Chaves para o autoconhecimento: O caminho para a cura – 1ª Parte – 03.05.2015

Chaves para o autoconhecimento: O caminho para a cura – 1ª Parte – 03.05.2015

Antes de mais nada, devemos compreender que a vida na escola da Terra é como uma guerra espiritual. Toda pessoa que não acredita nisso é ingênua. Como diz Krishna no Bhagavad Gita, à Arjuna – “Deixe de lado sua covardia, levante-se e lute, pois a piedade e a complacência consigo mesmo, não condiz com a grande alma que és”.

A guerra espiritual, em que todos nós estamos envolvidos, é a batalha entre o Eu inferior e o Eu Superior, a contenda entre a verdade e a ilusão, a luta entre  o pensamento do ego negativo e o pensamento crístico. O termo “Guerreiro Espiritual”, é um instrumento muito útil para nos levar aos níveis superiores da iniciação e além deles. O Caminho Espiritual é como escalar uma montanha, são 5 passos para cima e 2 para baixo, 7 para cima e 5 para baixo. O Caminho é assim, mesmo para os iniciados mais avançados. Há um número muito grande de Trabalhadores da Luz que não abraçam este conceito e que, por conseguinte, fracassam ante as lições da vida. A batalha que todos travamos consiste em escalar a montanha conhecida como ”realização cósmica no Plenum Cósmico/Deus”. Não é uma montanha fácil de galgar, especialmente neste planeta. É difícil dominar a mente, as emoções, o corpo emocional, a sexualidade, só para citar alguns. Os Trabalhadores da luz devem igualmente enfrentar os Extraterrestres Negativos e a Fraternidade Negra. Esta última, não deve ser temida por aqueles que não são fracos e para isso, o primeiro passo no Caminho Espiritual é começar a sermos senhores da nossa força pessoal. Uma guerra espiritual é a luta para permanecermos fiéis aos nossos ideais espirituais sob a ação de enormes obstáculos. É a batalha para continuar a ter amor dentro de si em todas as circunstâncias.

A PRINCIPAL CHAVE ASCENCIONAL: AMOR INCONDICIONAL

O amor incondicional é a principal chave de ouro. Devemos começar o dia com amor e terminá-lo com amor – porque esse é  o modo da Energia Superior Crística que vem do Plenum Cósmico/Deus e é tudo o que existe. Esse é o fundamento de toda a prática espiritual. O Ser uno com o Plenum Cósmico/Deus é um  Ser uno com todos no amor. Este é o fundamento de todas as coisas. Vinculam-se ao amor incondicional, a generosidade e a graciosidade. Podemos fazer muitas coisas boas e sermos até muito generosos, mas se não houver amor no que fazemos ou damos de nós, seja material ou não, estaremos nos enganando. Toda e qualquer prática espiritual, seja uma ajuda moral, física, material, mental ou espiritual, nenhuma destas atitudes terá valido realmente a pena. Permanecer no amor, na unicidade e na paz a todo momento, em todas as situações, tem de ser o nosso princípio diretor e nisto consiste o maior desafio de todos. Temos que fazer o possível para nos mantermos em atitude amorosa e nunca atacar, mesmo que sejamos atacados pelos outros. Isso não quer dizer que não precisamos nos defender com nossos próprios recursos e nos apoiar em nossa própria força. Temos que fazer isso mantendo a maior força amorosa que podemos e isso pode vir a se tornar uma grande lição para as pessoas que nos atacam, é como se víssemos tudo com a nossa mente crística. Devemos manter essa atitude com pessoas que competem conosco, que nos desafiam, que se comparam de forma invejosa e egoísta. Isso nos leva à uma atitude instantânea de perdão o tempo inteiro perdão tanto dos outros como de nós mesmos. Assim, veremos cada situação na vida como um teste espiritual, tentando permanecer neste estado de consciência.

EU SOU

A PRÁTICA DA PRESENÇA

Toda pessoa, mineral, animal e vegetal é uma centelha divina do Plenum Cósmico/Deus encarnada. No instante que percebemos e integramos isso ao nosso Ser, compreendemos este “instante sagrado” descrito no livro UM CURSO EM MILAGRES. Nesse instante, Eu Sou o Cristo, você é o Cristo, todos nós somos unos uns com os outros e com o Plenum Cósmico/Deus. Na realidade, todas as outras coisas são ilusões; o livro ainda diz: “Nada que é real pode ser ameaçado, nada irreal, existe. Aqui está a paz cósmica”. Nós não precisamos tornar-nos o Plenum Cósmico/Deus, nós já o somos. O caminho espiritual consiste em desfazer ou afastar, usando uma metáfora, a lama que cobre o diamante. O nosso pensamento errôneo identificou-se mais com a lama do que com a luz. No instante sagrado, tudo isso é liberado como um mau sonho que, em primeiro lugar, nunca foi real. Todo encontro/intercâmbio envolvendo duas pessoas, é a consciência crística encontrando-se, combinado com a percepção inocente – ver a inocência em cada pessoa, é ver o que é divino em cada um. Esse ideal é um compromisso com o ”ver para além das aparências” do corpo físico, mental e emocional, o verdadeiro cerne de cada pessoa. O mundo é um espelho do nosso próprio pensamento. Aquilo que vemos em nossos irmãos e irmãs é em verdade o que vemos em nós mesmos. Afim de curar-nos, temos de ver a centelha do Plenum Cósmico/Deus em toda pessoa assim como em nós mesmos.

 A CURA DAS ATITUDES: PENSAR COM A MENTE CRÍSTICA

Essa chave ascensional envolve atitude e perspectiva. Os nossos pensamentos é que criam a nossa realidade, havendo sempre uma perspectiva na vida que vai levar-nos à paz interior, pouco importando qual seja nossa situação exterior. Essa é a ciência da cura das atitudes. Nosso compromisso com o pensar a todo momento usando a mente crística e não a mente egóica, é um dos principais fatores de cura físico/mental/emocional. Pensar com a mente crística leva à clareza, à firmeza e à estabilidade. Essa maestria ajuda a produzir equilíbrio emocional, dado que as nossas emoções são de modo geral, uma consequência das nossas atitudes. Vincula-se com o pensar usando a mente crística, a compreensão de que só existem duas emoções, o amor e o medo. As emoções baseadas no amor são expressões da mente crística, as emoções baseadas no medo, são expressões do Ego. Este se percebe a si mesmo como entidade separada. Quando vemos tudo por intermédio da nossa mente crística, vemos tudo como uma só coisa e como parte do Plenum Cósmico/Deus, o que leva à emoções baseadas no amor a se manifestar. Por conseguinte, a nossa experiência da vida depende da maneira como interpretamos a vida, a partir de nossa mente egóica negativa ou a partir da mente crística. Este é o fundamento de toda evolução espiritual.

SEJA ALGUÉM COM OLHOS PARA O AMOR E NÃO PARA OS DEFEITOS

Tentemos ver sempre o melhor nos outros e em nós mesmos. Tudo na vida é percepção. Vemos com a mente e não com os olhos físicos. A isso, associa-se a importância de se manter uma atitude de não julgamento. Nada há de errado na vida em fazer discernimentos e observações espirituais, mas isso se faz a partir do coração e não apenas a partir da mente. A descoberta do amor em vez do defeito é uma prática que envolve buscar o bom e o belo sob a aparência. Ver o copo como meio cheio ou meio vazio é uma questão de percepção. A beleza está nos olhos de quem a contempla.

AQUILO QUE FAÇO AOS OUTROS, FAÇO A MIM MESMO

Se a nossa verdadeira identidade é o Eu eterno e se toda a criação é parte desse Eu eterno, então tudo o que fazemos a qualquer outra parte da criação, fazemos a nós mesmos. Da mesma maneira, dar algo a alguém é literalmente dar amor a si mesmo. Se a humanidade compreendesse profundamente e praticasse esta lei, o mundo inteiro se transformaria rapidamente. Tudo é o Plenum Cósmico/Deus. Há somente uma identidade no Universo por toda a vida ao longo da criação. Todos partilhamos desta única identidade e temos de deixar de lado o glamour e a ilusão, as aparências, de modo a podermos ver a verdadeira realidade da vida. Nossa real identidade como o Eu eterno está em toda a criação. Toda a criação é uma parte de nós.

SEJAMOS SENHORES DA NOSSA FORÇA PESSOAL

Ser senhor da própria força, gera vigor e estabilidades interiores, um e outro são essenciais à liderança de si mesmo. Temos de aprender a não entregar nossa força a coisa nenhuma, não devemos ceder nossa força à outras pessoas, às situações exteriores, às nossas emoções destrutivas, aos pensamentos negativos, ao nosso Ego inferior e aos nossos desejos instintivos baseados no nosso Eu inferior. O Plenum Cósmico/Deus nos conferiu para que usemos essa força com amor e sabedoria, afim de tornarmos mestres de nós mesmos. Não devemos ceder nossa força à canais (canalizadores), já que toda a canalização, não importa quem a faça, passa pela personalidade e pelos bancos de informação da pessoa que a pratica –mesmo nos referindo à grandes canalizadores. Da mesma maneira, uma informação válida no momento em que foi dada, não o é necessariamente tempos depois. Mesmo com muitas informações canalizadas valiosas, temos sempre que confiar na nossa própria orientação e intuição acima de qualquer coisa que se ache fora de nós.

BUSQUEMOS O AUTOCONHECIMENTO E A SABEDORIA

Não devemos encher nossa mente com fatos sem sentido. A leitura espiritual, a meditação, a oração, a elaboração de um diário de metas espirituais, o autoquestionamento, as frases positivas, as visualizações, a música de qualidade, constituem-se na Sadhana ou prática espiritual básica. Precisamos entender que tudo o que acontece em nossa vida tem de ser visto como lições, oportunidades de crescimento e aperfeiçoamento e sobretudo, testes para o espírito. São colheitas espirituais. Devemos olhar para tudo o que nos acontece entendendo como uma dádiva (mesmo que a princípio não pareça) e abençoarmos todas as pessoas envolvidas e as situações. Esta atitude ajuda na paz interior e tem um efeito revolucionário, pois conserva nossa força pessoal. O autoconhecimento faz com que a sabedoria se manifeste, nos ajudando a compreender e praticar tudo isso.

CULTIVEMOS PREFERÊNCIAS E NÃO APEGO

Buda afirmou em suas 4 nobres verdades, que todo o sofrimento vem dos apegos de cada um. Libertar-se dos apegos, em alto grau gera a renúncia, que é uma grande iniciação, pertencendo a grande iniciados. Mas, na nossa vida cotidiana, o importante é termos preferências, pois os apegos nos mantém infelizes, com medo e sem concentração. A diferença reside no fato de que, com preferências, conseguimos diluir as decepções, qualquer que seja o desfecho de uma situação, porém, com apegos e expectativas, perdemos a  paz interior se as coisas não acontecerem como nós queremos.

ENTREMOS EM ACORDO CONOSCO

Os principais relacionamentos na vida tem de ser o relacionamento conosco, enquanto personalidade encarnada e com nossa centelha divina. Se não estamos de acordo conosco/parte divina, não entraremos em acordo com nada em nossa vida. Antes de estarmos prontos a compartilhar coisas, emoções, vivências, sexualidade e amor, convivência social saudável, precisamos conhecer a nós mesmos  e aprimorar nosso valor pessoal, concentrando-nos em nossas vitórias espirituais (a sublimação de nossos defeitos em detrimento a elevação de nossas virtudes), antes mesmo de servirmos aos nossos irmãos. É também importante que não nos comparemos a ninguém, pois cada um de nós traz consigo uma peça original no plano divino. Temos de ter um compromisso de viver com integridade e não sermos incoerentes com o que pensamos, em detrimento do que fazemos. A importância de ter essa integridade é  tentar nunca enunciar uma palavra que não esteja de acordo com o que nós aceitamos como nossas verdades naquele momento, ou seja, sermos autênticos e sinceros, conosco e com os outros. É um enorme desafio, principalmente em nossa sociedade cheia de hipocrisia, ausência de valores verdadeiros, regras antiquadas e manipuladoras e dogmas aparentemente inquestionáveis. Muitas pessoas usam a desculpa da condição humana para justificar a sua falta de integridade. Essa é mais uma trama do ego negativo. É igualmente uma concepção errônea do que significa ser humano, porque o ser humano no seu nível mais elevado é “hu-man”, ou seja, Homem -Deus. Identificar-se como Plenum Cósmico/Deus vivendo num corpo físico, é ter a consciência expandida. 

VER O MUNDO COM OUTRAS LENTES

A maioria das pessoas vê a vida a partir de uma lente que contém apenas uma pequena fração desse prisma realizado do Plenum Cósmico/Deus. Nossa lente psicológica é determinada pelos pensamentos que estão filtrando nossa experiência. A meta máxima da vida é vê-la por meio das lentes com que a nossa centelha divina vê. Muitas pessoas veem a vida primordialmente através de lentes como a criança interior, o ego negativo, o corpo de desejo, o corpo mental, o corpo astral, o corpo físico, o legado familiar, a vitimização, a programação cultural, a programação educacional e a programação religiosa. Nós podemos perceber que ver a vida através dessas lentes fará com que a nossa visão seja altamente distorcida e desfocada, nos levando à uma percepção bastante estreita. Quando a nossa lente pessoal está de acordo com o nosso Eu superior e com as leis universais, a nossa consciência estará alinhada com a consciência do Plenum Cósmico/Deus, então, manifestaremos abundância em todos os níveis, porque a abundância é o ponto de vista Dele.

O EQUILÍBRIO, A INTEGRAÇÃO E A MODERAÇÃO

Aqui, trata-se de viver no Tao. Há um Tao para tudo na vida. Isso tem a ver com o equilíbrio entre o Yin e o Yang. Usando uma metáfora, podemos dizer que quando deslizamos sobre a onda (a vida), corremos o risco de perdê-la, se formos muito devagar, e cair e não surfá-la, se formos depressa demais. Aprender a permanecer neste Tao do equilíbrio, é um dos verdadeiros segredos da saúde, da vida equilibrada e do sucesso. Temos de aprender a escutar esse Tao e permanecer no âmbito deste ritmo sublime. Não é necessário sermos ascetas para trilharmos o Caminho Espiritual. Buda sempre falou sobre o “Caminho do Meio”, então, este caminho pode ser trilhado com equilíbrio e moderação. Os nossos 4 corpos (físico, mental, emocional e espiritual) devem ser, todos eles, respeitados, equilibrados e integrados adequadamente. Se fazemos algo na vida que está prejudicando nosso corpo físico, paremos e analisemos, o mesmo fazemos com os nossos outros 3 corpos, e vamos procurar escutar a sabedoria que emana de deles.

Nós, da “Luz é Invencível”, com esta nova série, pretendemos levar aos nossos leitores e interessados outras visões e reflexões sobre este tema tão necessário ao ser humano que é o Autoconhecimento e a Cura para nossa vida em todas as áreas, principalmente nesta Era da Transição Planetária. Meditando sobre estes caminhos, seremos todos levados a mudar nossa maneira de pensar e agir, possibilitando à nossa mente e ao nosso espírito, uma maior abertura de pensamento e modo de vida, bem como o controle sobre as nossas emoções.

Continua…

“Pouco conhecimento faz com que as pessoas se sintam orgulhosas. Muito conhecimento, que se sintam humildes. É assim que as espigas sem grãos erguem desdenhosamente a cabeça para o Céu, enquanto que as cheias as baixam para a terra, sua mãe.” – Leonardo da Vinci.

Bibliografia para consulta

1 – O Despertar de uma Nova Consciência – Eckhart Tolle
2 – Momento de Despertar – Shakti Gawain
3 – Psicologia da Alma – Dr. Joshua David Stone
4 – Um Curso em Milagres – Foundation for de Inner Peace
5 – Ascenção Cósmica – Roteiro para os Reinos Desconhecidos da Luz – Dr. Joshua David Stone
6 – Sua Missão Ascencional – O seu Papel no Plano Maior – Dr. Joshua David Stone
7 – Ascenção Cósmica – James Tyberonn
8 –  DAMAPHADA – Buda – Textos Budistas
9 – Ensinamentos da Grande Fraternidade Branca – Ponte para a Liberdade – Biblioteca Virtual
10 – Momentos de Reflexão – pelos espíritos de André Luíz e Emmanuel – Chico Xavier
11 – Manuscritos – acervo pessoal 

Nota: Alguns livros estão na nossa Biblioteca Virtual.

Divulgação: A Luz é Invencível

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s