Ascensão – Alterando o Mundo Através do Nosso Interior – 06.01.2015

Ascensão – Alterando o Mundo Através do Nosso Interior – 06.01.2015

Durante anos temos ouvido sobre “ascensão” e “despertar”, mas talvez você ainda esteja confuso sobre o que exatamente é ascensão e para onde. E se… Nossa consciência é um reino espiritual escondido, tanto a física quântica como a espiritualidade dizem. Ao alterar nossas ondas cerebrais e forma de viver, podemos alterar a realidade. Ao irmos profundamente para o nosso interior, somos capazes de tocar em outros mundos! É a nossa frequência que está ascendendo, fundindo-nos, no tempo e em outras dimensões.

Antes de podermos ir para frente, precisamos voltar um pouco. As histórias da maioria das culturas contam sobre uma Era de Ouro, o mundo perfeito dos tempos antigos, quando os deuses governavam. Astecas, Incas, Maias, hebreus, Hopi, aborígenes australianos, bem como a maioria dos ensinamentos espirituais falam de 4 (ou 5) Eras/mundos em nossa história global. Da mesma forma, as histórias da ciência descrevem os quatro (ou cinco) estados de ondas cerebrais primárias que se relacionam com a nossa consciência.

As qualidades de cada mundo correspondem às qualidades semelhantes em nossos estados de ondas cerebrais. Se estas dimensões são o nosso inconsciente (e consciente), então deve haver reinos que são exclusivamente pessoais e alguns que são o nosso inconsciente coletivo, semelhante a um disco rígido com dados pessoais e compartilhado. As memórias coletivas atravessam todas as barreiras culturais, vivendo como lembranças vagas em algum lugar na parte de trás da nossa mente.

Na psicologia é chamado de “arquétipos” a maneira presente que temos de compreender alguma coisa. A ideia de arquétipos foi elaborada pelo grande Carl Jung, estudante e contemporâneo de Sigmund Freud, estudante de longa data da espiritualidade, cabala esotérica, alquimia, Hindu, budismo e mitologia comparativa. Seus escritos e terapias são baseados na ideia de arquétipos. Esses arquétipos, como mãe, criança, malandro, herói, criação, são primordiais, de onde todos nós originamos estas ideias de falar sobre nossa história coletiva antiga e influências em curso.

Nestes fim dos tempos ou ascensão, a energia cósmica está mudando. Nosso sistema solar está entrando em alinhamento com o centro galáctico e vibrações de energia mais altas/fortes. O véu entre os mundos físico e espiritual está desaparecendo, permitindo-nos ver uma realidade muito maior do que conhecíamos anteriormente. Está colocando em nosso rosto todas as coisas que foram profundamente escondidas, pessoalmente e culturalmente. É cada vez mais fácil ver as corporações que controlam os alimentos, medicamentos, roupas, dinheiro, ar, água, energia, saúde, pensamentos e discursos, quando apenas alguns anos atrás, a ideia foi ridicularizada. Os filmes atuais intermináveis sobre o fim do mundo, o inferno na Terra, sustos sobrenaturais, contato com alienígenas negativos e mitologias antigas são todas as coisas do nosso passado antigo coletivo. E, como os véus estão se elevando, nosso consciente, inconsciente e inconsciente coletivo se misturam e ficam cara a cara com o mundo antigo. Literalmente, como numerosas escavações arqueológicas estão mostrando a verdadeira história e a compreensão da verdade de onde viemos.

É esta memória arquetípica que precisamos acessar. O passado antigo tem muitos nomes, através das muitas culturas que se formaram. Os Hebreus falam de Atik Yomin (Ancião dos Dias), assim como os aborígenes australianos descrevem como tempos dos sonhos/criação. Ao sonhar nos relacionamos com as ondas Teta, a da inconsciência, cura e verdadeira criação. Quando permanecemos nos estados das ondas delta e teta, temos acesso a estes tempos antigos da criação e parte da consciência coletiva, para que possamos compreender o mundo antigo e usá-lo para curar.

Embora estes mundos existiram no passado antigo, podemos acessar eles a partir do nosso interior. Cada um dos estados de ondas cerebrais primárias correspondem a um dos quatro mundos.

Ondas CerebraisNosso cérebro funciona em quatro estados primários, agrupados por sua frequência e efeito na consciência: Alfa, Beta, Teta e Delta. Quanto mais nos concentrarmos e focarmos nossos pensamentos, mais frequentes ficam as ondas, mas não tão altas. E, quanto mais nossos pensamentos se direcionam, mais o cérebro produz ondas de frequências mais elevadas.

Com cada emoção, pensamento ou experiência, nossa estrutura química e níveis de neurotransmissores mudam, o que pode então, mudar a nossa estrutura genética. Algumas dessas mudanças estão relacionadas a estados de ondas cerebrais específicas. Mas não vamos confundir causa e efeito. A fisiologia do cérebro é o mecanismo pelo qual a nossa mente/espírito pode experimentar estados alterados de consciência e de ser. O cérebro é um intermediário entre o Eu e o Universo. Isso nos dá muitas maneiras de ser.

Relacionado: Induzir um Aumento da Inteligência e Sentidos Aguçados Com Ondas Cerebrais

Beta: 13 a 30 Hertz ou ciclos por segundo. Concentração focada ou picos de alerta elevado e acuidade visual fora da consciência, avaliando dados ativamente através dos sentidos. Ela está presente no medo, raiva, preocupação, fome e surpresa. Este é normalmente o nosso estado de espírito diário comum.

Alfa: 8 a 13 Hz. Consciência desfocada, como um passeio casual ou conversa com a luz. Ela está associada com o estado não sonolento, relaxado da mente, para dentro da consciência, integração do corpo/mente.

A Ressonância de Schumann ou a frequência da Terra, está entre a onda Alfa e Teta (cérebro esquerdo e direito).

Teta: -3 e 7 Hz. Sono e estados de mediação de luz. Em geral, é etéreo, sem chão e criativo. Este estado abre acesso à nossa criatividade, que se origina fora de nossa percepção consciente. Também é conhecido como o estado crepuscular, o que nós experimentamos momentaneamente quando despertamos ou segundos antes de pegarmos no sono. É quando sonhamos acordados, com imagens vívidas, não confinadas ao espaço local, tempo ou pessoa. Aprendizagem, processamento e memória são tratados neste estado, e a criatividade é melhorada, redução do estresse , Intuição e outras habilidades de percepção extra-sensorial mais despertas. Neste estado, há mais imagens e visualização; o pensamento é de fluxo livre, inspiração.

Delta: 0,5 a 3 Hz. Sono profundo ou meditação muito profunda. Os sentidos e a consciência são retirados do mundo externo e focados no mundo interior. Este é o estado das ondas cerebrais dominantes em menores de um ano de idade (leia aqui).

Este estado tem alguns benefícios incríveis, é por isto que o relaxamento é tão importante: O sono profundo ou sonho lúcido, aumenta as funções imunológicas, hipnose e acesso à informação inconsciente, o hormônio do estresse cortisol é reduzido, aumento da produção de hormônio antienvelhecimento (DHEA) e melatonina, empatia e intuição aumentam. Ela também está relacionada com a cura milagrosa, o conhecimento divino, o crescimento pessoal, o renascimento, experiências de ser UM com o Universo, experiências de quase morte, felicidade, estados de transe, relaxamento profundo.

Este estado está intimamente relacionado ao sono profundo, nós tipicamente adormecemos. Se conseguirmos nos manter acordados, nós experimentamos a felicidade e a UNIDADE. Este estado geralmente reduz com o foco e o pensamento, mas aqueles com (DHEA), têm aumentado as ondas Delta quando se concentram.

Como o cérebro está entre nós e o cosmos, alterando um irá alterar automaticamente o outro. Nós temos a capacidade de alterar a consciência e experimentar o mundo de forma diferente. Muitos rituais e práticas podem ser vistas como métodos para fazer isto, aumentar a consciência de nós mesmos e do nosso mundo. Tudo o que coloca o nosso cérebro em diferentes frequências de ondas vai alterar a consciência e qualquer coisa que altera a consciência vai mudar o estado de nossas ondas cerebrais para corresponder.

Meditação: É atualmente mais conhecida como uma forma de relaxar, desligar nossos pensamentos diários e preocupações, encontrando a paz.

Vibrações: Sons rítmicos afetam o cérebro. Nas tradições xamânicas nativas, o ritmo dos tambores ajuda o xamã a acessar outros mundos. Uma investigação descobriu que batidas estacionárias a uma vez e meia por segundo levou um xamã a parte mais profunda de seu estado xamânico de consciência, o estado teta é de 4,5 ciclos por segundo. Estados de transe semelhantes foram observados com cânticos budistas tibetanos.

Computadores: Ondas sonoras geradas por computador podem alterar facilmente o nosso cérebro, colocando-nos em uma mediação profunda, melhorando a concentração, a criatividade ou criando qualquer estado do cérebro conforme desejamos.

Sexual: O ato é rítmico e no momento do clímax foi documentado que leva a um estado de ondas teta no cérebro, representando a UNIDADE sentida com a nossa parceira e o Universo. Práticas específicas podem melhorar o nosso tempo e a consciência neste estado de pico.

Drogas e álcool: Também levam para um lugar de UNIDADE e/ou outro mundo, com uma sensação de bem-aventurança. Mas os resultados são sempre imprevisíveis, dependendo do estado do utilizador e da qualidade das substâncias.

À medida que o processo de ascensão remove naturalmente o véu, ele aumenta a nossa própria vibração e altera nossas ondas cerebrais. Seremos forçados a ir fundo dentro de nós mesmos para enfrentar as nossas próprias trevas e as do coletivo. Como nossas ondas cerebrais mudam, teremos acesso a outros mundos, outros tempos e dimensões. Talvez ainda sejam conforme falado em mitos antigos.

©Rachel Mason

Origem: Na 5ª dimensão

Tradução e Divulgação: A Luz é Invencível

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s