteligência dos EUA com sendo uma, assim chamada, ‘abduzida’. Ela foi abduzida por um não humano do sexo masculino em 1977. Esta mulher era solteira e tinha 23 anos de idade, e era uma agente governamental respeitada e de confiança. O ser não humano mostrou à mulher da Terra projeções holográficas da vida em outro planeta.  As projeções vieram de um aparelho pequeno, de forma triangular. A mulher disse que as projeções eram tridimensionais“. O informante também alegou que o extraterrestre em momento algum teria ferido a mulher da Terra. Durante os três anos de suas contínuas abduções, a mulher teria sido levada pelo não humano através de um ‘véu de luz’ para outro lugar. A mulher teria descrito este lugar como sendo uma ‘bolha de luz’. “Ela sentava dentro da bolha e conseguia ver estas projeções holográficas juntamente com o alienígena“.

Em uma ocasião, o extraterrestre teria apresentado a mulher para outro homem, o qual a mulher teria descrito como não sendo humano. A mulher o teria chamado de ‘criatura’. Esta ‘criatura’ teria feito exames médicos na mulher. A mulher não teria dado completa permissão para o exame e teria sido temporariamente paralisada. Após o exame, a mulher teria sido levada de volta para sua residência. O informante teria dito que o alienígena foi rápidamente identificado, cuidadosamente vigiado, fotografado e eventualmente capturado próximo a um shopping center ao sudeste da Base da Força Aérea Andrews, no estado de Maryland. Rápidamente teria sido determinado que estes alienígenas não teria nenhuma habilidade ou poderes especiais e o alienígena em questão teria se entregado sem qualquer resistência. Martinez também teria sido informado que o alienígena foi interrogado por várias semanas pelas equipes de agentes especiais da AFOSI e meses por outras agências. Teria sido durante este tempo que o alienígena declarou sua raça, seu planeta de origem e as razões por terem vindo à Terra, fornecendo detalhes de sua vida em seu planeta natal.  Após este período ele teria sido liberado por ordem direta do Presidente Carter no final de 1980, e subsequentemente deixou a Terra e retornou para seu planeta. A alegada origem do alienígena seria o quarto planeta a partir de seu sol, no sistema estelar Delta Pavonis, 20 anos luz da Terra. O planeta teria aproximadamente o mesmo tamanho da Terra.

“Chamamos o alienígena de Septelóide. Este foi o nome dado à espécie alienígena pelos astrobiólogos de nossa equipe. Eu não tenho a mínima idéia de onde eles acharam este nome, nem os outros nomes estranhos de alienígenas com o sufixo ‘lóide’ que usam“, teria afirmado o informante. “Estes alienígenas de Delta Pavonis têm visitado a Terra por aproximadamente 100 de nosso anos. Aparentemente eles podem assumir a forma humana e facilmente viver entre nós. Não sei como ele aprendeu a falar o inglês tão bem. Lembre-se que há muito mais informações sobre o alienígena que não foram repassadas a mim. A respeito de seu emprego, o alienígena trabalhou dentro do Departamento de Comércio dos EUA, em Washington D.C., e fabricou seus documentos de identidade a partir das informações de um humano já falecido” teria ainda dito o informante. Certamente esta é uma afirmação extraordinária, mas se pensarmos bem, vivemos em um universo extraordinário e não sabemos absolutamente nada do que possa existir lá fora.

Projeto Serpo-Post-26.09.2015-31

– Conclusão e Nota do Blog

Considerado o maior marco da Ufologia Mundial o caso Roswell foi o mais impressionante relato e a mais absoluta prova do encobrimento do assunto Ovnis do mundo. Nos anos que se seguiram a segunda Guerra Mundial, o governo dos Estados Unidos se confrontou com uma série de eventos que mudaria definitivamente seu futuro – e, com isso, o destino da humanidade. Os fatos narrados aqui são tão incríveis, que desafiam o que é aceito como bom senso. O que está sendo narrado neste post parece mais um roteiro para um filme de ficção cientifica (e de terror), se as pessoas, os locais, as datas, as criaturas não fossem reais e a ocasião não fosse também aquela em que a humanidade começou utilizar da energia liberada do átomo, principalmente através de constantes testes militares na atmosfera e mesmo em subterrâneos, com fins bélicos. Naquele tempo, os EUA tinham incontestávelmente a maior economia do planeta, a mais avançada tecnologia, o mais alto padrão de vida, a maior influência que uma nação poderia ter sobre o resto do mundo e tinham as maiores e mais poderosas forças militares de todos os tempos. Entretanto, em meio a este quadro assim tão favorável, podemos supor a preocupação e a confusão surgida na alta cúpula deste país, quando o Governo descobriu que uma nave interplanetária, que era pilotada por seres de uma cultura totalmente incompreensível para os padrões terrestres havia caído no deserto do Novo México, ao sul dos EUA. O propósito secundário da NSA era monitorar todas as comunicações e emissões de cada um dos inúmeros projetos semelhantes aos dos americanos espalhados pelo mundo inteiro e dedicados aos contatos com extraterrestres via rádio. O objetivo da NSA era reunir informações tanto humanas quanto alienígenas, para contrapor à divulgação do segredo das visitas e das presenças extraterrestres na Terra. Em tudo que se tentou o trabalho dessa agência através do Projeto Sigma, foi um sucesso. Criou-se uma situação de privilégio para a NSA como um órgão que não se submeteria a todas e quaisquer leis que não fossem explícitamente especificadas em texto. Isso significou, que se a Agência não estando contida nominalmente no texto de qualquer lei que passasse pelo Congresso Americano, ela não poderia estar sujeita à sua ação e, por isso, não poderia estar também sujeita a esse controle externo. Esse foi um estratagema legal de grande privilégio para a NSA, que agora executa muitas outras ações além das suas obrigações originais. Hoje a NSA recebe 75% de toda a verba alocada para a comunidade norte-americana de informações, o que atesta sua importância citada nesse velho ditado: “onde o dinheiro está o poder está junto”. A tarefa primeira da NSA ainda hoje é a comunicação com raças superiores alienígenas, mas suas atribuições incluem outros projetos no campo extraterrestre. O Presidente Truman antes de deixar o cargo já no auge da “histeria ufológica”, ele estava mantendo os países aliados aos Estados Unidos (até mesmo a União Soviética) constantemente informados sobre a evolução dos problemas alienígenas desde o resgate da nave e os ETs de Roswell, incluindo EBE. As autoridades nestes diversos países chegaram a formular planos para defender a Terra no caso de uma invasão, mas eram grandes os problemas dos governos envolvidos, no sentido de manterem o segredo em seus próprios países. O resultado encontrado para burlar a população foi a formação de uma sociedade secreta, que foi conhecida como “Bilderburges”. O quartel general deste grupo situava-se em Genebra, na Suíça e expandiu-se até tornar-se uma espécie de “Governo Secreto”. Um governo paralelo aos governos oficialmente constituídos a nível mundial. Uma sociedade que hoje controla tudo. Desde que a interação dos EUA com os seres extraterrestres começou, este país tem adquirido uma quantidade de tecnologia que está muito além dos mais fantásticos sonhos. Há uma nave ET chamada “Aurora”, baseada na Área 51, por exemplo, que faz viagens regulares ao espaço. É uma nave de um único estágio, denominado “T AV” (Transatmospheric vehicle, ou veículo trans-atmosférico), que pode decolar para órbitas elevadas a partir do solo e retornar com sua própria força impulsiva. Existe também uma nave alienígena impulsionada por energia atômica na área S-4, no estado de Nevada. Pilotos humanos têm feito vôos interplanetários nestas naves, inclusive, para a Lua colocando máquinas e homens em sua superfície. Um plano maquiavélico chegou a ser formulado pelo MJ-12 com a finalidade de colocar fora de ação qualquer pessoa externa aos seus círculos e que se aproximasse demais da verdade. Há muitas diferenças entre as linhas operacionais de cada setor, e o Majestic 12 passou a ser o plano fundamental. Hoje sabemos que o mesmo tem sua atenção voltada para a América do Sul, mais específicamente sobre o continente brasileiro, motivo o qual é mantido sob a mais estrito sigilo. A humanidade está sendo manipulada por um poder oculto formado por alguns seres humanos e alienígenas (GO). Algo muito além da capacidade de compreensão humana está acontecendo. Todas as maiores organizações de pesquisas de UFOs são alvo de infiltrações e estão sujeitas ao controle desse governo secreto. E é muito possível que as maiores publicações sobre UFOs também sejam controladas. Os seres humanos livres deste planeta precisam arrancar a verdade das autoridades constituídas, obrigando-as a divulgação de todos os fatos. É preciso chegar à verdade a qualquer custo.

EQUIPE DA LUZ É INVENCÍVEL

Links para consultas – Bibliografia

1- Discursos / janeiro de 2003, acesse: http://www.whitehouse.gov/news/releases/2003/01/20030128-19.html

2- Para uma introdução Exopolitics, ver Michael Salla, ”A Necessidade de Exopolitics: Implicações das teorias da conspiração extraterrestre para os decisores políticos e Paz Mundial “20 de janeiro de 2003. 

3- Para uma discussão mais aprofundada sobre Exopolitics, ver Michael Salla, “A Necessidade para Exopolitics” A Necessidade de Exopolitics 

4- 100 desses oficiais têm testemunhado, com outros 300 querer fazer o mesmo. Veja Stephen Geer, Sumário Executivo do Projeto de Divulgação (Crozet, VA: Disclosure Project, abril de 2001 

5- Sheldan Nidle, First Contact (Vancouver: Impressão Loja Azul, 2000). 

Bibliografia para consulta

Exopolitica – Paola Harris 
Biblioteca Documento UFO – O Caso Roswell – Philip Corso
The Day After – Roswell – Philip Corso
Incidente em Roswell – Charles Berlitz
Acidente Alienígena – Roswell – Jesse Marcel
Roswell – Segredo de Estado – Javier Serra
Roswell Files – Revista UFO

Nota: Biblioteca Virtual

Divulgação: A Luz é Invencível

A “Luz é Invencível” tem por norma não publicar links que não estejam ligados ao texto postado. Pedimos a compreensão de todos, e para qualquer dúvida, temos nossa caixa de sugestões onde todos podem livremente fazer suas colocações que serão arquivadas para consultas posteriores.
Nós agradecemos a compreensão de vocês.
Equipe da “Luz é Invencível”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s