O Conselho – Ajudar aqueles que precisam – Parte 1 – 27.05.2015

O Conselho – Ajudar aqueles que precisam – Parte 1 – 27.05.2015

William LePar e O Conselho – Postado em 27 de maio de 2015

Este texto começa uma série de quatro partes sobre como deveríamos dedicar esforços para ajudar aqueles que precisam e por que tais condições existem.

Interlocutor: No mundo de hoje com a comunicação como está, nós estamos cientes de literalmente milhões e milhões de pessoas em necessidade e é difícil saber em que ponto nós entramos porque nossos próprios recursos não estão nem perto do que precisaria para ajudar todas elas.

O Conselho: Se um indivíduo verdadeiramente deseja somar à criação, somar ao mundo, melhorar O mundo, então somente seria sábio primeiro começar com ele mesmo e sua situação imediata.

O primeiro aspecto essencial de cada um de vocês é que vocês precisam aprender a apreciar vocês mesmos, agora, nós não estamos falando de um ponto de vista egoísta.

O maior problema com o mundo de hoje é que os indivíduos, as almas, cada um de vocês, não se amam, não se respeitam.

Se você não se ama, você não pode amar nada e ninguém, e é esse o problema real que está na criação hoje.

Vocês perderam o respeito por si.

Agora, novamente, nós não estamos falando sobre um amor egoístico.

Nós estamos falando sobre um verdadeiro amor divino por vocês mesmos.

O oposto seria um amor egoístico e é essa a manifestação do mundo de hoje.

Um amor egoístico é um amor destrutivo.

Agora, de volta à pergunta.

Um indivíduo não pode ajudar o problema mundial, ele não pode vencer os problemas do mundo; mas ele pode começar uma condição de desenvolvimento do mundo por simplesmente se concentrar em sua própria situação imediata ou posição na vida.

Seu mundo, seu país hoje, parece querer cuidar dos problemas do mundo, a fome no mundo.

Por que não se pode concentrar primeiro na fome em seu próprio país?

Com certeza um indivíduo deveria ter um fator consciente, um fator de conhecimento da fome e da pobreza no mundo.

Um indivíduo deveria estar ciente disso, deveria ter um desejo de ajudar, e em alguma medida deveria ajudar.

Mas quanto mais produtivo e quanto mais pode ser realizado se esse indivíduo estivesse focado em sua própria vida ou na situação em que ele se encontra, sua família, seus amigos, seus vizinhos, sua comunidade?

Cuide de seu próprio pequeno mundo.

Ajude aqueles que precisam de ajuda em sua própria esfera de existência e se cada pessoa fizesse isso não haveria necessidade de ajuda a nível mundial.

Você entende o que estamos dizendo?

Mais de William LePar e O Conselho vá em www.WilliamLePar.com

Fonte: http://www.williamlepar.blogspot.com

Tradução: Blog Sintese

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s